Modelos de vitrine para atrair clientes

Modelos de vitrine

Para quem atua no varejo, lidar com a concorrência exige também criatividade. Se você não sabe a razão pela qual o cliente entra em outra loja, é válido se perguntar por que ele se sente atraído por ela e não pelo seu estabelecimento. Ao entender como os modelos de vitrine ajudam a conquistar o público, você pode adotar estratégias que repercutam positivamente no faturamento.

ContaAzul é um sistema para sua empresa vender melhor e receber mais rápido

A importância de uma vitrine

Você sabia que a visão do cliente influencia muito na sua decisão de compra? Ao analisar todos os sentidos envolvidos no processo, ela responde por 83% da ação do consumidor, sendo seguida pela audição, com 11%.

O dado consta em levantamento realizado há dois anos pela Veronis Suhler Stevenson e divulgado pela Popai Brasil - Associação Global de Marketing no Varejo. Ele deixa clara a importância de trabalhar o chamado marketing sensorial, especialmente naquilo que salta aos olhos dos clientes.

No varejo, há vários perfis de consumidores, incluindo aqueles que “compram com os olhos”: basta visualizar o objeto para ter a certeza da compra. Para isso, o cliente não precisa nem entrar na loja - pode ver o produto ainda da calçada.

Então, como o que você vende é percebido pelo público na sua vitrine? Se não tem a reposta, comece a se questionar sobre como converter a simples observação do lado de fora do estabelecimento em uma venda.

O que uma vitrine deve ter

Em texto em seu blog, o consultor de marketing e vendas Carlos Martins destaca a vitrine como o espaço principal no qual o público consumidor busca informações sobre um produto, superando a propaganda e mesmo veículos de mídia segmentados. Onde há grande circulação de pessoas, ela funciona como uma emissora de TV com grande audiência, compara ele.

Tal qual um comercial televisivo, Martins elenca três elementos imprescindíveis para um modelo de vitrine ser bem-sucedido dentro de uma estratégia de atração de clientes: criatividade, pertinência e ser memorável. Vamos a eles:

  • Criatividade: a vitrine precisa ser criativa para fisgar a atenção de quem passa por ela. A sua atratividade deve ser proporcional à concorrência: quanto mais disputado for o mercado, mais você deve investir em boas ideias nesse espaço cenográfico. Solte sua imaginação.
  • Pertinência: a vitrine tem uma função a cumprir, que vai além de despertar a atenção do consumidor. A escolhe pelos produtos nela expostos atendem a objetivos variados, como o lançamento de uma coleção, uma data comemorativa ou o enfrentamento da concorrência. Em resumo, Martins decreta: a sua missão é vender e não decorar a paisagem.
  • Ser memorável: pode ser pela escolha dos elementos ou talvez pelo uso de uma frase marcante. O que importa é que a vitrine seja uma referência e que a loja seja lembrada por ela. Esse é seu espaço, sua marca e nele está também a sua identidade visual.

Além dos três aspectos ressaltados por Martins, vale destacar ainda a necessidade de a vitrine conversar com seu público e ser fiel a ele (saiba quem quer atingir e como pretende fazer isso), o cuidado para que não a polua visualmente (faça escolhas certeiras e capriche na organização) e também com a “honestidade” do espaço (só exponha o que puder vender e não algo em falta no estoque).

7 modelos de vitrine para apostar

Seja por localização, características estruturais ou mesmo de acordo com os elementos utilizados, podemos citar sete modelos de vitrine como boas opções para a sua loja.

Vitrine fechada

Essa vitrine possui uma separação da loja e os clientes só possuem contato visual com o que está exposto nela. É o espaço típico instalado na parte da frente do estabelecimento, muitas vezes trazendo os produtos mais caros da loja, considerando que só pessoas autorizadas têm acesso a eles.

Vitrine de quina

Esse tipo de montagem privilegia a observação da vitrine por ângulos diversos, além de direcionar o cliente para a entrada do estabelecimento, já que costuma estar disposta nas laterais. O segredo está no posicionamento dos itens em linha reta com os vidros, facilitando a observação.

Vitrine com o fundo aberto

A ideia aqui é permitir a visualização pelos clientes não apenas pelo lado de fora, mas também por dentro da vitrine, já que não há separação física entre eles e os manequins. É uma estratégia interessante, mas que demanda maior necessidade de ajustes e de cuidado com os produtos, especialmente porque o público terá contato com eles.

