Como gerir seu tempo de freelancer e promover seu trabalho

freelancer-tempo-blog.jpg

Convidamos a Umbler para escrever no ContaAzul Blog sobre como organizar o tempo de freelancer para promover seus serviços. Confira.

É inegável que o avanço das tecnologias, das possibilidades de comunicação e conexão, têm gerado mudanças significativas na forma como nos relacionamos, trabalhamos e enxergamos as nossas próprias profissões. A mobilidade, o crescimento das redes sociais e das novas formas de trabalho – remoto, em co-workings – é responsável por uma mudança no próprio significado do que é trabalhar. Para muitas atividades hoje, não é mais necessário estar em um escritório nem “preso” a uma mesa: muitas vezes, com um notebook e uma conexão à internet, é possível resolver diversas tarefas.

DRE Gerencial do ContaAzul: Comece agora

A verdade é que uma nova geração de profissionais, muitos dos quais têm entre 20 e 30 anos, não buscam mais empregos para a vida toda e nem têm o foco da sua vida no trabalho: são pessoas que buscam mais flexibilidade de horários, projetos com propósito, que possam agregar mais às suas vidas e àqueles com quem convivem. Pesquisas mostram que, até 2020, o freelance poderá ser a principal força de trabalho, com um contigente de quase 50% da população. As possibilidades de atuar de acordo com as “próprias regras”, trabalhar remotamente e poder diversificar os projetos atendidos – para poder conciliar atividades como estudo, lazer, família e projetos sociais – são bastante atrativas para esta geração. Une-se a isso o crescimento das atividades relacionadas à web e as tecnologias para trabalho remoto, que permitem que se possa trabalhar de forma produtiva e lucrativa mesmo em home office.

Como virar freelancer, porém? É possível, é rentável? Existem muitos sites com diversos jobs para freelas, além de comunidades nas redes sociais e o bom e velho boca a boca. A atividade de freela pode sim ser muito rentável, mas tudo vai depender da forma como cada profissional decide trabalhar. Para quem trabalha com design e desenvolvimento de websites, esse é um campo extremamente produtivo, pois é possível expandir a carteira de serviços oferecidos ao cliente, como hospedagem de sites, manutenção e criação de templates de email marketing, por exemplo. É importante, porém, saber como oferecer os serviços e cobrar por eles, entregando valor aos clientes. Como sabiamente aponta Henrique Pochmann, do Aparelho Elétrico, o freelancer não é apenas um tarefeiro, e, sim, um profissional que traz toda uma bagagem de estratégias, referências e ideias que podem contribuir muito com vários projetos.

Do freelancer para complementar a renda àquele que decide deixar o trabalho tradicional para dedicar-se apenas aos clientes, ser um profissional autônomo sempre vai envolver trabalhar com a seriedade e organização de uma empresa. O Guia do Freelancer Moderno lista algumas características muito importantes para quem quer se dar bem como freela: ser automotivado, organizado, disciplinado, trabalhar de forma multidisciplinar, ser sensível, proativo e honesto. Afinal de contas, atrasar os jobs, pegar mais trabalho do que pode entregar, não responder os clientes são ações que podem te deixar muito mal perante o mercado e prejudicar a qualidade de vida que você está tentando buscar ao virar freelancer. Independente do momento da sua vida vida de freela, algumas dicas são bem importantes:

  • Bom relacionamento é essencial: quando você é freelancer, o relacionamento com os clientes pode ser o seu maior trunfo ou o maior complicador. Vale a pena usar a sensibilidade para garantir uma boa relação, pois serão muito importantes
  • Utilize um gerenciador de projetos: por mais que você seja organizado, usar um gerenciador de projetos é uma boa ideia para visualizar o fluxo de trabalho e as pendências.
  • E-mail é uma parte muito importante da comunicação: email é o principal canal de comunicação entre você e os seus clientes, invista em uma conta de email segura e que não vá te deixar na mão. Se você já tiver um domínio para a sua marca, crie uma conta específica para negociações e relacionamento.
  • Seja transparente com o seu cliente sobre o escopo do trabalho: essa talvez seja uma das maiores dores de cabeça dos freelancers, e é o motivo pelo qual os trabalhos voltam e desgastam a relação com o cliente. Seja bastante transparente com o cliente sobre o que está dentro do seu escopo de trabalho e deixe isso claro na sua proposta.

Freela no tempo livre ou freelancer fulltime?

Essa é uma dúvida pela qual muitos freelancers passam: quando pode ser a hora de deixar o emprego tradicional e apostar em uma carreira de freela fulltime? Não existe uma resposta certa, isso vai variar muito de cada pessoa, de acordo com a sua situação financeira do momento e seus objetivos. Pode chegar um momento em que você vai perceber que está se sentindo mais realizado realizando os freelas do que no seu emprego. Pode ser que você perceba que financeiramente, está fazendo mais sentido investir nos projetos que você entrega para seus clientes do que passar as oito horas por dia na empresa.

