Planejamento estratégico para startups: guia completo para começar

Conheça a importância do planejamento estratégico para startups, o passo a passo para implementar e 5 cases de sucesso.

Quer aprender como criar um planejamento estratégico para startups?

Essa ferramenta é muito importante para embasar o crescimento e para alcançar os objetivos e metas traçados para o negócio.

Criar um plano de ação, organizar o orçamento e definir a visão de negócio são alguns passos essenciais.

Mas não é simples de ser executado, pois é necessário que o plano seja bem detalhado em cada etapa.

Por isso, neste guia, solucionamos as principais dúvidas sobre o assunto: importância do planejamento estratégico para startups, dicas para implementar e cases de sucesso. Vamos nessa?

Modelo de Negócios para Startups  Preparamos um guia para ajudar na escolha do modelo de negócio ideal para sua  empresa Baixar o guia agora

Importância do planejamento estratégico para startups

Nos tópicos abaixo, elencamos os principais benefícios do planejamento estratégico para startups. Confira:

1. Permite elaborar planos de ação

Uma parte importante da estratégia é a criação de um plano de ação, em que são refletidas as atividades necessárias para alcançar os resultados esperados.

Também são delineados os prazos para cada ação, de maneira que exista um comprometimento com os projetos da startup.

Pense no plano de ação como o caminho para o sucesso e como uma forma de evitar erros durante o percurso.

2. Define objetivos e metas

Metas e objetivos são importantes para delinear aonde a empresa quer chegar.

Sem eles, é como se você estivesse fazendo uma viagem em uma estrada desconhecida, mas sem ter um mapa e mãos.

Em termos práticos, as metas e objetivos organizacionais servem como referências para que a startup coloque a estratégia em prática, tendo como foco um resultado específico e bem delimitado.

3. Otimiza o uso de recursos

Outro benefício do planejamento estratégico para startups é que ele permite alocar os recursos de maneira eficiente, reduzindo os desperdícios.

A partir do plano de ação e da estratégia, é possível ter uma visão geral de todos os investimentos necessários e até mesmo definir prioridades.

É uma vantagem importante sobretudo para startups, que geralmente começam com orçamento limitado.

4. Gera estabilidade em um mercado em transformação

O mercado atual muda rapidamente e de forma contínua, o que significa que as empresas devem ser capazes de se adaptar às transformações.

Mas isso não acontece sem planejamento estratégico para direcionar as ações da startup, minimizar riscos e entender o mercado e as necessidades do consumidor.

5. Identifica pontos fortes e fracos

Como o planejamento estratégica requer uma análise do mercado e das características do negócio, outra vantagem direta é a identificação de pontos fortes e fracos.

Esse mapeamento é essencial para corrigir erros, potencializar os aspectos positivos da startup e saber quais correções devem ser realizadas na própria estratégia de crescimento.

Por onde começar o planejamento estratégico para startups

Agora que você está familiarizado com as vantagens do planejamento estratégico para startups, é crucial saber como colocá-lo em prática.

Para isso, explore o passo a passo a seguir:

1. Defina a missão da startup

A primeira etapa é estabelecer, de forma clara, a missão da empresa.

Em outras palavras, definir o propósito e razão pela qual a startup existe.

É a partir dessa definição que você vai planejar o posicionamento no mercado, a relação com colaboradores e clientes e até mesmo o diferencial competitivo.

Ou seja: a missão serve como ponto de partida para a tomada de decisão relativa à estratégia.

2. Defina a visão

Também é essencial estabelecer a visão da startup: como ela se enxerga no futuro e quais são os resultados esperados.

Em um artigo para a Omaha Magazine, a estrategista de capital humano Lauren Weivoda destaca alguns questionamentos que devem ser feitos nessa hora.

Ressaltamos aqui seis perguntas imprescindíveis:

  • O que você quer a startup seja de três a cinco anos a partir de agora?
  • O que você terá conquistado?
  • Como a startup vai tratar os clientes?
  • Em quais mercados ela vai estar inserida?
  • Como as decisões serão tomadas?
  • Qual será a sua reputação?

Portanto, é hora de fazer uma projeção para o futuro a fim de elaborar as melhores estratégias para chegar até ele.

