O que é SKU e como colocar em prática no e-commerce

Sobre o que estamos falando?

  • SKU, ou Stock Keeping Unit, é um código identificador ligado à logística de estoque;
  • Entender o que é SKU é indispensável para que o empreendedor possa otimizar a identificação dos produtos através das principais características, como cor e marca;
  • Para um controle de estoque efetivo, além dos códigos identificadores é fundamental que você conte com uma plataforma de gestão integrada, como a Conta Azul Pro. Teste grátis agora mesmo!

Experimente grátis a Conta Azul!

 

 

Um dos principais desafios de quem possui um negócio é o gerenciamento do estoque. São inúmeros produtos que precisam ser catalogados para não perder de vista a quantidade de mercadorias disponíveis e quais saíram. Um entra e sai constante que pode gerar dor de cabeça se não for bem articulado

Quando falamos sobre e-commerce, o controle de estoque vira uma das principais preocupações do gestor. Isso acontece porque a identificação dos produtos auxilia a compreender quantos podem ser disponibilizados ao público e quais estão esgotados. 

A falta de identificação dos produtos pode atrapalhar e, por isso, vamos te ajudar a pensar em ferramentas para descongestionar essa área. Um dos métodos mais comuns na organização do estoque do e-commerce é o código SKU. Ele possibilita a otimização dos processos e controle de entrada e saída de produtos. Quer entender o que é SKU e como ele pode ser aplicado?

Acompanhe os tópicos e continue a leitura:

O que é SKU e para o que serve?

Dentre os inúmeros métodos para gerenciar um estoque, o SKU é um dos mais eficientes. A sigla vem da língua inglesa, e significa Stock Keeping Unit. Em português, Unidade de Manutenção de Estoque. Ou seja, é uma metodologia específica para o controle e a gestão dessa área super importante. Mas, o que é SKU?

O SKU de um produto é um código que vai identificar quais são as características dele. Também vai ajudar o gestor a entender quantos saíram e quais são as demandas de compras futuras. Ele traz uma combinação de elementos alfanuméricos, em sequência, capaz de identificar qualquer produto de um estoque. 

Essa identificação pode ser usada dentro da realidade de qualquer negócio. Marketplaces, lojas físicas e e-commerces podem fazer uso desse código para gerir de forma eficiente as saídas e entradas.

Cada grupo de mercadorias idênticas dentro do estoque vai ter o próprio SKU. Então não teremos aquela velha confusão de produtos parecidos, com identificação próxima e que pode deixar a gestão completamente perdida. Cada um deles, com as especificidades, são previstos por códigos únicos

Por exemplo, imagine um e-commerce de utensílios para casa. Dentro do estoque, temos colheres, facas e garfos, de diferentes marcas e cores. Cada conjunto desses produtos iguais terá o próprio código SKU. 

Pegamos o exemplo das facas, apenas. Cada variação dentro de um mesmo produto terá código individual. As facas vermelhas e azuis, mesmo que sejam da mesma marca, terão SKUs diferentes.

Crie o próprio SKU com essas dicas!

Antes de aplicar no seu negócio, é importante conhecer a lógica por trás do SKU. Ela é simples e rápida de entender. Além disso, a compreensão de como ela funciona é importante para explorar todas as possibilidades. 

Lembra do exemplo dos utensílios de cozinha que falamos um pouco antes? O SKU tem essa função de identificar os produtos e diferenciá-los pelas principais características, como marca e cor, por exemplo. Por isso, vamos partir desse mesmo exemplo para entender um pouco mais sobre como construí-lo. 

Imagine uma faca XXX, da marca YY, modelo ZZ, cor prata (PR) e com tamanho de 10 centímetros. O código SKU será XXXYYZZPR10. Esse modelo deve servir para todos os produtos da loja

A lógica do SKU deve ser mantida em todos os códigos. Quem constrói essa lógica é o próprio gestor responsável pelo estoque. Ao fazer dessa forma, o estabelecimento consegue ler todos os códigos, classificar e identificar todos os produtos de um estoque, facilitando o cotidiano e agilizando os processos de venda. 

Com toda a lógica de como criar o SKU, conheça as principais dicas para a criação. São alguns pontos que podem passar despercebidos na hora da identificação de produtos, como o uso de determinados caracteres ou a combinação de letras e números. Confira! 

Use dados do produto

A primeira dica, talvez, seja a mais importante na hora de definir o SKU de um produto. O raciocínioé simples, mas, na prática, pode esbarrar em alguns transtornos. Lembre-se: a lógica escolhida no início deve ser sempre seguida, para evitar confusão no futuro. Ninguém deseja se perder no próprio estoque. 

Cada um dos produtos possui uma identificação própria. Lembra o exemplo da faca? Então, temos facas de diferentes tamanhos, marcas, cores e modelos. Todas elas estão no mesmo grande grupo, mas possuem, cada uma delas, especificidades pontuais. Essas características podem ser utilizadas para montar o código SKU. 

Além disso, existem produtos com descrições mais simples, como a própria faca, e outras mais complexas, como um celular, por exemplo. Quanto maior o número de detalhes, mais precisão e atenção na construção do SKU o gestor deve ter. Isso fica mais fácil de visualizar por exemplos práticos.

