O que o bom contador faz por você e sua empresa

0 Comentários Publicado:  Assunto: Contabilidade

Bom contador dá suporte à empresa

O empreendedor que possui um bom contador a serviço da empresa tem um parceiro ideal de negócios. Esse tipo de suporte faz uma diferença muito grande para que a rotina do gestor seja mais produtiva. Afinal, o profissional contábil pode resolver inúmeros problemas e se antecipar a outros sem que você sequer perceba isso.Emita Notas Fiscais de sua empresa dentro de um sistema de gestão para evitar erros

Tudo o que um bom contador faz por você

Foi tema de artigo recente aqui no blog a pesquisa do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) sobre a visão de empreendedores sobre contadores. De forma até certo ponto surpreendente, a maioria revelou o desejo de aproveitar mais essa parceria, que para 97% atende aos serviços básicos de contabilidade.

É curioso observar, por exemplo, que 73% gostaria que o contador participasse mais da sua gestão financeira, mas que só 23% alegam que isso acontece. Isso não significa necessariamente que os outros 50% não sejam atendidos nesse propósito. Talvez eles apenas não percebam o trabalho que é feito nesse sentido sem que eles se envolvam.

Veja a partir de agora algumas das demandas que o bom contador resolve para o cliente - muitas delas sem que ele saiba.

Escrituração contábil

A escrituração contábil não é apenas a inserção de informações em livros relativas a movimentações do patrimônio de uma empresa. Ela é o registro, a organização, o monitoramento e a análise delas. Na prática, o que acontece é que esse trabalho permite ao gestor enxergar a realidade financeira e tomar decisões acerca do negócio.

Nem todos os livros contábeis são exigidos de um empreendedor, especialmente se ele for optante pelo Simples Nacional. Mas o compromisso com a escrituração contábil pertence a empresários de todo o porte. Felizmente, quem tem um contador próximo possui um auxílio especializado.

Possibilita empréstimos bancários

A presença de um contador na sua empresa, seja como contratado ou terceirizado, é um item verificado na análise de crédito por instituições financeiras. Mais do que a sua presença, o que resulta do seu trabalho é o que responde ao banco se você tem ou não capacidade de se comprometer com um empréstimo bancário.

A instituição pode requerer uma projeção do fluxo de caixa, por exemplo. E adivinha quem irá lhe salvar para garantir essa exigência? Sim, o contador.

Possibilita financiamentos

Aqui vale o mesmo entendimento sobre o qual acabamos de falar. Quando a ideia é financiar a compra de máquinas e equipamentos, o mercado quer bons pagadores. Se você possui essa condição, o contador saberá comprovar.

Outra de suas colaborações diz respeito à capacidade de autofinanciamento de um negócio. Antes de buscar um empréstimo ou financiamento, o especialista contábil pode sugerir medidas internas que, se não evitarem a busca por recursos de terceiros, ao menos reduzirão o total da pedida.

Realização de lucro contabilmente, para distribuição sem tributação

Lucros e dividendos de empresas podem ser distribuídos entre funcionários, sócios, acionistas e investidores. Mas você sabe dizer qual o percentual de distribuição isenta de impostos? Seu contador sabe.

No caso de empresas prestadoras de serviços, por exemplo, a legislação estabelece que haja a distribuição de até 32% do lucro líquido sem tributação. Assim, quando chegar a hora da divisão do montante, o profissional de contabilidade possibilitará responder questões do tipo “quanto?” e “como?”.

Escrituração fiscal

Você tem medo dos impostos? Acha que a carga tributária é alta e que fica difícil dar conta de tudo? Mesmo que você seja optante pelo Simples Nacional, não dá para simplesmente ignorar as suas obrigações principais e acessórias por elas serem menores do que em outras empresas.

A verdade é que não dá para fugir disso tudo. Há impostos a pagar, declarações a entregar e uma série de compromissos que mantém sua empresa de bem com o Fisco. Obviamente, para que tudo isso seja atendido da melhor forma e dentro do prazo, a atenção deve ser permanente. E quem faz muito por você, muitas vezes sem que perceba, é justamente ele, o contador.

Evita multas

Você sabe quais são os prazos de vencimento das principais obrigações da sua empresa? Pode ter certeza de que o contador é capaz de lhe tirar de verdadeiras enrascadas.

Como esse profissional domina todas as declarações que empresas brasileiras são exigidas por lei a apresentar, ele lhe apresentará as informações e guias antes que isso gere multas, juros e outros encargos.

Mas uma gestão marcada pela austeridade evita outros tipos de multas. Assim, quando um contador lhe passa uma orientação específica, você pode ter certeza de que isso acontece por razões diversas. Para adotar as melhores práticas e para fugir de qualquer prejuízo causado por uma irregularidade são algumas delas.