3. Estabeleça metas e objetivos

Como agora você já sabe, metas e objetivos são elementos que fazem parte do planejamento estratégico.

O terceiro passo é justamente fazer a definição deles.

Os objetivos são metas abrangentes que dizem respeito a que lugar a empresa deseja chegar.

Por isso, eles estão ligados à missão e à visão estabelecidas previamente.

Já as metas são menores: consistem no que a empresa precisa alcançar em cada etapa para, ao fim, concretizar os objetivos.

Portanto, as metas devem apresentar prazos específicos para serem alcançadas.

Aqui é importante ser bem específico na descrição e criar metas e objetivos para os diferentes setores da empresa: marketing, vendas, produção, recursos humanos, finanças.

4. Crie um plano de ação

A partir dos passos anteriores, é hora de estabelecer um plano de ação.

É nessa etapa que a estratégia se converte em ações, cronogramas e metodologias para o crescimento da startup.

Não se esqueça de delegar tarefas, definindo os responsáveis por cada etapa da execução do plano de ação.

5. Organize o orçamento

O planejamento estratégico também engloba o orçamento para viabilizar a execução do plano de ação.

Nessa hora, é importante definir quais recursos serão usados, o limite de gastos, os investimentos necessários conforme ordem de prioridade e os números que se deseja alcançar em determinado período de tempo.

6. Mensure a eficácia da estratégia

Estratégias e planos precisam ser mensurados por meio de indicadores-chave de desempenho (KPIs).

É o que explica Zach Cutler, CEO da agência Cutler PR, em um artigo para a revista Entrepreneur.

"Os indicadores-chave de desempenho e os números críticos devem estar alinhados com as promessas da marca, e as promessas da marca devem refletir os valores e propósitos principais", destaca o autor.

Planejamento estratégico para startups: 5 cases de unicórnios 

Para você se inspirar, selecionamos abaixo cinco exemplos de unicórnios (startups que alcançaram a marca de 1 bilhão de dólares) com alguns aspectos do planejamento estratégico. Confira.

1. Nubank

Em 2018, o Nubank se tornou o terceiro unicórnio brasileiro.

À época de sua fundação, em 2013, a fintech oferecia cartão de crédito básico sem anuidade e um serviço de gestão de conta simplificado, com pouca burocracia.

Mas a ampliação dos serviços demonstra que a startup elaborou um planejamento estratégico sólido e atento às transformações no mercado ocasionadas pela tecnologia.

Atualmente, o Nubank oferece, além de cartão de crédito, conta digital, transações (como pagamentos e transferências), programa de fidelidade e até mesmo empréstimos pessoais.

Outro ponto de destaque é a estratégia de marketing do Nubank, com conteúdos que utilizam linguagem descomplicada e próxima do cliente.

2. iFood

Outro unicórnio brasileiro é o iFood, aplicativo de entrega de comida fundado em 2011.

Em uma entrevista para o jornal HuffPost Brasil, o CEO da startup Carlos Eduardo Moyses afirmou que o grande destaque do negócio é a proximidade com o consumidor.

Por isso, a estratégia da startup inclui entender e ouvir o usuário, além de ficar antenado nas melhores tecnologias e soluções para entregar um serviço qualificado.

Moyses também destacou um desafio do iFood, demonstrando que o planejamento estratégico inclui relacionamento com os restaurantes parceiros.

"Não só dar tecnologia de ponta, mas temos o desafio de melhorar as vendas e qualidade do serviço aos restaurantes, informar sobre o negócio dele, quantos pedidos ele faz, de qual área vem o maior número de pedidos, e se seria interessante abrir um novo ponto lá", exemplificou o CEO.

3. Airbnb

O Airbnb é um exemplo de startup com estratégia baseada em economia compartilhada, um modelo econômico que se baseia em atividades de compartilhamento, troca e aluguel.

É justamente a proposta da plataforma: conectar viajantes a anfitriões que alugam casas e apartamentos com preços competitivos.

O foco aqui vai para o propósito bem definido dos criados da startup: fazer com que as pessoas sentissem que podiam pertencer a qualquer lugar do mundo e incentivar experiências diferenciadas.

4. BuzzFeed

Despertar a curiosidade do leitor, criar conteúdos engajantes e emocionais, fazer listas, testes e quizzes.

