Entenda a diferença entre Markup e margem de lucro

Sobre o que estamos falando?

  • A margem de lucro é um percentual e o markup é um indicador. Ambos ajudam o empreendedor a precificar produtos e/ou serviços de forma assertiva;
  • Na prática, o markup indica a porcentagem que se deve aplicar ao preço de venda para manter a margem de lucro esperada. Para calcular corretamente esses percentuais, é necessário analisar alguns dados do negócio;
  • Com a Conta Azul Pro, em poucos cliques, você tem acesso a tudo que precisa para calcular estes e outros indicadores importantes da empresa. Conheça a plataforma e teste grátis!

Experimente grátis a Conta Azul!

 

 

Sabia que ao invés de lucrar, o empreendedor pode estar tendo prejuízos por causa de uma precificação errada? Diferente do que muitos pensam, definir os preços de venda ou prestação de serviços não se resume apenas a aplicar um percentual sobre os custos. Então, se você está fazendo esses cálculos, está na hora de conhecer a diferença entre margem de lucro e markup. 

Isso porque, enquanto a margem de lucro diz respeito à porcentagem de lucro esperada, o markup está relacionado à manutenção desse percentual, mesmo diante do aumento dos custos da produção.

Conhecendo ambos os conceitos e aplicando as fórmulas, a sua porcentagem de lucro estará sempre garantida, definir e ajustar os seus preços de venda será muito mais fácil. Quer entender melhor esses conceitos e as diferenças entre cada um? Continue lendo! 

Preparamos os seguintes tópicos:

Por que entender a diferença entre Margem de Lucro e Markup?

Como já dissemos, os custos da produção de execução dos serviços não são suficientes para fazer uma precificação adequada. No início da empresa, essa conta pode até fechar, mas, com o passar do tempo, será necessário definir os preços de uma forma mais profissional. 

Para isso, é indispensável entender os conceitos de markup e margem de lucro. Afinal, somente assim você conseguirá identificar qual cálculo é interessante aplicar na sua empresa, ou até mesmo os dois.

Imagine um restaurante que precisou ajustar o preço do quilo do self-service devido à alta dos custos dos alimentos. O dono, Seu Manoel, não abre mão da sua margem de lucro de 20%, no entanto, não sabe muito bem quanto deve aumentar. 

O cálculo do markup fornece essa resposta, enquanto a margem de lucro pode ser estudada a fim de verificar se faz sentido ou não manter este percentual.

No próximo tópico, entenda melhor os dois conceitos e veja como calculá-los. 

Entenda os conceitos 

 

Margem de Lucro

A margem de lucro, como o próprio nome já diz, é a porcentagem de lucro que se deseja alcançar com as vendas de um produto ou serviço, após retirados os custos da produção. Para calcular esse percentual, o empreendedor pode utilizar a fórmula: 

Margem de lucro = Lucro bruto/vendas x 100 - lembrando que o lucro bruto é equivalente ao valor das vendas menos os custos totais.

Vamos ao exemplo do restaurante do Seu Manoel, que vendeu R$ 10.000,00 no último mês e seus custos totais (despesas fixas + variáveis) foram R$ 3.000,00. Primeiro, calculamos o lucro bruto:

Margem de lucro = Lucro bruto/vendas x 100

  • Lucro bruto = Receitas - menos custos totais;

  • Lucro bruto = R$ 10.000 - R$ 3.000,00;

  • Lucro bruto = R$ 7.000,00.

Agora, aplicamos a fórmula da margem de lucro:

Margem de lucro = Lucro bruto/vendas x 100

  • Margem de lucro = R$ 7.000/ R$ 10.000,00 x 100;

  • Margem de lucro = 0,7 x 100;

  • Margem de lucro = 70%.

Isso quer dizer que, a cada refeição que Seu Manoel vende, ele tem um lucro de 70%. 

É importante lembrar que a margem de lucro incide diretamente na precificação. Dessa forma, é necessário considerar outros fatores além das fórmulas apresentadas para definir os preços dos produtos ou serviços.

Um deles é o valor praticado pelos concorrentes no mercado. Afinal, preços muito altos ou muito baixos podem deixar os clientes receosos, principalmente se eles não enxergarem os motivos para tamanha diferença. 

Saiba como calcular a margem de lucro de um produto e da empresa.

Markup

Markup é um indicador utilizado para a precificação de produtos e serviços. Por considerar as despesas e a margem de lucro esperada, acaba sendo uma excelente saída para definir os preços de maneira mais assertiva. A fórmula do markup é:

 100/100 – (%DF + %DV + ML) X 100

Onde: 

  • % DP são as despesas fixas, como aluguel;

  • % DV são as despesas variáveis, como fretes e comissões; 

  • ML é o percentual da margem de lucro.

Calculando o markup, você encontrará um índice. Esse deve ser aplicado na fórmula abaixo, a fim de encontrar o preço de venda:

Preço de venda (PV) = Custos de produção (em R$) x Markup

Aqui, vale lembrar que os custos da produção, diferente da fórmula do markup, não são percentuais e sim, o valor total em dinheiro que se gasta para produzir uma única unidade do produto ou prestação de um serviço. Vamos para um exemplo?

Considere o mesmo restaurante. Para calcular o preço da venda com base no markup, Seu Manoel começou separando os percentuais do lucro bruto referente às despesas fixas e variáveis. Ele observou os seus concorrentes e baixou a margem de lucro para 20%. 

