NFS-e Nacional: o que você precisa saber

Sobre o que estamos falando?

  • Cada cidade brasileira possui um processo para emissão da nota fiscal de serviço, dificultando o controle do Fisco; 
  • O projeto da NFS-e Nacional tem o objetivo unificar e facilitar este processo;
  • Emitir as notas fiscais e ainda gerenciar a empresa é bem mais simples com a Conta Azul Pro, plataforma de gestão integrada. Estoque, financeiro e fluxo de caixa em um único local.

Experimente grátis a Conta Azul!

 

 

É muito importante ficar de olho nas mudanças contábeis e fiscais do país para não ser pego de surpresa. Afinal, elas impactam a rotina do empreendedor. Uma das próximas mudanças é em relação à emissão da Nota Fiscal de Serviço. 

A NFS-e Nacional, como será chamada, tem o objetivo de unificar e facilitar este processo. A emissão de alguns documentos fiscais, como a DPS - Declaração de Prestação de Serviços, poderão ser feitas pelo celular. O que também vai agilizar o controle financeiro. 

Continue lendo para entender melhor o que é a NFS-e e como será a transição para a emissão desse novo tipo de nota. Boa leitura!

Confira os seguintes tópicos:

O que é a NFS-e Nacional?

A NFS-e Nacional será o novo modelo padronizado das Notas Fiscais de Serviço. A ideia é semelhante à Nota Fiscal Eletrônica e visa unificar o processo de emissão em todo país. 

Os dois principais objetivos da NFS-e Nacional são facilitar o controle por parte do Fisco e agilizar a rotina do empreendedor. Para você ter uma ideia, hoje, cada um dos 5.000 municípios do país têm seu próprio processo e exigências para a emissão.

O NFS-e Nacional é gerenciado pela Receita, tendo como parceira a Associação Brasileira das Secretarias de Finanças das Capitais - Abrasf, a Confederação Nacional de Municípios – CNM, a Frente Nacional de Prefeitos – FNP, o Sebrae e o Serpro.

O projeto, que estava em discussão desde 2006, provavelmente sairá do papel ao final de 2022, nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Marabá, Porto Alegre e Maringá.

Até o momento, não se tem um cronograma geral para a implantação no restante do Brasil. Porém, para quem é Microempreendedor Individual - MEI, o esperado é que, em outubro de 2022, a emissão de NFS-e no Portal do Simples e também no sistema nacional estejam liberadas.

O que vai mudar com a NFS-e Nacional? 

As mudanças que vêm com a NFS-e Nacional são positivas para o empreendedor. 

Começando pela divisão entre grandes e pequenos emissores de notas. No último caso, ou seja, quem gera poucas notas por mês, a emissão será feita pelo próprio celular, na Guia de Emissão de ISS Único. 

Além disso, pelo aplicativo, também será possível emitir a DPS - Declaração de Prestação de Serviços. Todo este processo é semelhante ao Regime do Simples Nacional.

A padronização da consulta e do layout da NFS-e serão mudanças significativas. Para ajudar na transição, será desenvolvido o Manual de Integração da NFS-e, pela ABRASF. O intuito é facilitar o entendimento do novo layout das notas. 

Outra mudança é que, para a emissão da NFS-e, será necessário ter o certificado digital A1 ou A3. Este documento será essencial para a transmissão e assinaturas.

Vale ressaltar que os regimes de tributação continuarão os mesmos. Isso significa que os impostos que você paga não terão alteração. 

Vantagens de utilizar a NFS-e Nacional

Como falamos, a NFS-e Nacional trará benefícios para o governo e para o empreendedor. 

O primeiro deles é justamente a padronização das informações. Atualmente, as prestadoras de serviço, quando fornecem para muitas localidades, precisam emitir as notas seguindo as exigências de cada uma. O que leva tempo, além dos riscos de erros manuais.

Essa falta de unificação também atrasa o trabalho da Receita, que precisa monitorar a emissão no país inteiro. 

A NFS-e Nacional contribuirá para a redução dos custos com impressão, armazenamento e também tornará o processo mais seguro, tanto para empreendedores quanto para o governo. Isso porque, como mencionamos, o certificado digital será exigido. 

Emita NFS-e e integre o financeiro com a CA Pro

Tão importante quanto emitir as notas fiscais e ficar em dia com a Receita é gerenciar a empresa sem burocracia e acessar informações importantes rapidamente. E, o mais importante: sem precisar consultar várias pessoas.

Com a Conta Azul Pro, isso é possível! 

A CA Pro é uma plataforma de gestão integrada que uniu processos importantíssimos de qualquer empresa: financeiro, emissão de nota fiscal, vendas e estoque!

As principais vantagens dessa plataforma são:

  • Emissão de mais de 10 tipos de notas fiscais e envio automático ao contador, sem a necessidade de malotes;

  • Armazenamento online das notas pelo tempo indicado pelo Fisco;

  • Certificado digital A1 com desconto de 35%;

  • Monitoramento do estoque e das vendas em tempo real. Receba alertas quando os itens atingirem as quantidades mínimas;

  • Conciliação fiscal e das vendas automáticas; 

  • Cadastro de clientes, fornecedores e parceiros;

  • Geração de relatórios detalhados e fáceis de entender. 

Além de emitir as notas fiscais, com a Conta Azul Pro é possível monitorar a empresa de onde estiver. Pelo celular, com App Conta Azul de Bolso, o empreendedor pode consultar o estoque, as vendas e o fluxo de caixa. 

Outra vantagem da Conta Azul Pro é o Receba Fácil, que agiliza os recebimentos via Pix, Cartão de Crédito (via Link) e Boleto Bancário, com segurança e melhores condições. 

Que tal conhecer todas essas facilidades, na prática? Clique aqui para experimentar a Conta Azul Pro de graça, sem compromisso! 

Leia mais 

Newsletter

Faça agora a gestão financeira do
seu negócio em um único lugar