Tudo o que você precisa saber sobre reserva de lucros

Sobre o que estamos falando?

  • A reserva de lucros é uma das contas referentes ao passivo do balanço patrimonial das Sociedades Anônimas (SA). Portanto, trata-se de uma obrigação contábil, e o contador da empresa é o responsável por assegurar o cumprimento;
  • É muito importante que o empreendedor entenda sobre o tema, principalmente para acompanhar o trabalho do contador. Outro aspecto relevante é que, embora seja uma obrigação das SA, ter um dinheiro em caixa para imprevistos é algo necessário para qualquer negócio;
  • Ter uma boa gestão financeira é indispensável para cuidar do dinheiro e cumprir as obrigações contábeis e fiscais. A Conta Azul Pro tem tudo o que você precisa para gerenciar a sua empresa de ponta a ponta: do estoque à contabilidade, monitore tudo em poucos cliques!

Experimente grátis a Conta Azul!

 

 

A reserva de lucros é uma obrigação contábil das Sociedades Anônimas (SA). Trata-se de um percentual do lucro líquido que é “guardado” por dois motivos: compensar prejuízos e aumentar o capital inicial. 

Mesmo sendo parte da tarefa do contador assegurar o cumprimento dessa obrigação, o empreendedor precisa entender o que é reserva de lucros. Afinal, estamos falando do faturamento da empresa. 

Outro aspecto importante é que, caso a empresa não seja uma SA, é interessante entender como funciona esta atividade. Isso porque todo e qualquer negócio precisa ter um dinheiro em caixa para imprevistos. 

Continue lendo para entender como fazer isso e também para compreender melhor o conceito de reserva de lucros, como contabilizar o valor e os principais tipos. Boa leitura! 

Confira os seguintes tópicos:

O que é e qual a importância da reserva de lucros? 

A reserva de lucros é uma das contas que compõem o patrimônio líquido de uma empresa. De acordo com a Lei N° 11.638, é uma obrigação contábil das Sociedades Anônimas. Vamos entender melhor este conceito?

O patrimônio líquido é o resultado da diferença entre os ativos (entradas, tais como as vendas e recebimentos em geral) e as saídas (compras, despesas e dívidas). 

Este indicador contábil é formado pelo que chamamos de contas, que compõem justamente os ativos e passivos da empresa. A reserva de lucro é uma delas.

Existem 8 tipos de reserva de lucro, porém apenas a legal é obrigatória. O valor corresponde a 5% do lucro líquido da empresa dentro de um exercício, não podendo ultrapassar o correspondente a 20% do capital social realizado.

A reserva de lucros é importante não por ser uma obrigação contábil e sim, porque este percentual ajuda a compensar prejuízos e também a aumentar o capital social da empresa. O que é essencial na hora de conseguir empréstimos junto às instituições financeiras e também para participar de licitações. 

Tipos de reserva de lucros

Existem 8 tipos de reservas de lucro, mas, como falamos, apenas a reserva legal é obrigatória para as SA. Continue lendo e confira o conceito de cada uma.

Reserva legal 

A reserva legal corresponde a 5% do lucro líquido de um exercício, não podendo ultrapassar 20% do capital social da empresa. 

Este percentual dos lucros deve ser "reservado" antes da distribuição entre os sócios e/ou acionistas.

Reserva estatutária

A reserva estatutária é um percentual do lucro líquido definido pela própria empresa, com uma finalidade específica. Diferente da reserva legal, este valor é separado antes da distribuição dos dividendos.

Reserva para contingências

Já a reserva de contingências é um valor separado para ajudar a empresa diante de situações iminentes de aumento dos custos fixos ou riscos de possíveis perdas.

Reserva de lucro para expansão

Como o próprio nome já diz, a reserva de expansão é um valor retirado do lucro líquido da empresa para investimento em seu crescimento. Porém, vale lembrar que o percentual definido não deve prejudicar o andamento das atividades do negócio.

Reserva de incentivo fiscal

Os incentivos fiscais são todos os benefícios de redução ou até isenção da carga tributária para empresas que estimulam o desenvolvimento da economia do país de alguma forma. 

Um exemplo são os incentivos regionais, voltados para empresas que se desenvolvem em regiões menos exploradas do país, como a Amazônia e a Zona Franca de Manaus.

As reservas de lucro para expansão compreendem justamente valores obtidos pela empresa advindos de tais incentivos bancários cedidos pelo governo. 

Reserva de prêmios na emissão de debêntures

As debêntures são títulos de crédito emitidos por empresas de capital aberto na bolsa de valores. Quando adquiridos, para não serem tributados, podem ser contabilizados como reserva de prêmios na emissão de debêntures.

