Plano de negócios: como elaborar

Plano de negócios: como elaborar

O plano de negócios é o primeiro passo para quem quer empreender. Com essa ferramenta de gestão, você reduz a insegurança diante da abertura de uma nova empresa, diminui a margem de erro ao longo da jornada e aumenta as chances de sucesso da sua ideia.

DRE Gerencial do ContaAzul: Comece agora

E para quem já tem empresa em funcionamento e quer colocar a casa em ordem, para ampliar sua perspectiva e entender seu mercado de atuação, o plano de negócios também é muito importante.

Tempos atrás, não havia tanta informação sobre o assunto, e o empreendedor que não frequentava cursos de administração podia demorar para organizar as peças desse quebra-cabeça.

Hoje, existe material de sobra e referências que vão ajudar muito nessa tarefa. Assim, se você está com a intenção de, finalmente, tirar a ideia do papel e abrir seu negócio ou se vem percebendo que há a necessidade de promover uma reviravolta em sua empresa já em funcionamento, não deixe de conferir nossas valiosas dicas para elaborar seu plano de negócios. Vamos lá?

O que é plano de negócios

O plano de negócios é um documento por meio do qual você planeja o alcance que deseja que seu negócio tome. Com os objetivos e as metas devidamente colocados no papel, é possível prever situações de risco que podem surgir ao longo do desenvolvimento da estratégia, analisando-as a fim de se prevenir, antes mesmo que elas apareçam na prática.

Além disso, um bom plano de negócios permite identificar gargalos sobre os quais você tem pouco conhecimento, oferecendo, assim, a oportunidade de se aperfeiçoar e aprofundar em determinados estudos e análises, com o objetivo de tornar o negócio cada vez mais sólido e consistente.

Com ele, você determina se uma ideia tem potencial para entrar no mercado, organizando os principais detalhes operacionais, necessidades e objetivos dessa empresa.

Ter um plano significa estar preparado para oferecer um serviço ou um produto, saber como ele será vendido e distribuído, além de reconhecer as possíveis adversidades, empecilhos e problemas que certamente aparecerão.

Parece complicado elaborar esse documento? Acredite: é mais fácil do que parece, e tem mais vantagens do que você imagina. Mas requer esforço e paciência. Vamos lá?

Por que criar um plano de negócios

O plano de negócios ajuda a determinar a viabilidade da empresa, auxilia a detectar as particularidades do mercado e possibilita ampliar a perspectiva do empreendimento para o médio e longo prazos. Assim, essa ferramenta permite uma visão mais precisa das reais potencialidades de sua ideia.

Na cabeça do empreendedor, a ideia pode parecer tão atraente, que possíveis dificuldades talvez não fiquem tão aparentes. Sabe como o brilho excessivo ofusca a visão? É o que acontece nos negócios.

Muitas fagulhas de negócios, aqueles lampejos que precedem a concretização do plano, falham ao ganharem materialização. E é para evitar que o ímpeto empreendedor siga pelo caminho errado que o plano de negócios existe.

Vale ressaltar, primeiramente, que o trabalho não é tão simples assim. E nada melhor que o próprio empreendedor para mergulhar na realidade de seu negócio a fim de se manter firme para as necessárias tomadas de decisões de todos os níveis — sejam financeiras, mercadológicas ou até referentes à imagem de sua empresa.

As informações necessárias para a montagem do plano vão desde a definição da missão, da visão, dos valores e até dos objetivos mais específicos em relação ao funcionamento da empresa.

Antes de tudo, você precisa conhecer e estudar o mercado no qual pretende entrar. Como a sua empresa preenche uma lacuna desse tipo de produto ou serviço? Como você pode se destacar da concorrência? O que você oferece que ninguém mais tem condições de oferecer? Qual é o impacto que você pode e vai promover?

Por exemplo: vamos supor que você queira abrir uma revenda de carros usados. Existem alguns pontos que você deve considerar antes de inaugurar a loja:

  • O investimento mínimo
  • Localização da loja
  • Número de funcionários
  • Quantos carros você terá no pátio
  • Local adequado para a exposição dos carros
  • Realidade econômica do consumidor-alvo
  • Carga tributária e custos operacionais
  • Estimativa de vendas.

Para cada um dos itens acima (e muitos outros), você precisa encontrar respostas. E como encontrá-las? De várias maneiras, mas tudo começa com um bom plano de negócios.

Plano de negócios passo a passo

Criar um plano de negócios exige paciência, pesquisa e tempo. A seguir, vamos descobrir o que precisa constar nesse documento e como dar o pontapé inicial para usar essa ferramenta de gestão.

Para essa tarefa, usaremos informações que constam no guia digital Como elaborar um plano de negócios, disponibilizado virtualmente pelo Sebrae, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas.

