Minha empresa só fica no vermelho. Como recuperar os lucros?

1 Comentário Publicado:  Assunto: Controle Financeiro

Minha empresa só fica no vermelho. Como recuperar os lucros?

A abertura de uma empresa é o sonho de muitas pessoas, e várias delas conseguem realizá-lo. Nada, nem ninguém, pode garantir o sucesso de um empreendimento ou que ele vai se recuperar se o empresário falhar. Você pode ter o melhor produto no mercado errado, estar no mercado ideal sem um produto competitivo ou até mesmo ter o melhor produto no mercado ideal, mas no momento errado.

DRE Gerencial do ContaAzul: Comece agora

Mesmo para aqueles que conseguem abrir sua empresa e sobreviver às dificuldades do início, os primeiros anos são cruciais e um tanto quanto difíceis. A maioria das empresas fecha nos dois primeiros anos. Isso é um sintoma do mercado que muitas vezes não reflete a vontade ou a ambição dos empreendedores.

Ao perceber que as coisas não vão bem, os empreendedores costumam entrar em pânico. Misturam decisões racionais com a emoção, envolvem a família, amigos, outros sócios e bancos, procurando uma solução quase desesperada para a grave situação. Mas como melhorar a situação de uma empresa que não está indo bem?

Mantenha os gastos sobre controle para recuperar o fôlego

A situação de constante prejuízo dentro de uma empresa pode ser causada, basicamente, por dois motivos: excesso de gastos e baixo faturamento.

Muitos empreendedores acreditam que a solução para este problema é aumentar os ganhos da empresa, mas isso pode agravar a situação. Isso se deve ao fato de que muitas empresas entram em crise por estarem mal estruturadas operacionalmente: gastam mais do que devem, desperdiçam recursos e não administram corretamente o fluxo de caixa.

Dessa forma, a primeira atitude após uma série de prejuízos é organizar as finanças, reestruturar as operações, otimizar os processos e cortar o máximo de gastos possível. Invariavelmente, algumas demissões serão necessárias. Apesar de parecer um clichê, é mais importante o quanto sua empresa gasta, não o quanto fatura.

Por outro lado, o corte de gastos não pode, ou pelo menos não deve, afetar a qualidade do produto ou da prestação de serviço. Quando você enxugar suas contas ao máximo são eles que te ajudarão a se reerguer. Se a qualidade diminuir é provável que você perca clientes, gerando outros gastos para adquiri-los mais tarde.

Cuidado com as tentações

Atualmente, a economia brasileira favorece o endividamento. Tanto para a pessoa física, quanto para a pessoa jurídica, é mais fácil conseguir crédito com bancos e financeiros. Esse dinheiro pode ajudá-lo a se reestruturar se usado com inteligência. Muitos empreendedores caem na tentação de pegar empréstimos para investir em marketing tentando alavancar as vendas, causando rombos no fluxo de caixa da empresa.

Antes de entrar em um banco à procura de dinheiro, é preciso estudar qual a melhor linha de crédito para a sua empresa. Muitos bancos podem emprestar dinheiro para giro de capital a juros mais baixo, enquanto outros podem “comprar” suas dívidas com fornecedores, cobrando mais tarde com juros e prazos melhores. Novamente, use esse dinheiro como aliado na sua empresa e não o transforme em mais um problema.

Independentemente da forma que você tentará livrar sua empresa dos prejuízos, todas elas passam por uma reestruturação das operações. Apenas com essa nova organização, seja na forma de demissões, contratações ou até o uso de novos softwares de gestão, é que você evitará que seu sonho se torne um pesadelo.

Como você gerencia os altos e baixos da sua empresa? Aproveite os comentários para contar sua história!

Marcio Roberto Andrade
Sobre o autor

Controller na ContaAzul. Tem formação nas áreas de Computação, Gerenciamento de Projetos e Gestão Financeira, além das certificações PMP pelo PMI, ITIL Foundation pelo EXIN e Microsoft Certified Professional.

MUDANDO UM POUCO DE ASSUNTO

1 Comentário
 
Black Friday ContaAzul
 
newsletter

Junte-se a mais de 800 mil donos de negócios:
receba nossas novidades e dicas sobre controle financeiro e gestão!

2 minute read