Check-up da gestão financeira para clínicas de saúde

A gestão financeira ainda é uma dor de cabeça para sua clínica de saúde? Veja como controlar o dinheiro e conquistar melhores resultados.

A gestão financeira para clínicas de saúde ainda é uma dor de cabeça em muitos estabelecimentos da área. 

Afinal, os gestores costumam ser formados na área médica, e nem sempre têm conhecimento em empreendedorismo e negócios.

Em meio a tantos prontuários, guias, contratos, laudos e diversos dados de pacientes, a gestão financeira se torna ainda mais desafiadora — e fundamental para que o negócio cresça e prospere.

Então, será que você está no controle do seu dinheiro ou precisa rever processos?

Este checklist (ou seria um check-up?) vai ajudar no diagnóstico e na busca de soluções para a sua clínica.

Organização nas finanças é sinônimo de sucesso  Preparamos um guia para você não se perder nas finanças Baixar o guia agora

A importância da gestão financeira para clínicas de saúde

A gestão financeira para clínicas de saúde é o que garante a sustentabilidade dos negócios e a qualidade dos serviços para os pacientes.

Afinal, como em qualquer outro segmento, os estabelecimentos médicos precisam garantir o equilíbrio das contas e controlar seus custos e ganhos para lucrar no fim do mês. 

Atualmente, o Brasil é o 8º maior mercado de saúde do mundo, responsável por quase 9% do PIB do país, de acordo com dados do Ministério da Saúde publicados no Terra. 

Anualmente, o setor movimenta aproximadamente R$ 20 bilhões e garante empregos para cerca de 12 milhões de profissionais. 

Porém, um dos maiores desafios dos estabelecimentos de saúde no Brasil é justamente a eficiência operacional e gerencial.

Na opinião do fundador da healthtech iClinic, Felipe Lourenço, a maior parte dos consultórios e clínicas médicas brasileiros parou no tempo em três aspectos fundamentais: gestão financeira, marketing médico e gestão da qualidade e fidelização de pacientes.

Em entrevista ao Saúde Business, ele afirma que os profissionais da saúde “sofrem” quando o assunto é gestão, e defende que os negócios da saúde busquem mais competitividade

Além disso, ressalta o sucesso das grandes redes de clínicas que miram nas classes mais baixas, como a Dr. Consulta, que já conta com cerca de 50 unidades e aposta em um modelo de negócio escalável. 

Então, será que sua clínica também está falhando na gestão das finanças e perdendo espaço no mercado?

É o que vamos descobrir agora.

Organização nas finanças é sinônimo de sucesso  Preparamos um guia para você não se perder nas finanças Baixar o guia agora

Checklist da gestão financeira para clínicas de saúde

Se a gestão financeira para clínicas de saúde parece desafiadora, vamos ajudar você a se organizar com um checklist.

Confira nossas dicas para controlar melhor suas finanças.

1. Acompanhe o fluxo de caixa

O primeiro passo para garantir uma gestão financeira para clínicas de saúde eficiente é acompanhar de perto o seu fluxo de caixa.

Isso significa monitorar as entradas e saídas diariamente e semanalmente, prestando atenção às datas de pagamentos e recebimentos. 

Para isso, é importante realizar a conciliação bancária, que consiste em comparar os registros do caixa com as movimentações na conta corrente da clínica.

2. Controle os custos

O controle de custos também é fundamental para garantir que seus ganhos sejam superiores aos gastos.

Por isso, toda e qualquer despesa precisa ser contabilizada, desde o aluguel do espaço da clínica até os papéis utilizados para as receitas médicas. 

Existem dois tipos principais de custos:

  • Custos fixos: são aqueles que não variam conforme o movimento da clínica, como aluguel, salários de colaboradores e serviços de internet
  • Custos variáveis: são aqueles que aumentam ou diminuem conforme o volume de serviços prestados no período, como a conta de energia, materiais de consumo, comissões de exames, etc. 

Lembrando que o objetivo é buscar formas de reduzir os custos e aumentar a eficiência.

3.  Utilize o padrão TISS

O faturamento TISS (Troca de Informação de Saúde Suplementar) padroniza a coleta e análise de dados nas clínicas, permitindo a geração eletrônica de guias de procedimentos e consultas.

Desde que a ANS estabeleceu esse padrão, a troca de informações com as clínicas e convênios ficou muito mais fácil, evitando erros e agilizando os processos de liberação.