Sumário executivo

Este é um resumo do plano de negócios. Pode conter:

  • Dados dos empreendedores
  • Resumo dos dados do empreendimento
  • Missão da empresa
  • Setor ou setores de atividade
  • Forma jurídica
  • Enquadramento tributário
  • Capital social
  • Fontes de recursos.

Análise de mercado

Aqui entram as pesquisas para entender o mercado, a concorrência e o seu pocisionamento.

  • Estudo de clientes
  • Análise concorrentes
  • Pesquisa de fornecedores.

Plano de marketing

Essa etapa é essencial para compreender e explorar possibilidades de divulgação do negócio, do produto ou serviço.

  • Descrição do que a empresa vai vender
  • Preços
  • Estratégias de promoção e divulgação
  • Estrutura para a venda
  • Localização do empreendimento.

Plano operacional

Aqui você determina, na prática, como será a operação do negócio.

  • Estrutura física
  • Capacidade de produção e prestação ou venda do produto ou serviço
  • Processos e níveis operacionais
  • Necessidade de recursos humanos.

Plano financeiro

Esta é a etapa essencial para compreender a viabilidade de abertura, manutenção ou expansão do negócio. Deve conter, entre outros:

  • Investimento total
  • Estimativa de investimentos fixos
  • Capital de giro necessário
  • Estimativa do faturamento mensal
  • Estimativa do custo unitário de matéria-prima
  • Estimativa dos custos de comercialização
  • Apuração do custo dos materiais diretos e/ou mercadorias vendidas
  • Estimativa dos custos com mão de obra
  • Demonstrativo de resultados
  • Indicadores de viabilidade
  • Ponto de equilíbrio
  • Lucratividade
  • Rentabilidade
  • Prazo de retorno do investimento.

Simulação de cenários

Esta etapa é importante para construir simulações e projetar respostas a diferentes situações, a fim de visualizar na prática o que vai ocorrer com a empresa em variados cenários.

  • Vendas abaixo do esperado
  • Crise econômica
  • Novos concorrentes.

Análise estratégica

Aqui é preciso adotar uma ferramenta de análise, como a Análise SWOTTrata-se de uma abreviação das palavras em inglês strengths, weaknesses, opportunities e threats, que significam forças, fraquezas, oportunidades e ameaças, respectivamente. Em português, é chamada  de “análise FOFA”.

A função dessa ferramenta é avaliar os ambientes interno e externo a um empreendimento, formulando táticas para otimizar o desempenho no mercado. Assim, são analisadas também as oportunidades e as ameaças.

quadro SWOT: Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças

Avaliação do plano

Pronto, esta é a última etapa. Agora cabe a você avaliar com o plano de negócios se o seu empreendimento tem condições de abrir, se manter ou se expandir

De posse de todas as informações angariadas nos tópicos anteriores, você terá melhores condições de tomar essa decisão.

Parceiro para elaborar plano de negócios

Não esqueça de conversar com seu contador para avaliar corretamente algumas das informações e dados necessários no plano de negócios.

Por ter conhecimento e domínio técnico das questões fiscais e tributárias e grande familiaridade com temas financeiros, esse profissional pode ser um aliado estratégico de sua empresa desde o início.

Modelos de plano de negócios

Precisa de uma diretriz para organizar seu projeto? Não se preocupe. Além do guia mencionado anteriormente, temos duas indicações de recursos que servem de modelos para o seu plano e vão facilitar bastante o seu trabalho.

  1. Modelo de plano de negócios: O Sebrae disponibiliza um arquivo completo para organizar seu plano de negócios de forma eficiente e descomplicada. Ideal para marinheiros de primeira viagem.
  2. Sebrae Canvas: um app bastante interessante e de interface simples,com suporte para desktop ou mobile, em iOS ou Android.

Há ainda softwares pagos, que prometem utilizar inteligência e dados de mercado para oferecer respostas mais assertivas a suas ideias de negócio.

Qual a importância das pesquisas de mercado?

Quando se fala em plano de negócios, deve-se considerar a realização de pesquisas de mercado a fim de tornar concretas as evidências que, a princípio, parecem verdadeiras, provavelmente funcionando como o pontapé que o impulsionou a tomar a decisão de efetivamente abrir o negócio. Com essas avaliações direcionadas, passa a ser possível quantificar se realmente há público de interesse para o serviço ou o produto que você pretende ofertar.

Além disso, por meio desses estudos, é possível avaliar a satisfação e a expectativa das pessoas em relação a seus concorrentes

Como montar uma pesquisa de mercado?

Há diversos tipos de modelo de pesquisa que podem, das mais diferentes maneiras, auxiliar seu negócio. Acompanhe o raciocínio e descubra as possibilidades para aprofundar seus conhecimentos.