Enquadramento adequado para economizar com impostos

Sempre que uma empresa vai iniciar as atividades, ou no começo de cada ano, chega a hora de realizar o planejamento tributário. Essa etapa é decisiva para saber qual a melhor forma, dentro da lei, de economizar e pagar menos impostos.

Em linhas gerais, isso acontece a partir da escolha correta do regime tributário. Mas também pode haver contenção de despesas na definição do código CNAE de atividades econômicas. Um número CNAE equivocado pode direcionar sua empresa para um anexo menos vantajoso do Simples Nacional.

Talvez você não faça ideia, mas quando o contador sugeriu seu registro na atividade principal X e não na Y, ele garantiu que você pagasse 6% e não 17% de impostos sobre o faturamento.

Elimina risco de cair na malha fina

Não é por que a sua declaração de Imposto de Renda foi entregue há tempo que não há o risco de cair na malha fina. Esse tipo de situação pode ser evitada a partir da correção dos dados em uma declaração retificadora.

Você, obviamente, vai alegar que não possui tempo e nem conhecimento para fazer a revisão das informações e o monitoramento delas. Já para o contador, essa é uma atividade até certo ponto rotineira para dar uma assistência integral ao cliente.

Departamento pessoal

O cálculo da folha de pagamento pode render alguma dor de cabeça. Se você tem funcionários que realizam horários diferentes, devendo a eles o pagamento de valores de horas extras, adicional noturno, etc., a complexidade da tarefa aumenta. E nesse “bolo” não podemos deixar de fora ainda as comissões por vendas, se for o caso.

Mas cuidar da gestão do departamento pessoal vai além. Exige a preocupação com direitos trabalhistas, como férias e 13º salário, requer atenção à contratações e demissões e, como não poderia deixar de ser, coloca a empresa no limite das infrações - não se o contador estiver ali, munindo o empresário com seu conhecimento e experiência.

Enquadramento dos funcionários de acordo com a última convenção coletiva

Há diversas categorias profissionais cujas regras são alvo de acordos de convenção coletiva entre sindicatos patronais e de trabalhadores. Você pode ter vários funcionários enquadrados nisso, mas não acompanhar as negociações.

Quando uma mudança em tais regras acontece, afetando jornada de trabalho, salário e benefícios, é preciso fazer os devidos ajustes, o que evita processos trabalhistas. Mas como você saberia disso se não está por dentro do que mudou? Ainda bem que tem o contador ao seu lado.

Valorize o contador

Você viu neste artigo algumas das tarefas realizadas por um bom contador que livram sua empresa de grandes transtornos. A presença desse profissional ao seu lado é, sem dúvidas, responsável por direcionar o negócio ao sucesso e não ao fracasso.

Mas fique atento: contratar um serviço de contabilidade não significa se eximir dos seus deveres de empresário. É preciso saber até onde vai a responsabilidade do contador e onde começa a sua. Afinal, você é o dono da empresa e é de você que ela espera o comportamento de um bom gestor. Dê o devido valor ao seu parceiro e não deixe de fazer a sua parte.Guia: Impostos e regimes tributários na prática  Veja a importância de pagar os impostos corretamente, como reduzi-los e como  fazer o planejamento tributário para sua pequena empresa Baixe agora

E na sua empresa, como o contador tem ajudado você? Comente!

Marcio Roberto Andrade
Sobre o autor

Controller na ContaAzul. Tem formação nas áreas de Computação, Gerenciamento de Projetos e Gestão Financeira, além das certificações PMP pelo PMI, ITIL Foundation pelo EXIN e Microsoft Certified Professional.

MUDANDO UM POUCO DE ASSUNTO

0 Comentários
px
black friday contaazul

Conteúdos Populares

 
<https://universidade.contaazul.com/convite-webinar-contaazul-para-iniciantes-2017?utm_source=modal3_webinar&utm_medium=cta_modal3_webinar&utm_campaign=modal3_webinar_img>  Treinamento Online (vagas limitadas):  ContaAzul na Prática   <https://universidade.contaazul.com/convite-webinar-contaazul-para-iniciantes-2017?utm_source=modal3_webinar&utm_medium=cta_AB_modal3_webinar&utm_campaign=modal3_webinar_text>  Ver Mais Cursos   <https://contaazul.com/cursos-online/?utm_source=modal3_webinar&utm_medium=cta_AB_modal3_webinar&utm_campaign=modal3_webinar_cta_go>  Inscreva-se Grátis!  <https://universidade.contaazul.com/convite-webinar-contaazul-para-iniciantes-2017?utm_source=modal3_webinar&utm_medium=cta_AB_modal3_webinar&utm_campaign=modal3_webinar_cta_app>
 
newsletter

Junte-se a mais de 800 mil donos de negócios:
receba nossas novidades e dicas sobre controle financeiro e gestão!