Vamos supor que o produto seja um boné, da marca Nike, modelo esportivo, tamanho único e na cor azul. Utilizando apenas as letras desse produto, podemos dividi-lo da seguinte forma:

  • NIK: Nike

  • BN: Boné

  • ESP: esportivo

  • AZ: cor azul

Nesse sentido, o código deste produto será: NIKBNESPAZ. Isso, quando utilizamos apenas as letras para guiarmos a elaboração do SKU para a identificação do produto. Caso o sistema de sua empresa já utilize códigos para algumas coisas, você pode substituí-los no código. Por exemplo: 

  • NIK: Nike

  • 12: código para boné 

  • ESP: esportivo

  • U: tamanho único

  • 2223: código para cor azul

Já com a utilização desses códigos, a identificação do produto ficaria: NIK12ESP2223. Ele ainda utiliza das características do produto para montar o SKU, mas parte, também, dos próprios códigos criados pela empresa para gerir alguns produtos. Tudo isso pode ser modificado de acordo com o gestor, mas é importante seguir esses modelos.

SKU não é código de barras

Essa, talvez, seja a maior confusão que existe quando tratamos sobre SKU. Afinal, ele não seria um código de barras? A primeira resposta é não. Trata-se de coisas diferentes, ainda que sejam maneiras de identificação de produtos e utilizados na gestão de estoque. Além disso, pode surgir uma grande confusão se eles forem sobrepostos.

O Código EAN trata de uma sequência de 13 dígitos, que também serve para identificação de produtos. Na verdade, ele é quase como um CPF desses objetos. Conseguimos vê-lo na grande maioria de produtos que compramos em supermercados, por exemplo. Desde a lata de Coca-Cola, até o biscoito recheado, tudo tem a própria identificação. 

Apesar de parecer a mesma coisa, elas tratam de formas diferentes a identificação. O EAN é uma identificação de produto vindo da fábrica, ou seja, não faz parte do modelo da empresa que revende, por exemplo. Já o SKU é uma identificação própria da empresa, criada para facilitar o reconhecimento, por ser mais simples e com lógica própria.

Evite determinados caracteres

Dentro da identificação de produtos, alguns caracteres podem deixar em dúvida na hora de reconhecê-los. Por isso, é importante atentar para quais serão utilizados. Evite caracteres especiais, como $ ou &. Além disso, cuidado na hora de utilizar as letras “o” e “i”, as quais são facilmente confundidas com os números “1” e “0”. 

Combine números e letras

Priorize a combinação entre letras e números na identificação de produtos pelo SKU. Esse tipo de estrutura favorece um rápido reconhecimento de qualquer item do estoque. Ele impede que alguns erros de leitura possam acontecer, como a confusão entre letras minúsculas e maiúsculas.

A importância do SKU para o controle de estoque

A principal vantagem do SKU é o maior controle do estoque. Com aaplicação das dicas que levantamos, você estará preparado para executar uma identificação eficiente de produtos no seu negócio. Ele vai ser uma importante ferramenta na hora de levantar produtos e fazer um balanço, por exemplo. 

Porém, o SKU possui outras vantagens da utilização para além do controle de estoque. Como vimos, é uma ferramenta necessária para a identificação dos produtos. Ou seja, ele vai auxiliar o gestor a reconhecer as entradas e saídas, quantificar as vendas e aliar esses dados com os planos de vendas futuras.

Além disso, a identificação de produtos pelo SKU permite otimizar a lógica de postagens. Isso é muito importante para qualquer negócio, mas fica ainda maior no e-commerce. Com o código, todas as postagens podem ser rastreadas, otimizando o processo de localização, separação e envio.

No e-commerce voltado para venda em grandes plataformas de marketplace, como Amazon e Mercado Livre, o código SKU é ainda mais essencial. Ele vai auxiliar a logística da loja e permitir que gerencie todas as vendas com maior agilidade. Tudo isso, voltado para melhorar a organização e comunicação dentro do próprio negócio.

O controle de estoque fica mais eficiente com uma gestão integrada

Vimos que o código SKU é uma importante ferramenta na identificação de produtos e que ela atua de forma decisiva no gerenciamento de mercadorias. Portanto, a principal vantagem de utilizar o SKU é no controle de estoque. Em meio aos muitos métodos para organizar essa área do e-commerce, a CA Pro pode ser a solução.

A Conta Azul Pro é uma plataforma de gestão para empresas que integra os principais e-commerces do mercado, como a Loja Integrada e o Mercado Livre. 

Além disso, com ela é possível acompanhar tudo o que acontece no negócio em tempo real, das vendas ao controle de estoque e da emissão de notas fiscais ao envio de dados para o contador. A CA Pro é a tecnologia e solução que você buscava para resolver os problemas.

Otimize a gestão do estoque do seu comércio com quem entende do assunto! Teste grátis a Conta Azul Pro!

Leia mais:

Newsletter

Faça agora a gestão financeira do
seu negócio em um único lugar