Essas são algumas das estratégias usadas pela plataforma BuzzFeed, que nasceu nos Estados Unidos em 2006.

Mas o foco do planejamento estratégico, que contribuiu para o crescimento da startup, era investir em conteúdos altamente compartilháveis.

Em uma entrevista de 2014 para o site Journalism.co.uk, Will Hayward, então vice-presidente do BuzzFeed na Europa, disse que uma das preocupações da equipe era voltada aos compartilhamentos de conteúdos no Facebook e Twitter.

"As pessoas pensam que o segredo do BuzzFeed são as listas e quizzes, quando na verdade não, na verdade é sobre pensar em compartilhamento, é aceitar que as pessoas vão encontrar o seu material em feeds nas redes sociais", afirmou.

5. Canva

Como elaborar um planejamento estratégico em termos de desenvolvimento de produto?

O Canva, plataforma de design que oferece um template simples para o usuário, é um exemplo disso.

Em uma entrevista para o podcast Growth Everywhere, a co-fundadora, Melanie Perkins disse que um dos fatores mais importantes para qualquer negócio é resolver um problema importante.

"Primeiro, quando você lança, você terá uma audiência que se preocupa com sua empresa. E então, em segundo lugar, eles contarão sobre ela a outras pessoas porque também se importam com esse problema", explicou.

Modelo de Negócios para Startups  Preparamos um guia para ajudar na escolha do modelo de negócio ideal para sua  empresa Baixar o guia agora

E qual é o planejamento estratégico para a sua startup? 

Agora que você já sabe como fazer um planejamento estratégico e se inspirou em cases de sucesso, é hora de colocar em prática na sua startup.

Coloque as dicas deste artigo em prática, defina a visão e os objetivos do seu negócio e acompanhe o desempenho.

Dessa forma, você vai ver a sua startup decolar no mercado.

Nessa jornada, conte com a Conta Azul para integrar as diferentes áreas do negócio, acelerar suas rotinas financeiras e tomar decisões mais assertivas para crescer melhor e mais rápido.

Um sistema de gestão que conecta as áreas da sua empresa: do financeiro ao comercial

Se você gostou do conteúdo ou ficou com alguma dúvida, deixe seu comentário abaixo.

Quer ter acesso a
materiais gratuitos?

 
<https://cta-service-cms2.hubspot.com/ctas/v2/public/cs/c/?cta_guid=50ebdc92-329a-40a1-9caf-fa81543a8adc&placement_guid=2fe57723-5fb5-47c5-b9eb-e06d10883d31&portal_id=652034&redirect_url=APefjpH-sJodulB40LkLn3KOdjabGsRQrvD-UzG_-mxgFGYOQY7Pax91wMczwqC9tjy6OjwX00HU_Bo7PUPMr5BIKOv40gMMcHS86PIGVrS7qRooJBOJ-7oexC4LmqeY82ilgISiw_vgWj_M6UrXXz1MrtJWPp1fCkV3L8k9Z1TtKD_8zvHbHbmBJ-eUK8zfoV_QfTmHP_eg4dFVeSu30yynTNlUDR2aWCt8pi1edP5oHylON5s64GfVFnCwR305nirbsqyzLULbK7y2JSzUtMlN7fQ4XNMBWGbmU8axTsYxArQmFT5Bef95SSu6-RPgLNW5AplENu_zmV3QuRJ6K_Gd5RpBPj09UQ&hsutk=69c6ede4c71301f633be694182efeb4b&canon=https%3A%2F%2Fblog.contaazul.com%2Fo-que-e-pro-labore-ab&click=2a99f1b9-eb95-4503-bbbb-7be3d73be873&pageId=5442744710&__hstc=99675841.69c6ede4c71301f633be694182efeb4b.1512590389679.1512590389679.1512647250062.2&__hssc=99675841.7.1512647250062&__hsfp=1187972499>  <https://experimente.contaazul.com/controle-financeiro/>   ContaAzul é o sistema de gestão online  para você organizar sua empresa   <https://experimente.contaazul.com/controle-financeiro/>  Quero Saber Mais  <https://experimente.contaazul.com/controle-financeiro/>   Experimente Grátis <https://contaazul.com/cadastro/>