Se você pensa em virar freelancer para viver a vida de sonho, preste atenção! É bastante comum cair na ideia de que agora que você é Freelancer, você é dono do seu tempo, da sua vida, chefe nunca mais. Pode comemorar, pode sentir a liberdade, o vento batendo no seu rosto, o cinema às 15h na terça feira. Que bom se fosse assim, não é? A verdade é que muitas vezes quando alguém decide virar 100% freelancer, a gestão de tempo, de recursos e, mesmo de dinheiro, pode acabar virando um problema e a liberdade é substituída por noites e noites em claro tentando entregar tudo o que está pendente.

Independente do que te leve a tomar a decisão de dedicar-se aos freelas 100% do seu tempo, é importante fazer essa transição de forma segura. Planejamento é essencial. Você tem uma ideia dos seus gastos, das horas de trabalho e de quanto trabalho você vai precisar entregar para manter o seu dia a dia? Quanto tempo você pretende dedicar às atividades de gestão, de negociação, financeiras, etc? Quando você for freela profissional isso deve refletir no preço que você cobra pelos trabalhos, já que agora gastos como luz, água, celular e computador serão pagos pelos projetos que você fechar.

Além disso, quando você passa a virar freelancer todo o tempo, você se torna a própria empresa! Isso significa que você precisa ter noções comerciais, de marketing, de relacionamento com o cliente e também financeiras, afinal, o dia 05 de todo mês será sua responsabilidade! Gerenciar todos esses papéis é um desafio, mas com organização é possível ter tempo para as ações administrativas e também para a sua atividade criativa.

Promovendo seu trabalho (e prospectando clientes)

Mesmo mantendo uma rotina organizada de trabalho, com ótimas entregas e excelentes retornos, ainda é preciso mais. Sim, de nada adianta você estar com tudo engatilhado e faltar o mais importante: vender seus serviços. Saber divulgar o trabalho realizado faz parte da cultura freelancer, o que para muitas pessoas pode ser um grande motivo para pânico, já que envolve expertises comerciais, de marketing e, claro, muita desenvoltura. Aliás, um dos principais fatores de fracasso de freelancers é justamente a falta de habilidade para prospectar clientes e saber vender seu peixe. Inclusive, o blog Aparelho Elétrico aponta essa como a principal dúvida de seus leitores. Mas, afinal, é tão complicado assim promover-se como um profissional autônomo?

Branding pessoal

Provavelmente você já ouviu falar sobre branding e está pensando: mas eu sou uma pessoa e não uma empresa! Sim, mas lembre-se que, como freelancer, seu trabalho torna-se ainda mais personificado. Ele passa a ter a sua cara. Quando falamos de branding falamos sobre juízo de valor, sobre reputação, o que pode ser completamente definitivo para a promoção de seus serviços. Como você quer ser notado por seus (futuros) clientes? Melhor do que ter um branding intencional é refletir e estruturar o seu. Você não pode ter controle sobre tudo o que as pessoas pensarão sobre você, mas pode estar preparado e consciente para entregar a melhor versão de si mesmo.

Tente fazer a seguinte reflexão: e se você fosse uma marca? Marcas geralmente necessitam de um estudo de mercado, considerando necessidades, desejos e possibilidades de entrega. Para alcançar as respostas necessárias ajustadas ao seu contexto, é possível apelar para ferramentas do marketing, como a análise SWOT, fazendo um levantamento e cruzamento de suas forças, fraquezas, ameaças e oportunidades. Para simplificar um pouco esse processo, selecionamos também algumas questões cruciais que podem ser definitivas para basear seu branding pessoal. Que tal pensar sobre elas?

  • Você realmente ama o que faz? Sim, você precisa gostar daquilo que está entregando, é necessário ir um pouco além da grana. E não estamos falando somente sobre gostar de ser seu próprio chefe e de poder trabalhar na hora que quiser, estamos nos referindo ao trabalho em si, às suas entregas. Você realmente acredita que o site que desenvolveu, a arte que criou ou o texto que produziu vão ajudar a impulsionar os negócios de seu cliente? Esse é o principal combustível para seu branding decolar.
  • Você se comunica bem com seu público? Comunicação é tudo (perdoem-nos pelo cliché). E, claro que saber se comunicar bem é bastante subjetivo, por isso a especificação: comunicar-se bem com clientes. Sabendo o mercado em que está inserido, você saberá como deve conversar com contratantes de seu trabalho. Uma linguagem mais descolada ou formal? Email ou whatsapp? Documentação ou troca de mensagens? É preciso entender com quem você estará trabalhando.
  • O que você entrega de diferente? A concorrência sempre vai existir, mas cabe a você escolher: quer ser mais um no meio dos demais ou quer entregar algo diferenciado? Não, você não precisa reinventar a roda para se destacar, pelo contrário, as atitudes mais simples podem ser a mais valorizadas. Você consegue entregar um bom trabalho rapidamente? Você costuma visitar seu cliente pessoalmente? Você costuma presentear seus clientes mais fieis? Você disponibiliza diferentes canais de contato? Escolha um diferencial e invista nele.
  • Como é a sua “embalagem”? Você não é um produto, mas oferece serviços, logo, por que não investir em uma boa “embalagem”? Você deve saber o quanto o pacote pode impactar no momento da compra, e isso não é diferente na divulgação de seu trabalho. Pensar em um nome fantasia e em uma identidade visual podem ser definitivos para profissionalizar seu freela. É a forma de transpor graficamente tudo que você deseja representar.

