Controle Financeiro

Pagamento de fornecedores: quando vale a pena fazer à vista?

Equipe Conta Azul Equipe Conta Azul | Atualizado em: 07/07/2023 | 9 mins de leitura

Sobre o que estamos falando?

  • Realizar o pagamento de fornecedores à vista tem alguns benefícios, como descontos e garantia de estoque;

  • Porém, é preciso estar preparado para pagar essas contas de uma vez só e manter a saúde financeira do negócio;

  • Com o apoio da tecnologia, gerenciar o financeiro é bem mais simples: conheça a Conta Azul Pro, plataforma de gestão integrada, fácil de usar. Teste grátis!

Experimente grátis a Conta Azul!

 

 

 

Ao negociar as compras da empresa, propor o pagamento de fornecedores à vista pode parecer algo interessante. Afinal, é um dinheiro que entra no caixa deles rapidamente e você não fica com prestações. 

Acontece que, nem sempre, o pagamento à vista é o melhor para sua empresa, principalmente quando não se tem uma gestão financeira 100% consistente e organizada. O que pode acontecer, considerando que nem todo empreendedor tem domínio sobre este assunto. 

Para entender melhor se vale ou não a pena apostar nessa forma de pagamento, continue lendo este conteúdo para tirar suas dúvidas. Ao final, conheça uma ferramenta que pode ser um verdadeiro divisor de águas no seu controle financeiro. Boa leitura! 

Confira os tópicos: 

Pagamento de fornecedores

Pagamento de fornecedores: à vista ou parcelado?

Quando você vai às compras no varejo como pessoa física, geralmente não pensa duas vezes em, havendo disponibilidade, fazer o pagamento à vista. Órgãos de defesa do consumidor costumam afirmar que essa é sempre, ou quase sempre, a melhor opção.

Isso porque o comprador tem maior chance de pleitear um desconto no valor ou outra condição especial de pagamento. Sem falar que vai para casa com uma dívida a menos.

Já ao pagar a prazo, não raro arca com um valor final maior pela sua compra e ainda assume um compromisso que terá que ser honrado mensalmente. Se não se organizar e perder a data de vencimento, sofrerá com juros e multas – e o prejuízo ficará maior.

Por esses exemplos, poderíamos concluir que a resposta ao empreendedor é simples: pagamento à vista é sempre a melhor opção. Mas, será mesmo? 

Bom, a nossa resposta é: depende.

Ao assumir a sua posição de pessoa jurídica, há situações nas quais o pagamento de fornecedores à vista é uma boa prática. Em outras, o parcelamento é a melhor opção, para evitar um endividamento maior. 

No próximo tópico, entenda mais. 

Quando o pagamento à vista não é uma opção vantajosa

Apesar do pagamento de fornecedores à vista favorecer descontos e colocar a sua empresa como prioridade para receber determinado produto ou insumo (uma vez que a compra já foi paga), em alguns casos, essa alternativa deixa de ser vantajosa. Continue lendo e entenda mais.

Quando sua empresa não tem planejamento e organização financeira

Uma aparente vantagem da quitação à vista pode mascarar um problema futuro, principalmente para quem está começando e dando os primeiros passos na arte do controle financeiro.

Nesses casos, a saúde financeira corre um risco maior de ficar comprometida, porque o caixa ainda está se formando. No entanto, por outro lado, você também não pode ficar sem fazer as compras, já que depende disso para vender.

A saída, seja para empresas iniciantes ou consolidadas no mercado, é fazer um bom planejamento financeiro. Analisar o cenário do negócio e o mercado também é importante. O seu contador é um profissional que pode ajudar bastante neste processo. 

Quando sua empresa não tem capital de giro

Imagine uma empreendedora dona de uma pequena confecção de roupas que vai ao mercado e encontra uma boa oferta. O vendedor informa que, para comprar uma maior quantidade de tecidos pelo mesmo valor, é preciso pagar à vista. 

Ela faz a compra, porém, fica sem recursos para adquirir todos os acessórios exigidos para produzir as peças e sem dinheiro para pagar as contas da semana.

O resultado: sem capital de giro, não poderá concluir a produção enquanto não comprar o que faltou. Agora, a empreendedora depende agora da entrada de importantes receitas ou do sucesso em uma negociação com seus fornecedores. 

O capital de giro é essencial para manter toda a operação da empresa funcionando bem, sem impactos negativos aos seus clientes, caso você enfrente um imprevisto. Portanto, antes de comprar à vista, verifique se o dinheiro que está em caixa realmente pode ser utilizado para esse fim. 

Se a empreendedora que citamos neste exemplo tivesse realizado essa análise, certamente compraria a prazo, mas conseguiria finalizar a produção sem gargalos. Assim, venderia as roupas para obter a receita, fazendo a empresa girar. 

Quando sua empresa corre risco de endividamento

Um pequeno comércio de utilidades domésticas vê a oportunidade de receber um desconto de 10% de seu fornecedor, caso opte pelo pagamento à vista. A oferta é tentadora, mas o problema é que ele não dispõe de recursos em caixa.

Para não deixar passar, ele conversa com o gerente no banco e decide contratar um empréstimo. Com o dinheiro na mão, paga a compra no ato, leva os itens que precisa na hora e não afeta sua necessidade de capital de giro. 

