6 lições que a Copa deixa para as empresas

6 lições que a Copa deixa para as empresas

Já temos uma nova campeã. Nos despedimos da Copa com a Alemanha levando pra casa o tetra após uma campanha impecável. A Argentina, por sua vez, tentou a façanha de conquistar o título na casa da sua arquirrival.

O país do futebol foi presenteado por uma Copa diferente de todas já vista. Zebras, equilíbrio e surpresas. Quem diria que a Espanha fosse tragicamente eliminada na daquela forma? E a Costa Rica que derrubou três gigantes na primeira fase fosse sair somente nas quartas, contra a Holanda, nos pênaltis?

Um sistema de gestão que conecta as áreas da sua empresa: do financeiro ao comercial

O alto nível do futebol apresentado na Copa mostrou que, estratégia, planejamento, trabalho em equipe e determinação ganham jogos sim. Também mostrou que apenas nome e talento individual não são garantia de sucesso. E o mais importante: não se deve nunca subestimar o concorrente.

Houve muita cobrança por bons resultados e a pressão esteve presente desde o primeiro apito inicial. Manter o controle emocional foi vital para alcançar as metas.

O Mundial mostrou novamente que qualquer semelhança com o mundo corporativo não é mera coincidência.

Veja as 6 lições que a Copa deixa para as empresas:

1) Trabalhar em Equipe

A Argentina tem Messi. O Brasil tem Neymar. Portugal tem Cristiano Ronaldo. A Alemanha tem um time. Talentos individuais são de extrema importância para o time, porém, existirá a dependência de um só. A Alemanha desde o início trabalhou fortemente com o grupo todo.

Nas empresas, times equilibrados e fortes buscam resultados e aceitam grandes desafios. O trabalho em equipe é essencial para a busca de um objetivo comum. Assim foi com a Alemanha.

2) Tirar boas lições do fracasso

Na Copa de 2006, a Alemanha foi eliminada nas semifinais. Porém, desde 2000 já vinha garimpando jogadores da base para investir e reformular o seu futebol. O atual grupo alemão já se prepara desde 2010.

Na história corporativa o cenário se repete. Muitas são as empresas que se reinventaram frente ao fracasso. Um exemplo foi Steve Jobs que foi demitido da Apple em 1985 e voltou em 1997, transformando a marca em uma das mais valiosas do mundo.

3) Persistência para ganhar o jogo

A Costa Rica entrou para a história. No grupo da morte desbancou a Itália, Uruguai e Inglaterra- três campeãs mundiais. Deu trabalho pra Holanda, levando a partida para os pênaltis nas quartas de final.

Com um grupo bem mais limitado, os costa-riquenhos mostraram que persistência ganha jogo sim, característica indispensável para o mundo dos negócios. Suba um passo de cada vez. Mire no resultado e acredite sempre. Calcule riscos, mas não se abata na primeira barreira. Ultrapasse-a.

4) Nunca subestimar a concorrência

Para muitos, a Espanha era a favorita: atual campeã, vencedora da Eurocopa e com o grupo forte. No primeiro jogo foi goleada pela Holanda. No segundo, perdeu para o Chile e já mostrava uma eliminação precoce.

A Fúria preferiu manter o esquema tático da última Copa que se tornou “batido”. Exemplo disso foi o domínio que as seleções adversárias tiveram nos jogos.

No mundo dos negócios, é preciso estar atento ao concorrente e nunca subestimá-lo. É necessário também se reinventar sempre.

5) Viver sob pressão e manter o controle emocional

A seleção brasileira carregava um fardo pesado e viveu uma grande pressão desde a escolha da sede. A Copa de 1950 assombrou a equipe o tempo todo.

Nas empresas não é diferente: a pressão é quase que diária. Desafios e resultados são buscados. Saiba lidar por mais complicado que seja. A imagem de Thiago Silva chorando antes dos pênaltis contra do Chile gerou apreensão tantos nos torcedores quanto nos jogadores. Se você é um líder saiba que o fardo será ainda mais pesado: existe uma equipe inteira se espelhando em você. Puxe a responsabilidade. Una seu grupo e lute junto dele.

6) Não perca a oportunidade de virar o jogo

Em apenas 18 minutos o Brasil já levava cinco gols da Alemanha. A seleção não conseguiria, de fato, reverter a situação, mesmo mostrando poder de reação durante a partida.

 

 Como abrir uma empresa? Passo a passo para tirar as ideias do papel  Preparamos um guia para descomplicar o processo de abertura do seu negócio Baixar o guia agora

Nas empresas também é assim. Diante de um mau resultado o jogo pode mudar. Persista no planejamento e não esqueça: você tem um time competente e unido que luta ao seu lado por objetivos comuns.

Quer ter acesso a
materiais gratuitos?