Débito recorrente: saiba o que é e quais as vantagens para empresas e clientes.

Sobre o que estamos falando?

  • O débito recorrente é um sistema de pagamento contínuo, muito utilizado por empresas que trabalham com mensalidades;
  • É diferente do pagamento parcelado, pois o valor total não é lançado de uma vez só no cartão de crédito;
  • Para as empresas, o débito recorrente possui diversas vantagens: previsão de faturamento, controle de pagamentos e aumento no número de assinaturas;
  • Se você já utiliza o débito recorrente ou quer implantar essa inovação para o seu negócio, conte com a Conta Azul para facilitar sua gestão de recebimentos!

Experimente grátis a Conta Azul!

 

 

O débito recorrente é uma modalidade de pagamento que se encaixa muito bem na rotina financeira das empresas que trabalham com mensalidades. 

Por meio dele, um negócio pode simplificar o controle de pagamentos e oferecer uma experiência automatizada para o cliente, fazendo com que ele não tenha que se preocupar com datas de vencimento e nem o risco de multa. 

Se você quer saber um pouco mais sobre esse tipo de pagamento e como ele pode ajudar na conquista de melhores resultados, confira esse conteúdo exclusivo que preparamos para você!

O que é débito recorrente?

O débito recorrente é um sistema de pagamento contínuo que funciona de um jeito bem simples e é muito usado em empresas como clubes de assinaturas, serviços de de games, filmes, músicas e séries e também em escolas, academias e outros negócios que trabalham com pagamento de mensalidades.

Sua lógica é bem simples: em vez de cobrar o cliente mês a mês enviando um boleto, a empresa faz um lançamento no cartão de crédito do consumidor.

Diferente do pagamento parcelado, quando o valor total do produto/serviço é lançado de uma só vez e compromete boa parte do limite de crédito, o débito recorrente faz um lançamento por mês, sem captar um valor alto do limite mensal do cliente. 

Isso permite que ele possa seguir usando o cartão para outras compras sem preocupações com o teto de gastos do cartão. 

Veja o exemplo abaixo para entender como funciona o débito recorrente:

Digamos que você procurou uma academia e encontrou as seguintes opções:

  1. plano mensal de R$ 200/ mês;
  2. plano trimestral de R$500/ trimestre;
  3. plano semestral de R$ 900/ semestre.

Nas opções 2 e 3, você precisaria assinar o contrato para o período todo, ou seja, teria que se comprometer a pagar o valor de todas as parcelas. 

Mas lançá-las de uma só vez no seu cartão pode ser muito pesado e deixar o uso do crédito bem comprometido, não é mesmo? É por isso que muitas academias oferecem o débito recorrente, já que ele garante o recebimento do valor, mas sem atrapalhar o cliente ao abocanhar grande parte do seu limite. 

Se o valor do plano semestral é de  R$900,  a academia pode cobrar R$150 por 6 meses, por exemplo.

Além de ser uma opção que beneficia o cliente, o débito recorrente é prático e facilita a fidelização, já que ele oferece uma experiência de pagamento bastante simples e que não exige do cliente preocupação com datas de vencimento de boletos e multas por atraso.

Quais são as vantagens?

O débito recorrente apresenta vantagens para clientes e empresas, afinal de contas, numa relação de compra e venda, quando um dos lados se beneficia, o outro também consegue pontos positivos. Confira abaixo algumas vantagens:

Quais as vantagens para as empresas? 

 

Previsão de Faturamento

Um dos benefícios mais importantes do débito recorrente é a previsibilidade de caixa. Os gestores conseguem ter domínio total sobre as datas onde acontecem grandes entradas de receita e enfrentam menos problemas com atrasos, que podem comprometer o balanço financeiro. 

Essa previsibilidade também ajuda os empreendedores na hora de agendar reposições com fornecedores e até a entender o melhor momento para fazer investimentos no negócio. 

Controle de pagamentos

Se a sua empresa tem muitos clientes, a gestão de pagamentos pode ser um desafio. Com o débito recorrente, você tem a oportunidade de integrar o sistema cadastral com a lista de pagamentos, o que facilita o monitoramento e a visualização.

Aumento no número de assinaturas

A recorrência é atrativa para os clientes, ainda mais aqueles que não têm alto limite de crédito ou que se atrapalham com seus compromissos financeiros. 

E vale a reflexão: a partir do momento em que você torna o pagamento mais fácil para todos, crescem as chances de atrair novos clientes. 

A diversidade nas opções de pagamento sempre será um atrativo interessante para os consumidores, portanto, pense no débito recorrente como um serviço que facilita a rotina, mas que também pode fazer as vezes de “fator de decisão de compra”. 