Embora seja uma situação comum, temos um desafio: os juros do empréstimo não demoram a transformar a vantagem em prejuízo. No fim das contas, o desconto de 10% deixa de fazer sentido e a compra ainda custou mais do que custaria se escolhesse o pagamento a prazo.

Dessa forma, se para aproveitar um desconto você precisar contrair um empréstimo – ou seja, uma dívida -, é melhor optar por pagar a prazo. Mais uma vez, ressaltamos a importância do contador para apoiar essa tomada de decisão. 

Moral da história: é preciso saúde financeira para sempre pagar à vista

O pagamento de fornecedores à vista não é vantajoso se exigir da sua empresa a busca por crédito no mercado, conforme citamos. Como ainda não existe empréstimo sem juros, é preciso fazer bem as contas, mas muito dificilmente o valor final não ficará maior do que a opção pelo pagamento a prazo.

Da mesma forma, se o pagamento à vista acabar comprometendo o orçamento e pouco sobrar para pagar outras despesas ou mesmo realizar novas compras, pagar as parcelas é bem mais interessante. 

Com tudo isso, o pagar à vista só vale a pena se a empresa for organizada financeiramente, tiver um bom controle de receitas e despesas, um saldo positivo e um fluxo de caixa em crescimento. 

Ou seja, é preciso ter saúde financeira e muito dinheiro disponível para dar essa cartada, que ainda assim só será útil se o desconto oferecido pelo fornecedor for mesmo generoso.

Se você ainda não chegou neste nível, continue se organizando financeiramente e se planejando. Este é o caminho para alcançar um caixa positivo, condições para sempre pagar à vista e aproveitar as vantagens.  

Dicas para se organizar financeiramente e pagar os fornecedores à vista

Como acabamos de ver, pagar à vista suas compras como pessoa jurídica se justifica apenas se o negócio for realmente atrativo e houver saldo em caixa suficiente para não se comprometer financeiramente.

Então, se você quer estar em condições de pagar à vista, é preciso se organizar. Em empresas com maior tempo de mercado, essa é uma lição que em geral não escapa do radar do empreendedor, principalmente pelos desafios que já enfrentou ao errar e acertar. 

Porém nas iniciantes, muitas vezes, são erros comuns que impedem o dono do negócio de enxergar a importância de praticar o controle financeiro no dia a dia. E aí, quando as contas não batem, sobram contas e falta dinheiro.

Se esse é o seu caso, veja como você pode melhorar a organização financeira e o planejamento estratégico da empresa:

  • Separe imediatamente todos os gastos pessoais daqueles relacionados à pessoa jurídica;

  • Registre absolutamente todas as receitas e despesas do negócio, por menores que sejam;

  • Realize a conciliação bancária, verifique recebimentos e evite a inadimplência de clientes;

  • Gerencie bem seu estoque para evitar a falta ou o excesso de itens para revenda ou produção;

  • Tenha sempre o apoio próximo de um contador para lhe ajudar a enxergar a realidade financeira;

  • Independente da modalidade de compra, pague sempre em dia para evitar a mordida dos juros;

  • Faça uso da tecnologia e tenha um sistema de gestão ao seu lado para automatizar controles. No próximo tópico, conheça uma ferramenta capaz de facilitar o seu controle financeiro. 

Pagamento de fornecedores

A tecnologia é a melhor aliada para uma gestão financeira eficiente 

Como você viu,por melhores que pareçam as condições, quitar o débito no ato só vale a pena se isso não descapitalizar o seu negócio.

Seja qual for o caso, é sempre válido ter no fornecedor um parceiro, mas tentar negociar para obter vantagens na compra, seja pela concessão de descontos ou de um parcelamento sem juros.

Por fim, não se esqueça de contar com mais alternativas. Afinal, depender de um só fornecedor o deixará de mãos atadas, sem poder de negociar as condições de preço, forma de pagamento e prazo de entrega por ele estabelecidas.

Além do bom relacionamento com os fornecedores, contar com a tecnologia para fazer a gestão financeira do seu negócio é essencial para controlar as finanças. Com um sistema ERP online, bastam poucos cliques para 

A Conta Azul Pro é um sistema de gestão completo e simples de usar, que dá ao empreendedor tudo o que necessário para um controle financeiro eficiente, sem estresse. 

Com este ERP online, você pode:

  • Monitorar o estoque e as vendas em tempo real. Receba, inclusive, alertas de quando os itens atingem as quantidades mínimas para reposição;

  • Emitir relatórios de todos os setores e notas fiscais;

  • Dar adeus aos desafios da conciliação bancária pois, com a Conta Azul Pro, este processo é feito de forma automática; 

  • Cadastrar clientes, fornecedores,parceiros e muito mais!

Além disso, a Conta Azul Pro também pode ser integrada com a sua contabilidade. Assim, acompanhar o trabalho do contador fica bem mais fácil e este profissional terá acesso a dados importantes do financeiro em tempo hábil para apoiar você nas tomadas de decisões. 

Faça a gestão do seu financeiro com uma plataforma completa e integrada: teste grátis a Conta Azul Pro agora, sem compromisso! 

Leia mais

 

 

Leia também