Gestão financeira: Como definir o salário dos sócios

Gestão financeira: Como definir o salário dos sócios

Aquela história de que “é meu e eu faço o quero” não pode nem ser cogitada quando o assunto é a gestão financeira dos negócios. Na maioria das micro e pequenas empresas, o coordenador, o gerente, o supervisor e qualquer outro cargo de chefia é exercido pelo o dono do empreendimento, o que pode gerar, muitas vezes, a confusão entre o que é vida pessoal e o que é vida na empresa.Um sistema de gestão que conecta as áreas da sua empresa: do financeiro ao comercial

Nem sempre é bom, ou inteligente, fazer o que se quer.

O primeiro passo para estabelecer a diferença entre pessoal e profissional é estipular o “salário” para o dono ou sócios da empresa. Desta forma, tudo o que entrar e sair ficará registrado no controle financeiro, evitando furos que podem levar a consequências desastrosas. Não instituir este salário pró-labore pode se tornar um dos maiores erros de um empresário.

No segundo vídeo da série "Dicas de Gestão", O CEO da ContaAzul, Vinicius Roveda Gonçalves, dá dicas de como se prevenir para não misturar o pessoal e o profissional e as formas de pagamentos pelas quais os sócios podem receber.

Veja também o primeiro vídeo dessa série em que falamos sobre a importância de um controle financeiro eficiente.

O que você achou das dicas de hoje?

Conte pra gente ali nos comentários!

E não deixe de compartilhar alguma história legal que tenha para contar!

 

Um abraço e até a próxima =)

Newsletter

Quer ter acesso a
materiais gratuitos?