Como otimizar as rotinas recorrentes do caixa de uma empresa

E para os clientes, quais pontos positivos?

 

Facilidade

O pagamento via débito recorrente é seguro e fácil. O cliente passa a ter a garantia que aquele pagamento será feito de forma automática, sem ter que se preocupar com mais um boleto e juros por atraso.

Comprometimento do cartão de crédito

O sistema de débito recorrente, como dito acima, compromete valores menores do limite de crédito, o que é indispensável para consumidores que preferem fazer compras usando essa opção de pagamento.

Hoje em dia, o cartão de crédito é utilizado pelas pessoas não só para compras de alto valor, mas também para transações do dia a dia, como abastecer o carro ou ir ao mercado. 

Por conta disso, não é todo mundo que gosta de ver uma boa porção do seu limite comprometida com uma mensalidade de serviços. 

O débito recorrente deixa esse cliente contemplado e tranquilo, afinal, se o valor é menor, menores são as chances dele se frustrar e descobrir que seu limite acabou justamente quando ele mais precisa.

Redução da inadimplência

Ser inadimplente é sempre um problema. Seu nome pode ser protestado ou registrado nos serviços de proteção ao crédito, o que dificulta a obtenção de empréstimos e outros serviços bancários.

Ninguém quer ficar com o nome sujo, ainda mais se o motivo for um boleto que foi “esquecido”. O débito recorrente tira essa preocupação da frente dos seus clientes. Ele pode ficar tranquilo quando a data de pagamento chegar, sem precisar nem abrir o app bancário para confirmar o pagamento.

Essa vantagem também é sentida do outro lado do balcão. Com a recorrência, os negócios sofrem menos para receber de seus clientes e se preocupam bem menos em fazer a famosa cobrança, que é sempre um momento delicado. 

Qual a diferença entre débito e crédito recorrente?

Crédito e débito recorrente falam sobre a mesma coisa, porém, em sentidos opostos. Quando falamos em débito, o processo é relacionado ao pagador.

Então, se você tem uma escola de teatro e oferece a opção de pagamento da mensalidade via recorrência, seus alunos terão um débito recorrente lançado no cartão mês a mês.

Agora, para sua empresa, esses lançamentos mensais são dinheiro entrando e não saindo, por conta disso, são considerados créditos recorrentes

Débito recorrente x débito automático

Outro ponto importante: não confunda débito automático com recorrente. No débito automático, o valor é descontado diretamente do saldo da conta do cliente, como uma compra normal feita usando cartão de débito. Já na decorrência, o valor é lançado na fatura do cartão e deve ser pago quando ela for fechada. 

Como gerenciar uma receita recorrente?

Para gerenciar a receita recorrente recebida pela empresa é muito importante impor métricas para acompanhar de perto os resultados. 

Confira algumas métricas que você pode monitorar para otimizar o controle financeiro e a entrada dos pagamentos feitos via recorrência.  

Churn Rate

Também conhecido como Taxa de Cancelamento, o Churn Rate é uma métrica importante para quem trabalha com pagamentos recorrentes. 

Entendendo qual é o volume de perdas que seu negócio tem dentro de um período você será capaz de ajustar as projeções de faturamento, analisar a quantidade de receita que vai deixar de entrar no caixa e, claro, buscar informações sobre o porquê dos cancelamentos.

Customer Lifetime (LTC)

Métrica que mede o tempo de vida do cliente. Conhecer o tempo de vida de um cliente é indispensável para entender o grau de satisfação deles com seus produtos/serviços e para criar estratégias de retenção e fidelização. 

Custo de Aquisição por Cliente (CAC)

Serve para compreender quanto seu negócio investe para transformar uma pessoa interessada em um cliente ativo. Fique de olho no CAC para saber se você está tendo equilíbrio entre investimento e retorno. 

Facilite sua gestão de recebimentos e honorários com a Conta Azul

Com a Conta Azul, você consegue gerir com muita facilidade os recebimentos e honorários da sua empresa. Um sistema de gestão simples de usar, com tudo o que a sua empresa precisa em um só lugar! 

Ficou interessado e quer experimentar a nossa plataforma de maneira completamente gratuita? Clique aqui e garanta o sucesso financeiro do seu negócio!

Quer saber mais sobre receitas recorrentes? Confira os conteúdos abaixo:

Pagamento recorrente: como usar este modelo de cobrança

Veja como vender todo mês e lucrar sempre com receitas recorrentes

Receita recorrente: como adotar esse modelo sustentável no seu negócio

Newsletter

Quer ter acesso a
materiais gratuitos?