[Guia] Tornando-se MEI de forma rápida e simples

[Guia] Tornando-se MEI de forma rápida e simples 

As mudanças na economia, o aumento da competitividade e as novas formas de relacionamento no trabalho trouxeram alterações na configuração do mercado atual. Entre elas, foram implementados benefícios para setores antes não valorizados da economia, como as micros e pequenas empresas.

Descubra o ContaAzul. Um sistema de gestão que conecta as áreas da sua empresa: do financeiro ao comercial

Uma primeira conquista, considerada histórica, foi a aprovação do Simples Nacional, uma nova categoria tributária, que reduziu os valores dos impostos para as MPEs. O Simples entrou em vigor em julho de 2007. Um ano e meio depois, em dezembro de 2008, foi a vez de apostar e incentivar a formalização do microempreendedores individuais (MEIs) com a Lei Complementar 128.

A partir daquele momento, as desculpas para trabalhar na informalidade acabaram, pois um dos principais empecilhos – os altos impostos – deixaram de existir. Com a lei de apoio ao MEI, o valor mensal do imposto é fixo e a nova empresa conta com vários outros benefícios que só uma empresa legal pode ter.

Mas o melhor de tudo vem agora: a burocracia para conseguir o registro acabou. Nada de filas, montanhas de papel e idas e vindas ao cartório. Quer saber se o seu pequeno negócio se encaixa na lei do MEI? E como fazer para formalizar-se? Fizemos um guia especial para você, confira o conteúdo:

- O que é um Microempreendedor Individual (MEI)

- Quanto custa estar nesta categoria empresarial

- Obrigações e responsabilidades

- Benefícios de ser um MEI

Tornando-se MEI de forma rápida e simples  Preparamos um guia para ajudar você a abrir o próprio negócio Baixar o guia agora

Boa leitura! Ah, e não esqueça de contar pra gente sua experiência como MEI!

Até a próxima ;)

Newsletter

Quer ter acesso a
materiais gratuitos?