Regime de caixa: o que é?

8 Comentários Publicado:  Assunto: Fiscal e Tributário
 

Regime de caixa: o que é?

Existem três tipos de normas contábeis que guiam o controle e registro do patrimônio de uma empresa, são eles: regime de caixa, regime de competência e regime misto. Neste artigo vamos tratar de explicar o que é regime de caixa. Controle Financeiro

Neste regime, as receitas e despesas são contabilizadas somente quando elas entram no caixa. independentemente do momento em que são realizadas. Desta forma só será considerado e também tributado o dinheiro que foi recebido, quando a parcela foi paga pelo cliente e não no momento em que se emite a nota fiscal.

Este tipo de regime favorece as empresas que trabalham muito com vendas a prazo e prestação de serviço pois o imposto pode ser pago só depois de recebido o dinheiro do cliente e não quando se emite a nota fiscal.

Caso o cliente faça uma compra em cinco vezes, por exemplo, o imposto que incide sobre esta mercadoria será pago pela loja cada vez que o cliente quitar a sua parcela e não quando a loja emitiu a nota fiscal que seria no ato da compra. Isto passa a ser uma grande vantagem, pois a loja ou o fornecedor paga o imposto em tantas vezes quanto ele vendeu para o seu cliente. O imposto incide sobre o valor das prestações que são pagas todo mês.

Esta regra é também valida para o prestador de serviço que só pagará o fisco quando o seu cliente lhe pagar pelo serviço que foi feito. Ele fará o serviço, emitirá a nota fiscal e quando ele receber, seja através de cheque, cartão de crédito, ou transferência bancária é que ele pagará imposto ao fisco sobre o montante recebido.

É importante ter um registro cuidadoso do que entra e o que sai na empresa, o que se pagou e principalmente o que se recebeu e também que ainda está por receber, organizando muito bem seu fluxo de caixa para não pagar duas vezes ou deixar de pagar os impostos. Esta movimentação será registrada num formulário da receita federal.

Uma das vantagens deste sistema é evitar o pagamento de quantias ainda não recebidas e, caso aconteça de cheque sem fundo ou algum calote o empresário, deverá declarar o tributo até o ano subsequente e pagar este tributo (mesmo não tendo recebido) até janeiro do segundo ano subsequente.

Quem pode optar pelo regime de caixa?

Micro e pequenas empresas e as que adotam o lucro presumido e o simples nacional podem optar por este tipo de regime.

Não se pode avaliar o sucesso ou não da empresa pelo que ela tem no caixa. Por isso entender o que é regime de caixa e adotar este regime lhe proporcionará um menor comprometimento do caixa da empresa, portanto mais capital de giro.

Controle Financeiro

Para acompanhar dicas diárias de finanças para sua empresa, nos siga no Twitter ou curta nossa página no Facebook.

Carin Tom
Sobre o autor

Coordenadora Sped e NF-e na ContaAzul. É formada em Ciências Contábeis pela Univille e pós-graduada em Direito Tributário e Contabilidade Tributária pela Universidade Católica de Santa Catarina.

MUDANDO UM POUCO DE ASSUNTO

8 Comentários
 
curso grátis ContaAzul

CURSO ONLINE - Vagas limitadas!

Notas Fiscais com o ContaAzul: Gestão Prática e Eficiente


INSCREVA-SE AGORA