Para a clínica, é uma forma segura de garantir o pagamento pelos serviços prestados e unificar as informações dos pacientes em um único arquivo. 

4. Controle o estoque

As clínicas também contam com um estoque complexo de materiais e insumos, que devem ser cuidadosamente armazenados, registrados e controlados.

Quanto mais organizada for essa área, mais fácil será planejar as compras e acompanhar a movimentação dos itens, evitando problemas como desperdício, falta de produtos ou acúmulo de itens parados.

O ideal é trabalhar com o mínimo possível de estoque, que seja suficiente para atender às demandas da clínica e manter somente o necessário conforme o giro do negócio. 

5. Gerencie os repasses e comissões

Os repasses e comissões exigem atenção nas clínicas médicas, pois há várias regras específicas para profissionais e prestadores de serviços.

Por isso, você precisa controlar esses valores junto às contas a pagar e a receber, registrando as porcentagens de cada profissional ou empresa como custos variáveis. 

6. Automatize com a tecnologia

Com tantos dados envolvidos na gestão financeira para clínicas de saúde, você precisa de uma solução tecnológica para agilizar os processos.

Afinal, já imaginou ter que monitorar cada entrada e saída do caixa por meio de planilhas, e ainda cuidar de todos os orçamentos, contratos, boletos e notas fiscais?

É praticamente impossível, considerando a complexidade de uma clínica médica e o rigor dos processos ao lidar com a saúde dos pacientes.

Por isso, uma solução completa e 100% online como a Conta Azul pode ser a melhor solução para integrar vendas, faturamento, cobrança e estoque.

Trata-se de uma plataforma aliada do seu negócio que contém módulos específicos para controle financeiro, emissão de notas fiscais, controle de estoque e gestão de serviços. 

Com ela, você pode automatizar tarefas e acompanhar suas finanças em tempo real, com direito a conciliação bancária e integração com o seu contador. 

Além disso, pode gerar relatórios completos para conferir o balanço do seu negócio e conferir se está tendo lucro ou prejuízo.

Se você quer superar o estigma da má gestão na área da saúde, esse pode ser o atalho para assumir o controle das suas finanças

Experimente o ContaAzul  Organize e faça a gestão financeira da sua empresa com o ContaAzul Experimente grátis

E aí, já completou nosso checklist?

Então deixe um comentário sobre os desafios da gestão financeira nas clínicas médicas.

Quer ter acesso a
materiais gratuitos?

 
<https://cta-service-cms2.hubspot.com/ctas/v2/public/cs/c/?cta_guid=50ebdc92-329a-40a1-9caf-fa81543a8adc&placement_guid=2fe57723-5fb5-47c5-b9eb-e06d10883d31&portal_id=652034&redirect_url=APefjpH-sJodulB40LkLn3KOdjabGsRQrvD-UzG_-mxgFGYOQY7Pax91wMczwqC9tjy6OjwX00HU_Bo7PUPMr5BIKOv40gMMcHS86PIGVrS7qRooJBOJ-7oexC4LmqeY82ilgISiw_vgWj_M6UrXXz1MrtJWPp1fCkV3L8k9Z1TtKD_8zvHbHbmBJ-eUK8zfoV_QfTmHP_eg4dFVeSu30yynTNlUDR2aWCt8pi1edP5oHylON5s64GfVFnCwR305nirbsqyzLULbK7y2JSzUtMlN7fQ4XNMBWGbmU8axTsYxArQmFT5Bef95SSu6-RPgLNW5AplENu_zmV3QuRJ6K_Gd5RpBPj09UQ&hsutk=69c6ede4c71301f633be694182efeb4b&canon=https%3A%2F%2Fblog.contaazul.com%2Fo-que-e-pro-labore-ab&click=2a99f1b9-eb95-4503-bbbb-7be3d73be873&pageId=5442744710&__hstc=99675841.69c6ede4c71301f633be694182efeb4b.1512590389679.1512590389679.1512647250062.2&__hssc=99675841.7.1512647250062&__hsfp=1187972499>  <https://experimente.contaazul.com/controle-financeiro/>   ContaAzul é o sistema de gestão online  para você organizar sua empresa   <https://experimente.contaazul.com/controle-financeiro/>  Quero Saber Mais  <https://experimente.contaazul.com/controle-financeiro/>   Experimente Grátis <https://contaazul.com/cadastro/>