Ferramentas para promoção de trabalho freelancer

Os freelancers de hoje têm muita sorte e já podem começar suas carreiras contando com as diversas possibilidades de canais digitais para promoverem seus trabalhos. No entanto, é importante tem em mente que algumas habilidades “analógicas” ainda precisam ser trabalhadas (e não podem ser esquecidas). Tudo está baseado no relacionamento. Por isso, apresentamos algumas práticas para ajudar você na promoção de trabalho e, claro, na prospeção de clientes.

Tenha materiais de prospecção: pode parecer algo extremamente básico, mais muitos freelancers não projetam bons materiais para prospectar clientes. Você não precisa ser o gênio do design para construir sua identidade visual e replicá-la em apresentações sobre seu trabalho, portfólios de projetos, cartões de visita, modelos de proposta comerciais e orçamentos. Aposte na simplicidade, em cores neutras e fontes sem serifa. Utilize apenas imagens próprias ou free (cuidado com os direitos autorais!). Com esses materiais prontos, fica muito mais fácil entrar em contato com o cliente e conquistar sua confiança. Pense sempre no quanto é importante profissionalizar seu trabalho.

Peça feedbacks de clientes: nada como contar com o retorno daqueles que apostaram no seu trabalho. Toda a crítica é construtiva e pode ser definitiva para o bom andamento de seus serviços. Claro, vale destacar as críticas positivas no momento de prospectar novos clientes. Sabendo que você satisfez outros clientes, eles estarão muito mais propensos a acreditar no seu trabalho. Mas, vale ressaltar alguns cuidados importantes nessa etapa. Jamais forje depoimentos positivos, isso pode custar caro para sua reputação. Além disso, sempre que for usar o depoimento de um cliente, peça autorização de uso de imagem da empresa e de declarações.

Mantenha contato e solicite indicações: ainda melhor do que correr atrás de novos clientes é poder contar com a indicação de quem já conhece seus serviços. Após o fechamento de um projeto, você deve manter contato com seu cliente e, por que não, acompanhar os resultados de sua entrega. Assim, você estará estabelecendo vínculos, possibilita a soliticação de outros jobs e não terá tenha receio de pedir indicações. Se você está entregando bons trabalhos, certamente isso não será um problema.

Utilize redes sociais: aproveite todo o potencial social de ferramentas como Facebook, LinkedIn e Twitter. Além de ótimos canais para divulgação, possibilitam excelentes canais de contato. Mas, antes de sair criando perfis em todas as redes sociais, atente para onde sua audiência pode estar. Se você almeja fechar contratos com empresa de um determinado seguimento e porte, por exemplo, procure pesquisar os canais em que elas estão (e, não esqueça de falar a mesma linguagem que elas). Muito cuidado também para conteúdos demasiados e cansativos, ao invés de simplesmente anunciar seus serviços, procure compartilhar histórias de sucesso e conteúdo informativo interessante (inclusive conteúdos produzidos por você).

Produza conteúdo: tudo bem, mesmo que você não trabalhe como redator, nada impede que você possa produzir bons conteúdos sobre sua área de atuação. São muitas as possibilidades, você pode investir em um blog próprio, em landing pages, ebooks e até mesmo em vídeos. Uma opção muito interessante pode ser firmar parcerias com outros especialistas, com mais audiência que você. Você pode apostar em guest posts e ter excelentes resultados em buscas orgânicas. Nada melhor do que demonstrar conhecimento para atrair potenciais clientes. As pessoas estão muito mais suscetíveis a querer contratar um especialista. Mas, aí, também mora o perigo: não tente ser um guru, deixe que o mercado denomine você.

