Como registrar uma marca: custo e benefício

Como registrar uma marca

A marca pode ser considerada como um dos maiores patrimônios de qualquer empresa, afinal, é ela que dá identidade à organização e a seus produtos ou serviços, distinguindo-a das demais. Um sistema de gestão que conecta as áreas da sua empresa: do financeiro ao comercialE é por essas e outras que proteger a marca é extremamente importante, blindando legalmente a empresa contra cópias, pirataria e até mesmo pessoas que possam querer se aproveitar do sucesso da empresa, pegando carona em anos e anos de trabalho.

Sabendo da importância crucial que uma marca tem para todo negócio é que decidimos produzir este artigo, explicando como funciona seu processo de registro. Quer saber mais? Então acompanhe:

Como registrar uma marca no Brasil?

Já sabe que nome vai dar para o seu negócio? Confira dicas de como escolher a razão social e o nome fantasia da sua empresa.

O registro de uma marca é feito no Instituto Nacional de Propriedade Industrial, o INPI. O processo pode ser totalmente feito pela internet, por meio do portal e-Marcas, no próprio site do Instituto. É recomendável dar uma olhada prévia no manual disponível para não cometer falhas e atrasar o processo.

Existe uma avaliação prévia?

Primeiramente é, sim, necessário fazer uma avaliação, que ajudará a verificar se a marca é passível ou não de registro. Essa análise envolve questões importantes, como a existência de um registro semelhante, por exemplo, que só é permitido quando as duas empresas possuem ramos de atuação completamente distintos.

Além disso, será preciso determinar em qual classe de marcas será feito o registro. De acordo com a legislação vigente no Brasil, existem ao todo 45 classes disponíveis para o registro de marcas, sendo que 34 delas são referentes a produtos e 11 referentes a serviços. Essa também é a hora de definir se a marca será formada apenas por palavras (nominativa), por símbolos (figurativa) ou se será formada tanto por palavras como por símbolos (marca mista).

Qual é o custo do processo?

O custo pode variar entre R$ 30 a R$ 1.400 reais, sendo que o que determinará esse valor será a cobrança da taxa inicial e de uma taxa final, já após a finalização do processo, que garantirá a proteção da marca por 10 anos. Vale ressaltar que pequenas empresas têm direito a um desconto de 50% no pagamento.

Qual a importância desse registro?

O registro serve para resguardar sua empresa no caso de imitações e até mesmo se alguém quiser tentar frear o crescimento do seu negócio. Ainda é possível citar o risco de, ao perceber o potencial de sua empresa, um conhecedor da legislação nada bem-intencionado registre a marca antes de você, a fim de tentar vendê-la posteriormente por um valor bem acima do de mercado.

É bem comum que empreendedores só se preocupem com o registro de sua marca após conseguirem se estabelecer no mercado. No entanto, para evitar que a empresa sofra com alguns possíveis inconvenientes ao longo do caminho, a recomendação é de que o registro seja feito o mais brevemente possível. Assim o empresário garante a proteção de seu patrimônio a fim de poder focar no sucesso efetivo do negócio.

 

Agora que você conhece melhor o processo de registro de marcas, que tal aprender sobre como fazer marketing sendo profissional autônomo? E não deixe de comentar aqui para dividir suas impressões e dúvidas conosco!

Como abrir uma empresa? Passo a passo para tirar as ideias do papel  Preparamos um guia para descomplicar o processo de abertura do seu negócio Baixar o guia agora

Newsletter

Quer ter acesso a
materiais gratuitos?