[Planilha] Planejamento Financeiro Empresarial

45 Comentários Publicado:  Assunto: Planilhas
 

Emprendedor analisa planilha de planejamento financeiro empresarial

Você já pensou em levar as finanças de seu negócio para um nível mais alto de organização e dedicação? Dê o primeiro passo agora. Baixe grátis uma planilha de planejamento financeiro empresarial. É um modelo de planilha de controle para sua empresa.

Separar a conta corporativa da conta pessoal e cuidar para não gastar mais do que arrecada são cuidados básicos da gestão do dinheiro de um negócio. Mas, para superar uma concorrência cada vez mais qualificada, é preciso dar um passo adiante. Manter uma planilha de planejamento financeiro empresarial é um dos costumes que você deve adotar para aproveitar todo o potencial da sua empresa.

Planilha Planejamento Financeiro Empresarial  Preparamos a planilha para você ter o planejamento da sua empresa organizado Baixar a planilha agora

Por que usar a planilha financeira empresarial?

Para colher os frutos de uma boa gestão, você deve começar mapeando o capital ativo e passivo da empresa. Você precisa saber como sua empresa fatura, investe e, claro, lucra (sejam esses lucros imediatos ou futuros). Um bom plano financeiro vai mostrar estes pontos de maneira clara e concisa.

Será que você está cobrando o valor ideal pelos serviços que presta? Ou será que sua empresa vive apenas para pagar seus custos? É esse tipo de pergunta que a planilha financeira pode responder, indicando os caminhos para tomar melhores decisões comerciais e estratégicas para investir seu capital da maneira correta.

Faça o download, de um modelo de planilha de planejamento financeiro que a ContaAzul preparou para facilitar a gestão do seu negócio.

6 dicas para um planejamento financeiro empresarial eficiente

Além de usar essa planilha, você pode tomar outras medidas para planejar as finanças empresariais com inteligência.

1. Aprimore os registros

O primeiro passo para viabilizar um planejamento financeiro empresarial eficiente é registrar as entradas e saídas de dinheiro com rigor, diariamente, para fornecer dados corretos sobre a situação do caixa e a sazonalidade de vendas e despesas variáveis.

Por isso, você precisa de um ambiente que facilite esse registro, e onde seja possível categorizar os gastos e receitas, inserindo mais informações, se necessário. Para isso tudo, o livro-caixa é coisa do passado, assim como as planilhas no Excel. Com um software de gestão inteligente, a tarefa de anotar as movimentações financeiras é muito facilitada.

2. Integre as informações

O software de gestão não é recomendado apenas para que fique mais rápido registrar as entradas e saídas de dinheiro, mas também porque essas informações podem ser integradas com outras ferramentas de controle financeiro da empresa.

Imagine se você faz uma venda e, para isso, emite uma nota fiscal. Depois, anota a receita na planilha de receitas e despesas. Ainda terá que inserir a informação no fluxo de caixa – ferramenta fundamental para o planejamento financeiro empresarial –, anotando também quando o dinheiro referente à operação realmente vai cair na sua conta.

Com um sistema como o ContaAzul, isso tudo é feito a partir de uma única ação, reduzindo o retrabalho a zero. Assim, você gasta muito menos tempo no controle das finanças – podendo focar mais na criação de ações estratégicas – e, de quebra, minimiza a chance de erro nos registros.

3. Contrate um consultor

Fazer um bom planejamento financeiro, organizar o fluxo de caixa sem erro, ter a quantidade correta de capital de giro, saber a hora de investir, a hora de segurar e a hora de pedir um empréstimo… Nem sempre essas ações e decisões são simples e, por isso, para que você seja um bom administrador, precisa de muito conhecimento ou experiência.

Se você ainda se sente inseguro quanto à sua capacidade de organizar essas questões, que tal contar com um consultor financeiro? Esse é o profissional ideal para orientar os seus movimentos. Uma dica: entre em contato com a unidade do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) mais próxima e se informe sobre as consultorias.

4. Crie métricas de desempenho

O faturamento de uma empresa está diretamente ligado ao seu desempenho. Então se, no seu planejamento financeiro, você prevê um crescimento nas receitas, precisa tornar a empresa mais eficiente. E só é possível monitorar isso com métricas e indicadores.

Para isso, primeiro você precisará definir quais são as variáveis que é interessante medir, depois encontrar uma boa maneira de fazer a medição e, por último, criar os indicadores e ter a capacidade de interpretá-los.

Um exemplo muito simples é o número de vendas, uma métrica básica para todo empresário, que pode ser cruzada com o número de pessoas que chegam na loja. Assim, você tem o indicador da taxa de conversão, que é uma porcentagem de visitas ao ponto de venda que efetivamente acabam se convertendo em uma compra.

Outro exemplo é o tíquete médio da empresa, que é o valor total de vendas dividido pelo número de transações, resultando no valor médio de uma venda.

5. Desenhe um plano financeiro para ação

Dominando as métricas e indicadores, fica mais fácil criar um bom plano financeiro para tomar ações práticas, traçando metas de desempenho, sejam elas financeiras ou produtivas. No exemplo acima, da taxa de conversão, se você identificar que ela está baixa, vai tentar entender o que pode melhorar, fazer as mudanças necessárias e estabelecer uma meta para os próximos meses – aumentar a taxa de conversão de X% para Y%.

No caso do tíquete médio, a mesma coisa. Se ele está baixo, você vai dar ênfase a produtos de maior valor agregado, ou oferecer facilidades para que os clientes que fazem a primeira compra levem também um outro item, de maior valor.

6. Antecipe cenários futuros

Aprimorando o registro das informações financeiras e criando um bom sistema de indicadores e medição de resultados, você já terá evoluído muito, mas isso tudo ainda não é o suficiente. Como empreendedor, você também precisa de uma boa visão para avaliar os possíveis cenários que estão por vir.

Isso não significa apenas conhecer a sazonalidade da área durante o ano, mas também avaliar o cenário econômico externo, os indicadores da macroeconomia, e entender que tipo de influência eles podem ter nos seus planos.

Modernize seus processos para além das planilhas de Excel

Agora que você já sabe o que fazer para ter um planejamento financeiro empresarial eficiente, comece usando o nosso modelo de planilha e, quando julgar que a tarefa de atualizar essa e outras ferramentas de controle financeiro ficar longa demais, não pense duas vezes antes de buscar uma solução mais inteligente.

E enquanto se debruça sobre os números da empresa, não esqueça de conversar com o seu contador. Por ter muito conhecimento sobre finanças, ele tem dicas valiosas que podem fazer seus negócios crescerem mais rápido e de maneira sustentável.

Ainda não sabe qual sistema de controle financeiro adotar? Experimente o ContaAzul!!

Controle Financeiro

Até a próxima!

José Carlos Sardagna
Sobre o autor

Marketing Manager da ContaAzul. É formado em Gestão de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas e em Ciências da Computação pela UDESC.

MUDANDO UM POUCO DE ASSUNTO

45 Comentários
 
DRE Gerencial ContaAzul

DRE gerencial do ContaAzul, um novo relatório
para um controle financeiro melhor!

Experimente Grátis!