Reserva de lucros a realizar

Reservas de lucro a realizar correspondem aos valores referentes ao lucro líquido que ainda não foram recebidos pela empresa e que, após o recebimento, serão divididos entre os sócios. 

Reserva especial de dividendos obrigatórios a distribuir

Por último, a reserva especial de dividendos obrigatórios a distribuir corresponde aos valores a que os sócios têm direito, contudo a empresa não possui valor em caixa para pagamento. 

Vendas, estoque e fluxo de caixa na palma da mão: clique aqui para conhecer o App Conta Azul de Bolso! 

Diferença entre a reserva de lucros, de capital e financeira

Tanto a reserva de capital quanto a reserva de lucro correspondem às contas do patrimônio líquido do negócio

A principal diferença entre essas duas é que a reserva de capital engloba todos os recursos obtidos pela empresa e que não necessariamente vieram da receita, ou seja, das vendas. Valores investidos por sócios e acionistas são exemplos de reserva de capital.

Já os valores da reserva de lucro, como o próprio nome já diz e conforme explicamos, vêm das receitas e das vendas da empresa. 

Diferente das outras duas, a reserva financeira nada mais é do que um valor que a empresa precisa ter em caixa para imprevistos. No próximo tópico, veja como se organizar financeiramente para ter este dinheiro guardado.

Se a sua empresa não entra na obrigatoriedade da reserva de lucros, continue poupando 

Não podemos prever o que pode acontecer no país e na economia. No entanto, a empresa pode se preparar para possíveis imprevistos através de uma reserva financeira. 

Basta lembrar de 2020, quando as restrições impostas pela pandemia fizeram com que vários negócios fechassem as portas. E, aqueles que não tinham as finanças organizadas, foram os mais afetados.

Ter uma reserva financeira é essencial em momentos de crise, não apenas para pagar as contas, mas também para dar ao empreendedor tempo para pensar com clareza.

Afinal, com tantas contas para pagar, sem dinheiro e em plena crise, o dono do negócio, preocupado em resolver esses problemas, pode tomar decisões não muito assertivas. Um exemplo é adquirir empréstimos com altos valores de juros. 

Separamos algumas dicas que podem ajudar você a montar a reserva financeira da sua empresa:

  • Contabilize todos os custos variáveis e fixos mensais;

  • Analise as dívidas e, se necessário, negocie junto à instituição financeira uma melhor condição de pagamento;

  • Determine quanto será guardado mensalmente e não utilize este valor para outros fins. 

O ideal é que a empresa tenha guardado pelo menos entre 6 ou 12 vezes o valor das despesas mensais. Com isso, o empreendedor garante um semestre ou até um ano das contas pagas parcial ou totalmente.

Agora, caso precise de auxílio quanto às reservas de lucro e financeira, não deixe de buscar um contador. Com ele, você pode analisar os gastos e definir a melhor estratégia para juntar dinheiro.

 A Conta Azul te ajuda a encontrar este profissional: clique aqui para fazer a busca! 

Garanta uma gestão eficiente e o cumprimento das obrigações contábeis com a tecnologia

A reserva de lucro é apenas uma das obrigações contábeis dentre tantas outras de uma empresa. Entender o conceito ajuda o empreendedor a analisar melhor o faturamento e acompanhar o trabalho do contador. 

Porém, para garantir uma gestão eficiente em todos os sentidos e o cumprimento das obrigações contábeis, é indispensável contar com o apoio da tecnologia. Afinal, controlar cada setor e movimentação financeira por meio de planilhas ou no papel, além de ser trabalhoso, os riscos de erros são maiores.

Se a empresa tiver um grande volume de vendas, então…

Aproveite melhor o seu tempo e faça uma gestão assertiva com a Conta Azul Pro, plataforma integrada para gestão de empresas!

Com a CA Pro, todos os setores são integrados em um único local, permitindo que você acompanhe tudo o que acontece na empresa de forma online e simples. Com poucos cliques, analise o estoque, consulte as vendas e o fluxo de caixa. 

O melhor de tudo é que todas as movimentações são enviadas à contabilidade em tempo real e de forma automática, ou seja, sem você precisar fazer nada!

Vendeu? Comprou mais mercadorias? Pagou uma conta? Emitiu nota? Todos esses lançamentos são contabilizados pela plataforma.

Pelo celular, no App Conta Azul de Bolso, ainda é possível monitorar as vendas, o estoque e o financeiro em tempo real. 

Otimize a gestão da sua empresa e tenha tempo para focar no que mais importa com a Conta Azul Pro: clique aqui e experimente grátis, sem compromisso! 

Leia mais

Newsletter

Faça agora a gestão financeira do
seu negócio em um único lugar