Vitrine iluminada

A luz aqui é tudo, tanto na quantidade (você precisa evidenciar aquele cantinho mais escuro) quanto na qualidade (uma boa iluminação ajuda a despertar sensações e emoções). Além de direcionar o foco para aquilo que quer valorizar, uma vitrine com luzes amarelas permite para alcançar um ar de acolhimento, enquanto as luzes brancas variam entre vibração e relaxamento, conforme a intensidade.

Vitrine em movimento

Ainda estamos falando de luzes, mas aqui os elementos piscantes ou giratórios são parte de uma proposta que objetiva dar movimento ao espaço. A vitrine pode ganhar vida com decorações animadas ou motorizadas, o que tem boas chances de sucesso em lojas infantis, mas não apenas nelas.

Vitrine temática

Especialmente nas datas comemorativas, a vitrine pode ser usada para contar uma história ao cliente, algo que desperte a identificação nele, que o leve a se sentir convidado a ingressar na loja pelas sensações produzidas. Tal estratégia é útil em outras ocasiões, como para destacar uma coleção, um evento ou mesmo a estação do ano. Só tenha o cuidado de privilegiar os produtos à venda e não os elementos decorativos.

Vitrine segmentada

Se você conta com um bom espaço de vitrine, pode ser interessante dividi-la por tipos de produtos. Caso venda roupas, pode separar modelos femininos e masculinos, por exemplo, dando destaque individual a cada um deles. Só lembre da necessidade de harmonia no espaço, tanto nas cores quanto nos formatos e tamanhos expostos.

Dedique-se à sua vitrine

Com as dicas e ideias apresentadas neste artigo, esperamos que você tenha entendido como a vitrine pode ajudá-lo a conquistar mais clientes e esteja pronto para dar asas à imaginação ao montar seus espaços.

Como sugestão final, indicamos a leitura da cartilha Visual de loja aplicado ao comércio varejista, de autoria do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). A partir desse documento, você pode ampliar suas informações, tendo tudo o que precisa à mão para elaborar a melhor estratégia de atração dos clientes.

Planilha Controle de Vendas  Preparamos uma planilha para organizar o dia a dia das vendas no seu negócio Baixar a planilha agora

E no seu negócio, qual o tipo de vitrine que melhor se encaixa? Comente!

Quer ter acesso a
materiais gratuitos?

 
<https://cta-service-cms2.hubspot.com/ctas/v2/public/cs/c/?cta_guid=50ebdc92-329a-40a1-9caf-fa81543a8adc&placement_guid=2fe57723-5fb5-47c5-b9eb-e06d10883d31&portal_id=652034&redirect_url=APefjpH-sJodulB40LkLn3KOdjabGsRQrvD-UzG_-mxgFGYOQY7Pax91wMczwqC9tjy6OjwX00HU_Bo7PUPMr5BIKOv40gMMcHS86PIGVrS7qRooJBOJ-7oexC4LmqeY82ilgISiw_vgWj_M6UrXXz1MrtJWPp1fCkV3L8k9Z1TtKD_8zvHbHbmBJ-eUK8zfoV_QfTmHP_eg4dFVeSu30yynTNlUDR2aWCt8pi1edP5oHylON5s64GfVFnCwR305nirbsqyzLULbK7y2JSzUtMlN7fQ4XNMBWGbmU8axTsYxArQmFT5Bef95SSu6-RPgLNW5AplENu_zmV3QuRJ6K_Gd5RpBPj09UQ&hsutk=69c6ede4c71301f633be694182efeb4b&canon=https%3A%2F%2Fblog.contaazul.com%2Fo-que-e-pro-labore-ab&click=2a99f1b9-eb95-4503-bbbb-7be3d73be873&pageId=5442744710&__hstc=99675841.69c6ede4c71301f633be694182efeb4b.1512590389679.1512590389679.1512647250062.2&__hssc=99675841.7.1512647250062&__hsfp=1187972499>  <https://experimente.contaazul.com/controle-financeiro/>   ContaAzul é o sistema de gestão online  para você organizar sua empresa   <https://experimente.contaazul.com/controle-financeiro/>  Quero Saber Mais  <https://experimente.contaazul.com/controle-financeiro/>   Experimente Grátis <https://contaazul.com/cadastro/>