Cobrança e Meios de Pagamento

Boleto com baixa operacional: o que é e como funciona

Equipe Conta Azul Equipe Conta Azul | Atualizado em: 26/01/2024 | 4 mins de leitura

Sobre o que estamos falando?

  • Boleto com baixa operacional é quando esse documento foi emitido de forma equivocada e cancelado antes de ser pago;

  • Trata-se de um conceito que levanta muitas dúvidas nos empreendedores;

  • Evite erros de digitação com a Conta Azul Pro! Teste grátis essa plataforma de gestão integrada, completa e 100% online!

Experimente grátis a Conta Azul!

 

 

A baixa operacional de um boleto deixa muitos empreendedores em dúvida, devido a esse termo ser usado paralelamente com cancelar

Essa situação acontece quando um cliente desiste da compra, muda seu pedido ou escolhe outra forma de pagamento. Erros de digitação por parte do financeiro, falhas no sistema emissor ou mudança na data de alguma cobrança são outros motivos.

Quer sanar as suas dúvidas e desemaranhar esses conceitos todos? Então prossiga lendo o conteúdo abaixo, onde daremos a resposta definitiva com clareza para esse conceito. Veja também formas para reduzir as baixas operacionais.

Desejamos uma boa leitura!

Acompanhe os seguintes tópicos:

shutterstock_1395298508

Antes de tudo: o que é boleto com baixa operacional?

É muito comum as pessoas se perderem com esses termos. E não é a toa, visto que, quando falamos de outros documentos e às vezes até de boletos em si, um pagamento realizado consta como “baixa” nos sistemas.

Quando falamos de boleto com baixa operacional, estamos falando também de cancelamento deste documento. Essa operação é necessária para quando o boleto não será mais utilizado e, independente do motivo, deverá ser invalidado. 

Vale ressaltar também que nunca se pode reutilizar o mesmo número de boleto quando ele recebe a baixa. Caso a plataforma emissora que você usa esteja fazendo isso, o Fisco pode bater à porta do negócio.

Veja também: Controle Financeiro Empresarial: Simples e Fácil

Por que a baixa de um boleto deve ser feita?

Muitas vezes os clientes podem desistir de uma compra ou mudar de opinião sobre qual produto levar. Nessas situações, caso o boleto já tenha sido emitido, será necessário cancelá-lo, pois este processo não acontece de forma automática. 

Simplificando: se um boleto não foi pago, ele precisa receber a baixa operacional. 

No caso de preenchimento equivocado de dados ou desistência por parte do vendedor, também é necessário fazer a baixa do boleto fiscal. Pois só assim pode-se torná-lo inválido. 

O boleto que não receber baixa operacional constará como aberto e trará várias complicações administrativas para o empreendedor. Uma delas está no pagamento de taxas e multas para a instituição financeira que emitiu o documento.

Cuidado na hora de fazer a baixa operacional!

Muitos empreendedores podem se confundir e acabar cancelando boletos que já foram pagos. Isso pode ser considerado ilegal e causar diversos transtornos. 

Não deixe também de avisar o cliente quando for fazer esse cancelamento, evitando desconfortos futuros.

Leia mais: Lembrete de vencimento para cliente: como evitar a inadimplência

Qual a diferença entre baixa e cancelamento de boletos?

Em diversos contextos o termo baixa é utilizado para documentos que constam como pagos. Pois bem, finalmente essa dúvida será sanada.

Boleto com baixa operacional é aquele que já explicamos acima. Ou seja, é a mesma coisa que cancelado ou invalidado. Porém, várias instituições financeiras utilizam apenas “baixa” para identificar essa mesma situação, o que pode gerar mais dúvidas. 

Resumindo: baixa operacional de boleto geralmente é o mesmo que cancelamento. 

Se houver dúvida nessas situações diversas, procure a resposta no contexto específico em que se encontra. Consultar o seu contador também é fundamental. 

Procurando por este profissional? Nós te ajudamos! Clique aqui para fazer uma busca! 

shutterstock_1038709384

Emita boletos de forma segura com a Conta Azul!

A Conta Azul Pro é um ERP online que conecta todas as áreas administrativas da sua empresa. Isso inclui gerenciamento de vendas, monitoramento de estoque, fluxo de caixa, emissão e envio automático de mais de vários tipos de notas fiscais e, finalmente, cobrança.

Para isso, você pode usar o emissor nativo da plataforma, que já faz a geração de boletos registrados. Ou, melhor ainda, utilizar a solução de cobranças da Conta Azul, que agiliza e facilita o seu processo de recebimento por Pix Cobrança, cartão de crédito (via link) e boleto.

Com a Conta Azul Pro, você também pode acompanhar as suas vendas, o seu estoque e o fluxo de caixa pelo celular, no App Conta Azul de Bolso. Além disso, receba notificações das datas de vencimento dos seus clientes, para cobrá-los em tempo hábil. 

Quer evitar dores de cabeça com boletos com baixa operacional por erros de digitação? Automatize seus processos com a Conta Azul Pro. Faça o teste agora!

Leia mais

Leia também

Sem mais posts para exibir.