Pesquisa primária

Contribui para coletar informações em relação aos resultados das vendas do negócio. Os questionários podem ser feitos por meio de ligações telefônicas, por meios digitais e impressos ou até mesmo com a formação de grupos focais, sempre buscando informações que auxiliem a avaliar a aceitação — positiva ou negativa — do produto ou serviço comercializado.

Pesquisa secundária

Possui como objetivo analisar dados que já existem, principalmente os de instituições oficiais de coleta de dados. Se você comanda um negócio que tem jovens como público-alvo, por meio dessa análise é possível avaliar quantos jovens há em sua cidade, bem como em cada bairro, de que sexo e qual sua escolaridade, por exemplo, tendo, assim, um panorama geral do mercado.

Pesquisa quantitativa

As pesquisas quantitativas possuem um caráter maior de definição de porcentagens da real necessidade da população em relação ao produto ou serviço comercializado, assim como da aceitação e intenção real de compra do que você oferece. Lembrando que há empresas especializadas para efetuar esse tipo de trabalho, que requer uma amostra grande de entrevistados, além de fórmulas específicas para definir a amostra ideal diante do universo de possíveis entrevistados.

Pesquisa qualitativa

Já a pesquisa qualitativa permite obter dados mais profundos e subjetivos. A formação de grupos focais com indivíduos pertencentes ao público-alvo do negócio, a fim de detectar necessidades em relação ao nicho do negócio é um ótimo exemplo dessa estratégia. Vale ressaltar que esse tipo de pesquisa pode ser feito com amostras bem menores.

Toda empresa precisa realizar pesquisas com seus públicos, analisar se realmente há demanda para o negócio naquele determinado local, conhecer a concorrência que enfrentará, além de traçar planos de curto, médio e longo prazos, sem atropelos e com os pés no chão. É preciso conhecer profundamente os aspectos que envolvem o negócio, tornando-se um verdadeiro especialista no assunto.

Ao final da análise das informações geradas por essas pesquisas, com os detalhes todos sobre a mesa, passa a ser possível elaborar um plano de negócios mais consistente. Aí sim você saberá, com embasamento, se vale a pena abrir, expandir ou mudar o rumo de seu empreendimento.

Quer identificar o que seu concorrente faz de correto e se cabe o mesmo procedimento para sua empresa? Confira o nosso guia:

Guia De olho na concorrência  Preparamos um guia para ajudar na análise dos concorrentes Baixar o guia agora

E agora que você já sabe por onde começar e de onde extrair informações relevantes, comente aqui e nos conte em que fase você se encontra.

Está prestes a abrir ou expandir sua própria empresa? Como anda o desenvolvimento do seu plano de negócios? Ficou ainda alguma dúvida ou tem sugestões? Compartilhe suas impressões e experiências conosco!

Quer acesso a materiais gratuitos?

Junte-se a mais de 800 mil donos de negócio e receba gratuitamente novidades e dicas sobre financeiro, nota fiscal e gestão selecionadas pela ContaAzul.

 
<https://cta-service-cms2.hubspot.com/ctas/v2/public/cs/c/?cta_guid=50ebdc92-329a-40a1-9caf-fa81543a8adc&placement_guid=2fe57723-5fb5-47c5-b9eb-e06d10883d31&portal_id=652034&redirect_url=APefjpH-sJodulB40LkLn3KOdjabGsRQrvD-UzG_-mxgFGYOQY7Pax91wMczwqC9tjy6OjwX00HU_Bo7PUPMr5BIKOv40gMMcHS86PIGVrS7qRooJBOJ-7oexC4LmqeY82ilgISiw_vgWj_M6UrXXz1MrtJWPp1fCkV3L8k9Z1TtKD_8zvHbHbmBJ-eUK8zfoV_QfTmHP_eg4dFVeSu30yynTNlUDR2aWCt8pi1edP5oHylON5s64GfVFnCwR305nirbsqyzLULbK7y2JSzUtMlN7fQ4XNMBWGbmU8axTsYxArQmFT5Bef95SSu6-RPgLNW5AplENu_zmV3QuRJ6K_Gd5RpBPj09UQ&hsutk=69c6ede4c71301f633be694182efeb4b&canon=https%3A%2F%2Fblog.contaazul.com%2Fo-que-e-pro-labore-ab&click=2a99f1b9-eb95-4503-bbbb-7be3d73be873&pageId=5442744710&__hstc=99675841.69c6ede4c71301f633be694182efeb4b.1512590389679.1512590389679.1512647250062.2&__hssc=99675841.7.1512647250062&__hsfp=1187972499>  <https://contaazul.com/funcionalidades/controle-financeiro/>   ContaAzul é o sistema de gestão online   para você organizar sua empresa   <https://contaazul.com/funcionalidades/controle-financeiro/>  Quero Saber Mais  <https://contaazul.com/funcionalidades/controle-financeiro/>  Experimente Grátis <https://contaazul.com/cadastro/>