Assim, temos:

  • Percentual das despesas fixas: 30%;

  • Percentual das despesas variáveis: 5%;

  • Margem de lucro: 20%.

Depois, aplicou a fórmula do markup:

 100/100 – (DF + DV + ML) x 100

  • Markup = 100/100 - (30% + 5% + 20$) x 100;

  • Markup = 100/100 - 55;

  • Markup = 1/55 x 100;

  • Markup = 0,018 x 100;

  • Markup = 1,81.

Com um markup de 1,81, chegou a hora de aplicar a fórmula do preço de venda:

Preço de venda (PV) = Custos de produção (em R$) x Markup

Então:

  • PV = R$ 30,00 x 1,81

  • PV = R$ 54,00

Isso significa que, para que o Seu Manoel tenha uma margem de lucro no seu restaurante self-service de 20%, considerando os custos atuais, o quilo da refeição deverá custar R$54,00.

Margem de lucro ou markup: qual escolher?

Agora que você já conhece esses dois formatos de precificação, deve estar se perguntando: qual deles eu posso aplicar na minha empresa?

Tanto a margem de lucro quanto o markup são índices importantes para definir uma precificação adequada. Isso porque, enquanto markup considera os custos fixos e variáveis, a margem de lucro observa outros fatores, como preço praticado no mercado.

Unindo os dois, você terá uma precificação adequada, afastando os riscos de prejuízos por não considerar os custos de produção ou então pela perda de clientes devido a um preço alto demais. 

Já pensou em como seria fácil calcular a margem de lucro e o makup com as informações na palma da mão? Clique aqui para experimenta de graça a Conta Azul Pro!

Bônus: principais erros para evitar na hora de fazer a precificação

Para calcular a margem de lucro e o markup corretamente, além de aplicar as fórmulas, o empreendedor deve evitar alguns erros. Confira os principais. 

Confundir lucros

Para calcular a margem de lucro e o markup é indispensável conhecer as diferenças entre os tipos de lucro

O lucro bruto corresponde ao valor total das vendas em determinado período, sem retirar os custos de produção. Já o lucro líquido é justamente o oposto: trata-se da receita menos a soma das despesas fixas e variáveis. 

Para você entender melhor, vamos a um exemplo: imagine uma loja de roupas online que vendeu dentro de um mês R$ 20.000,00. Esse valor podemos chamar de lucro bruto.

Após a proprietária subtrair os valores referentes aos custos, internet e aluguel de um espaço para estoque, restou R$ 18.000,00. Agora, esse valor corresponde ao lucro líquido de fato. 

Usar somente um cálculo

Como já mencionamos, a margem de lucro e o markup são complementares. Dessa forma, optar por um ou outro não é tão interessante. A saída é uma só: usar ambos os cálculos para encontrar um preço rentável.

Utilizar períodos diferentes

Para obter resultados precisos ao calcular a margem de lucro e o markup, sempre utilize os mesmos períodos para os cálculos

Ou seja, se você está considerando o período de um mês para calcular a margem de lucro, use o mesmo para o markup. 

Copiar preços

Nunca copie os preços dos concorrentes. Afinal, seus produtos e serviços são únicos e possuem diferenciais. 

Ao fazer isso, o empreendedor se equipara aos concorrentes e ainda arrisca sofrer prejuízos, considerando o fato de que o seu modo de produção ou prestação de serviços seja diferente. 

Como agregar valor ao seu serviço com produtos relacionados

Esquecer de usar recursos tecnológicos

Controlar as vendas em planilhas do Excel ou anotações manuais é bem arriscado para a saúde financeira de qualquer negócio. Para evitar os erros, devido ao controle manual, usar uma plataforma de gestão é fundamental

Confira no próximo item como a Conta Azul Pro otimiza não só o financeiro, bem como outros processos da sua empresa. 

A Conta Azul Pro é a tecnologia certa, independente do índice escolhido

Como falamos no início desse conteúdo, para calcular a margem de lucro, o markup e outros indicadores, é essencial verificar os dados reais do negócio. Sem eles, o empreendedor terá dificuldade em fazer esses cálculos tão importantes. 

O resultado: preços mal calculados e prejuízos, mas, com a Conta Azul Pro, em poucos cliques, você acessa todas as informações importantes da sua empresa, emite relatórios detalhados e ainda pode gerenciar o negócio de ponta a ponta!

A Conta Azul Pro é para o empreendedor que está começando agora ou para quem já está no mercado. Os principais benefícios dessa plataforma de gestão completa são:

  • Monitoramento das vendas e do estoque em tempo real;

  • Cadastro completo de produtos e serviços, desde o nome até o preço de custo; 

  • Emissão descomplicada de notas fiscais e envio ao contador sem precisar de malotes;

  • Conciliação das vendas e fiscal automática. Com isso, você não se perde mais no extrato bancário;

  • Controle total das contas a pagar e a receber, afastando as multas por atraso;

  • Geração de relatórios fáceis de entender, de todos os setores;

Conte com uma plataforma de gestão moderna para gerenciar a sua empresa. 

Clique aqui para testar grátis a Conta Azul Pro e conhecer todas essas facilidades, na prática!

Leia mais

Newsletter

Faça agora a gestão financeira do
seu negócio em um único lugar