[Planilha] Modelo de Fluxo de Caixa Diário

2 Comentários Publicado:  Assunto: Planilhas

Planilha de fluxo de caixa diário

O controle sobre as entradas e saídas de dinheiro na empresa é etapa obrigatória de uma boa gestão financeira. Para ajudá-lo nessa tarefa, uma planilha de fluxo de caixa diário pode ser a ferramenta ideal. Neste artigo, apresentaremos dicas e um modelo para acompanhar sua movimentação financeira.

Indique seu Contador  Conecte-se a seu contador via ContaAzul: economize tempo e dinheiro na gestão Quero indicar meu contador

Por que realizar o fluxo de caixa diário

O fluxo de caixa é a ferramenta que evidencia a realidade financeira de uma empresa. Ao monitorar tudo o que entra e o que sai em termos de capital, o gestor consegue identificar se o momento exige cortes ou abre espaço para investimentos, obtendo subsídios importantes para a tomada de decisões com base nas projeções reveladas.

Quanto mais detalhado for esse exercício, maior precisão o instrumento terá. Isso significa registrar absolutamente toda a movimentação financeira da empresa, por menores que sejam os valores envolvidos.

Com o mesmo objetivo, integrar a ação à rotina, com o levantamento do fluxo de caixa diário, contribui de maneira fundamental para a saúde financeira e longevidade do negócio. Afinal, quanto antes forem identificados erros que levam a perdas de recursos, maior será a chance de reverter um quadro que se desenha de forma negativa.

Veja algumas informações a registrar no fluxo de caixa:

  • Receitas: Vendas à vista e a prazo, contas a receber, reembolsos, saldo de investimentos, venda de ativos.
  • Despesas: Aluguel, impostos, salários e comissões, contas a pagar, manutenção de equipamentos, retiradas de sócios, empréstimos, juros e multas.

Para facilitar o registro e a compreensão das informações, é válido dividi-las em categorias. As despesas, por exemplo, podem ser administrativas e financeiras - folha de pagamento aparece na primeira, enquanto pagamentos são incluídos na segunda. Esse é um exercício de contabilidade por centro de custos.

Como interpretar o controle de caixa diário

Com os dados em mãos, a primeira medida é comparar os resultados com o saldo no banco, em um processo conhecido como conciliação bancária.

Se houver divergência entre o capital em caixa e aquele disponível na conta, o erro é interno: você pode ter esquecido de fazer algum registro ou ter se equivocado nos valores. Não ignore essa diferença, ainda que seja pequena, pois caso se trate de um erro de método, ele pode se repetir e, assim, seu prejuízo aumentará.

Se o saldo “bater”, mas for negativo, não deve ser motivo para desespero. Como esse é um exercício diário, é natural que haja um déficit no caixa em datas específicas, como no vencimento das principais contas ou no pagamento dos salários.

Da mesma forma, se for positivo, não antecipe uma comemoração. Pode ter sido um dia de boas vendas (mas não necessariamente de lucro), ou mesmo uma data em que se concentraram recebimentos.

O importante é olhar os números dentro de um contexto, analisar o comportamento de cada receita e despesa e fazer um acompanhamento dia após dia, demonstrando disciplina. Será essa avaliação minuciosa que permitirá identificar um possível ralo financeiro e, em reação a ele, propor ajustes pontuais.

Usando o fluxo de caixa para projeção

Há dois campos fundamentais que devem estar presentes no seu controle financeiro: estamos falando da divisão dos valores de receitas e despesas entre o que foi previsto e o que acabou efetivamente realizado. Dessa forma, o gestor observa e já consegue prever com maior exatidão o comportamento esperado do seu caixa naquele e nos próximos dias.

A ideia de uso da ferramenta como projeção é se antecipar aos cenários futuros, propondo medidas corretivas ou preventivas e evitando ser pego de surpresa por um resultado abaixo do esperado. Para tanto, é essencial gerar relatórios e trabalhar com elementos visuais, como gráficos.

