Entenda o que é GMV e qual a importância para seu negócio

Sobre o que estamos falando?

  • O cálculo do GMV - Gross Merchandise Volume, ajuda a encontrar o valor da receita gerada em vendas através canais digitais, como sites, e-commerces e marketplaces, considerando em um período de tempo específico;
  • Outros indicadores, como a taxa de conversão, ticket médio, Custo de Aquisição do Cliente - CAC, Tempo Gasto no Site e Net Promoter Score - NPS também são importantes. Entenda como fazer os cálculos;
  • A Conta Azul integra os setores mais importantes do seu negócio. Com essa plataforma online, o seu financeiro, a contabilidade, as vendas, o fluxo de caixa e o estoque ficam concentrados em único lugar e você acessa todos esses dados com apenas um clique.

Experimente grátis a Conta Azul!

 

 

Se você trabalha com e-commerce, provavelmente já deve ter ouvido falar em GMV, Gross Merchandise Volume, que em português significa Volume Bruto de Mercadoria. Você conhece esse conceito? Sabe a importância que essa métrica tem para seu negócio? Chegou a hora de aprender!

Veja a seguir para que serve, como calcular, que tipo de empresa pode utilizar o GMV  e como tornar mais fácil sua gestão de mercadorias! 

Nesse artigo, você vai descobrir:


gmv-entenda-o-que-e-e-como-calcular-1

O que é GMV? 

GMV é uma métrica que se aplica ao varejo on-line, ou seja, as vendas pela internet e ajuda as empresas a identificarem quanto de receita foi gerado pelos seus canais digitais em um período de tempo específico. 

Digamos que você tem uma loja virtual de roupas masculinas e, durante um mês, vendeu 30 peças de roupas, a R$ 10,00 cada uma.

O GMV é quanto essas 30 peças representam em valor monetário ou receita bruta. Assim:

30 peças de roupas x R$ 10,00 = R$ 300,00

Seu GMV nesse mês foi de R$ 300,00. Porém, desse valor ainda será descontado os outros custos e despesas da empresa, como pagamento da internet e as embalagens para entrega. 

Por que o GMV é uma métrica importante para o meu negócio? 

Conhecer o GMV é importante para o negócio, pois indica o desempenho das suas vendas em determinado canal digital, seja site, e-commerce, marketplace e até nas redes sociais.

O cálculo do GMV é feito em reais ou dólares, facilitando a comparação com a receita total do mês anterior ou de outros períodos. 

GMV não é a mesma coisa que CMV - Custo da Mercadoria Vendida. Afinal, essa métrica visa descobrir quanto foi gasto, ou seja, quando de despesa se obteve para produzir ou guardar determinada mercadoria.  

No final, é muito importante conhecer as duas métricas, justamente para que se possa estabelecer um equilíbrio entre elas e encontrar uma forma saudável de obter lucro. Mas na prática, não confunda. É interessante calcular as duas separadamente.

Como calcular o GMV?

Não existe uma forma única de calcular e as empresas podem definir algumas variáveis, mas em geral, parte-se do seguinte raciocínio:

Preço de venda (ou seja, preço ao consumidor, não o custo) x Volume de itens vendidos = GMV

Observe que assim você obtém uma receita bruta sobre o que foi vendido. Por esse indicador, é possível ter boa noção do quanto o e-commerce movimenta.

Imagine um e-commerce que tem o custo de R$ 100 por produto. Caso tenha vendido 1.000 peças em 1 mês, pode-se dizer que o GMV daquele mês é de R$ 100.000,00.

Outros indicadores a serem analisados juntamente com o GMV 

Além do GMV, outros fatores importam bastante para uma melhor gestão e devem ser analisados em conjunto.

Vale lembrar que trabalhar com indicadores é algo extremamente estratégico e necessário para ter parâmetros de ação nas empresas. Sem ter indicadores financeiros confiáveis, fica impossível saber se o negócio está caminhando bem.

Abaixo elencamos os principais deles, que devem ser vistos juntamente com o GMV:

Taxa de conversão

A taxa de conversão não se refere exatamente a valores, mas principalmente à quantidade de pessoas que compraram da sua empresa ou fizeram outra ação estimulada por você, como preencher um formulário por exemplo. 

No Marketing Digital, essas pessoas que estão mais propensas a consumir o seu produto ou serviço, ou seja, potenciais clientes, são chamadas de leads.

Porém, vale lembrar que existe uma diferença entre atrair essas pessoas, ou leads e a conversão. 