Mantenha um site próprio e email profissional: ter um site com seu portfólio de serviços é quase obrigatório. É seu cartão de visita digital. Além de seu currículo, é fundamental que essa página apresente alguns de seus melhores trabalhos entregues, depoimentos de clientes satisfeitos, links para todas as suas redes sociais, conteúdo relevante (produzido ou curado) sobre sua área e todas as formas possíveis de contato (email, telefone, formulário para solicitação de orçamento). Jamais trabalhe com preços. Aliás, falando em formas de contato, não esqueça de criar pelo menos uma conta de email profissional, com seu domínio (é preciso profissionalizar seu trabalho e separá-lo das comunicações pessoais). Não, você não precisa gastar muito para ter site e email próprios. Na Umbler, por exemplo, você ganha créditos grátis para pode colocar ambos no ar e já sair divulgando seus freelas.

Reative e faça novos contatos: sabe aquele antigo contato que agora parece um excelente prospect? Então, quem sabe não seja o momento de se reaproximar. O mundo dos freelas é basicamente construído em cima de networking, logo, vale sempre estar atento às pessoas ao redor. Para quem não conhece muita gente, a dica é começar a frequentar eventos da área (como participante ou até mesmo palestrante), participar ativamente de comunidades e fóruns com temas de interesse semelhantes à sua atuação e, também, fazer cursos pertinentes a seu negócio. Nesse ponto, a comunicação não só virtual, mas, principalmente, presencial é muito importante. Trace métodos de abordagem quando entrar em contato com pessoas. Por exemplo, envie um email ou faça uma ligação e, tempos depois, retome o contato novamente. Vale insistir, mas somente até certo ponto - para não bancar o desesperado.

Invista em plataformas para freelancers: outra possibilidade de conquistar clientes é estar presente em plataformas específicas para freelancers. São boas oportunidades de encontrar jobs e também ser encontrado por empresas. Tratam-se de sites onde o freelancer cria um perfil, e deixa claro todas as suas habilidades, e as empresas ou clientes finais cadastram necessidades de serviço. Atualmente, existem inúmeras plataformas desse tipo, como o Freelancer, Workana, 99 freelas, Prolancer, Trampos e Busca Freela. Você pode escolher a que preferir ou estar presente em todas as que se interessar. Só não esqueça que não vale simplesmente criar o cadastro e deixar que as oportunidades cheguem até você. Continue investindo em todas as dicas anteriores.

Com todas essas dicas, ficou mais fácil saber por onde começar. Lembre-se, ser um freelancer está longe de ser uma tarefa fácil, mas pode ser muito agradável e recompensante se você reconhecer seus talentos e fraquezas, traçar um bom plano de atuação e realmente tiver amor pelo que faz.

Já é freelancer e tem mais dicas para quem está começando? Ainda tem dúvidas sobre como se tornar um freelancer fulltime? Compartilhe conosco nos comentários.

Como abrir uma empresa? Passo a passo para tirar as ideias do papel  Preparamos um guia para descomplicar o processo de abertura do seu negócio Baixar o guia agora

Quer acesso a materiais gratuitos?

Junte-se a mais de 800 mil donos de negócio e receba gratuitamente
novidades e dicas sobre controle financeiro e gestão.

 
<https://cta-service-cms2.hubspot.com/ctas/v2/public/cs/c/?cta_guid=50ebdc92-329a-40a1-9caf-fa81543a8adc&placement_guid=2fe57723-5fb5-47c5-b9eb-e06d10883d31&portal_id=652034&redirect_url=APefjpH-sJodulB40LkLn3KOdjabGsRQrvD-UzG_-mxgFGYOQY7Pax91wMczwqC9tjy6OjwX00HU_Bo7PUPMr5BIKOv40gMMcHS86PIGVrS7qRooJBOJ-7oexC4LmqeY82ilgISiw_vgWj_M6UrXXz1MrtJWPp1fCkV3L8k9Z1TtKD_8zvHbHbmBJ-eUK8zfoV_QfTmHP_eg4dFVeSu30yynTNlUDR2aWCt8pi1edP5oHylON5s64GfVFnCwR305nirbsqyzLULbK7y2JSzUtMlN7fQ4XNMBWGbmU8axTsYxArQmFT5Bef95SSu6-RPgLNW5AplENu_zmV3QuRJ6K_Gd5RpBPj09UQ&hsutk=69c6ede4c71301f633be694182efeb4b&canon=https%3A%2F%2Fblog.contaazul.com%2Fo-que-e-pro-labore-ab&click=2a99f1b9-eb95-4503-bbbb-7be3d73be873&pageId=5442744710&__hstc=99675841.69c6ede4c71301f633be694182efeb4b.1512590389679.1512590389679.1512647250062.2&__hssc=99675841.7.1512647250062&__hsfp=1187972499>  <https://contaazul.com/funcionalidades/controle-financeiro/>   ContaAzul é o sistema de gestão online   para você organizar sua empresa   <https://contaazul.com/funcionalidades/controle-financeiro/>  Quero Saber Mais  <https://contaazul.com/funcionalidades/controle-financeiro/>  Experimente Grátis <https://contaazul.com/cadastro/>