Em uma perspectiva negativa, esse exercício pode revelar que uma determinada despesa vem crescendo muito, que os resultados do faturamento estão comprometidos pelo aumento nos custos ou até mesmo que a empresa caminha para a falência.

Ao ver tais resultados na análise do fluxo de caixa, o empreendedor pode tomar decisões importantes para o futuro do negócio com base em informações confiáveis, o que inclui promover cortes e negociar dívidas, recorrer a empréstimos ou planejar o encerramento das atividades.

Por outro lado, um cenário positivo talvez indique que alguma ação de vendas rendeu resultados superiores ao esperado, que a estratégia de aumento na produtividade foi bem-sucedida ou que a curva ascendente é permanente, fruto de um modelo de negócio bem planejado e executado.

Diante disso, pode ser hora de pensar em aquisições de recursos materiais e humanos, propor o crescimento ou a expansão para novas unidades, lançar novos produtos, enfim, usar o bom momento para fazer a empresa decolar.

Importante: o fluxo de caixa é talvez a principal ferramenta de gestão financeira, mas não é a única. Para um diagnóstico mais eficaz, deve ser usado em conjunto com outros instrumentos, como a própria conciliação bancária, o controle de estoque, o balanço patrimonial e o Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE).

Planilha de fluxo de caixa diário

Agora que está mais clara a importância de acompanhar a movimentação financeira na sua empresa, você pode estar se questionando sobre qual meio usar para essa tarefa. Uma planilha de controle de caixa diário é um boa maneira de iniciar esse exercício, especialmente se ele ainda não faz parte da rotina.

Ao realizar o fluxo de caixa no Excel, tradicional programa de planilhas da Microsoft, você consegue categorizar receitas e despesas, inserir as informações manualmente e acompanhar a atualização automática do saldo, a partir da inserção de fórmulas pré-determinadas nas células.

A maior vantagem desse instrumento é justamente poder acompanhar o desempenho do seu caixa e de como cada entrada e saída vai alterando os resultados diariamente.

Mas se você tem dificuldades com fórmulas no Excel ou não quer partir do zero, pode fazer o download de um modelo pronto que elaboramos especialmente para micro e pequenos empresários. Basta baixar o documento e usá-lo de acordo com a sua realidade, inclusive inserindo novas receitas e despesas, se desejar.

Não perca tempo: baixe agora o modelo de planilha de fluxo de caixa diário e comece a utilizá-lo hoje mesmo na sua empresa. É fácil, rápido e seguro.

Planilha Fluxo de Caixa Diário  Com esta planilha você faz o controle diário do caixa da sua empresa Baixar a planilha agora

Dedique-se aos controles financeiros

Neste artigo, aprendemos um pouco mais sobre o fluxo de caixa, a importância de registrar entradas e saídas todos os dias e também como usá-lo na análise das finanças da empresa. Assim que adotar a planilha na sua rotina, seu controle tende a se tornar mais eficaz.

Se desejar, para qualificá-lo ainda mais e poupar tempo, uma próxima etapa natural é a substituição da planilha por um sistema de gestão online. Como vantagem, além da facilidade de acesso, de atualização das informações e de geração de relatórios, você pode acompanhar os resultados de qualquer lugar, até mesmo por dispositivos móveis.

E você, como tem realizado o registro de receitas e despesas na sua empresa? Comente!

 
José Carlos Sardagna
Sobre o autor

Marketing Manager da ContaAzul. É formado em Gestão de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas e em Ciências da Computação pela UDESC.

MUDANDO UM POUCO DE ASSUNTO

2 Comentários
 
Você está pronto para retomar o controle de sua empresa? A gente pode ajudar.  ContaAzul é um sistema de gestão online para integrar financeiro e nota fiscal Assinar Agora  <https://contaazul.com/funcionalidades/controle-financeiro/?utm_source=modal&utm_medium=cta&utm_campaign=modal-blog-controle-financeiro>
 
newsletter

Junte-se aos mais de 600 mil empreendedores inteligentes e seja o primeiro a receber as nossas novidades e dicas!