Atrair leads é chamar atenção de potenciais consumidores para o negócio. Mas convertê-los significa, de fato, a venda ou fazê-los se tornar parte de uma base de contatos predisposta a receber algo seu.

Para calcular a taxa de conversão, é comum aplicar a seguinte lógica: nº de pessoas que se cadastraram para receber ofertas /nº de visitantes de um site x 100.


Converter clientes, por outro lado, é fechar negócios em si. Se estivermos falando de taxa de conversão de clientes, portanto, a mesma referência é aplicada, porém substituindo o número de pessoas que se cadastraram por clientes (quem comprou de fato) e o número de visitantes por leads concretos.

Ticket médio

O ticket médio é basicamente o valor que em média cada cliente ou tipo de cliente consome. Pode se referir também ao valor médio das vendas.

Para encontrá-la, a deve-se  basicamente dividir o total de vendas pelo número de itens ou de pedidos.

Imagine o seguinte: se um cliente gastou no total R$ 300 e comprou 10 itens, seu ticket médio com a empresa é 30 (300/10).

Custo de aquisição do cliente (CAC)

Essa métrica se refere a quanto sua empresa tem de custo para adquirir um cliente. Mas como assim? Pense que para conquistar mais clientes, você decida investir em campanhas de marketing. 

Nela, se soma os custos com campanhas (ex: R$ 500) dividindo-se pela quantidade de clientes que se conquistou. Nesse caso hipotético, se houver conquista de 10 novos clientes, esse custo é de R$ 50,00 por cliente.

Ao compará-lo com o ticket médio dos clientes, é possível entender se esse custo é mais ou menos razoável ou não. Com isso, pode-se otimizar os esforços.

Viu só como as métricas se interligam? 

Tempo gasto no site

Esse indicador, que pode ser dado por meio de ferramentas analíticas que medem a experiência do usuário dentro do site, é fundamental para compreender se o que a empresa está mostrando é interessante para o consumidor.

Um indicador baixo pode sugerir que ela precisa implementar melhorias. Tais ajustes podem acontecer tanto na navegabilidade, quanto no portfólio.

Net Promoter Score (NPS)

Por fim, essa é uma métrica de lealdade e está mais ligada ao nível de satisfação dos clientes, ajudando a entender se eles estão propensos a continuar comprando na sua empresa ou não. 

Basicamente, o NPS calcula essa probabilidade considerando uma escala de 0 até 10. E, conforme a nota que um cliente dá a sua empresa, ele pode ser classificado como:

  • Cliente promotor (notas 9 ou 10): falam bem da sua empresa e indicariam o seu negócio para outras pessoas;

  • Cliente neutro (7 e 8): não recomendam o seu negócio, mas também não falam mal da sua empresa;

  • Cliente detrator (notas entre 0 e 6): falam mal e não recomendam sua empresa devido a alguma experiência ruim.  

 

gmv-entenda-o-que-e-e-como-calcular-2

Precisa de ajuda com a Gestão de Mercadorias? A Conta Azul pode te ajudar!

Agora que você entendeu o que é GMV, deve estar se perguntando como essa métrica pode ajudar a melhorar a gestão do seu negócio no dia a dia. 

Para começar, cuidar da gestão de suas mercadorias é extremamente relevante para garantir um bom giro de produtos e a disponibilidade ideal para as vendas crescerem. Melhorias implementadas com base em todos esses indicadores podem levar a um aumento de demanda. 

Mas, se não houver uma boa gestão das mercadorias, considerando a quantidade e o estoque, toda a logística pode ficar comprometida, o que também é um ponto de atenção para o negócio.

Por essa razão, a Conta Azul é a melhor opção para te ajudar a lidar com esse e outros desafios! 

Com a plataforma da Conta Azul, todas as informações relacionadas ao seu financeiro, contabilidade, vendas, fluxo de caixa e estoque ficam concentradas em um único lugar. 

Tudo de forma online e, com apenas um clique, você tem acesso a todos os dados referentes às entradas e saídas da sua empresa. Assim, tomar decisões e identificar oportunidades de melhoria fica muito mais fácil, concorda? 

Conseguiu entender e gostou da ideia de ter mais controle sobre a sua gestão de mercadorias, para melhorar seus processos? Que tal experimentar grátis a Conta Azul grátis a Conta Azul e descobrir como podemos  trazer muito mais simplicidade para as tarefas?


Aplicativo Conta Azul de Bolso da Conta Azul na Apple Store para IPhones

 

 

 

 

 

 

 

Newsletter

Quer ter acesso a
materiais gratuitos?