Emitir Nota Fiscal em Curitiba: como funciona, consulta, cálculo do ISS, alíquotas e mais

Você é um empreendedor e precisa saber como emitir nota fiscal em Curitiba? Então esse texto foi feito para você! Afinal de contas, sabemos que cada município tem suas especificidades e é muito importante ficar atento aos deveres e obrigações voltados ao fisco.

Para empreendedores que têm seus negócios estabelecidos na capital paranaense, vale a pena conferir quais são as opções de notas fiscais que o município permite, como funciona sua emissão, como consultar, como calcular o ISS e mais.

Neste conteúdo, você vai conferir os seguintes assuntos:

    • Quais são os tipos de notas fiscais em Curitiba?
    • Como emitir nota fiscal em Curitiba?
    • Emitindo nota fiscal de serviços eletrônica em Curitiba
    • Emitindo nota fiscal de produto eletrônica em Curitiba
    • Como calcular o ISS ao emitir nota fiscal em Curitiba?
    • Alíquotas ao emitir nota fiscal em Curitiba
    • Como acessar o ISS ao emitir nota fiscal em Curitiba?
    • Como cancelar nota fiscal em Curitiba?
    • Como consultar nota fiscal em Curitiba?
    • Ganhe agilidade e eficiência com a Conta Azul, emissora de notas fiscais eletrônicas

Emita Notas Fiscais de sua empresa dentro de um sistema de gestão para evitar erros

Vale destacar que todo CNPJ que oferece produtos ou serviços ao público possui a obrigatoriedade de emitir nota fiscal, independentemente do tamanho e da área de atuação da empresa.

A emissão é algo muito simples, ainda mais ao contar com uma empresa emissora de notas fiscais como a Conta Azul como parceira para auxiliar em qualquer questão relacionada ao assunto.

Esse documento é muito importante para evitar problemas com as leis que regulamentam as empresas do Brasil.

Por isso, se você quer saber um pouco mais como evitar problemas e ficar por dentro das nuances relacionadas à emissão desse tipo de documento fiscal, confira esse conteúdo que preparamos para você.

Quais são os tipos de notas fiscais em Curitiba?


Antes de qualquer coisa, é importante saber quais são os tipos de notas fiscais existentes e, consequentemente, quais delas acabam fazendo parte do dia a dia das empresas curitibanas que precisam emiti-las.

Os principais tipos de notas fiscais que podem circular por Curitiba são:

  • NF-e (Nota Fiscal de Produtos ou Mercadorias Eletrônica);
  • NFS-e (Nota Fiscal de Serviços Eletrônica);
  • NFC-e (Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica);
  • NFA-e (Nota Fiscal Avulsa Eletrônica);
  • Nota Fiscal Complementar;
  • Nota Fiscal Denegada;
  • Nota Fiscal Rejeitada;
  • Nota Fiscal de Exportação;
  • Nota Fiscal de Remessa.

Além disso, você também pode ouvir falar sobre outros tipos de documentos fiscais. Por exemplo:

  • CT-e (Conhecimento de Transporte Eletrônico);
  • CF-e (Cupom Fiscal Eletrônico);
  • MF-e (Módulo Fiscal Eletrônico);
  • MDF-e (Manifesto de Documentos Fiscais Eletrônicos).

Guia de nota fiscal eletrônica para leigos  Preparamos um guia para você entender o que é uma nota fiscal eletrônica Baixar o guia agora

Como emitir nota fiscal em Curitiba?


Antes de tudo, você precisa saber que a cidade de Curitiba possui um dos processos menos burocráticos para realizar a emissão da nota fiscal.

Para você que possui seu negócio localizado em Curitiba, não deixe de conferir as opções de notas fiscais permitidas. 

Confira os principais canais para emissão de notas na capital do Paraná: 

1. Página da prefeitura de Curitiba


Para emitir uma nota fiscal através do Portal da Prefeitura de Curitiba, primeiramente você deve se cadastrar no portal do município. Para isso, você precisará da AEDF-e, ou seja, a Autorização para Emissão de Documentos Fiscais Eletrônicos, também obtida no portal da prefeitura.

Dessa forma, antes de realizar seu cadastro no sistema ISS Curitiba, você deve solicitar a AEDF-e. Após preencher os campos necessários, será gerado um formulário.

Caso você já tenha cadastro no sistema, basta apenas informar seu login e senha. Mas se esse não for o seu caso, clique em "novo usuário" e insira o CNPJ, CPF ou Inscrição Municipal.

Então, com o formulário em mãos, você deverá comparecer à Secretaria Municipal de Planejamento, Finanças e Orçamento, que fica na Avenida Cândido de Abreu, 817, no Centro Cívico de Curitiba.

Esse documento só será aceito se for entregue junto com o Contrato Social da sua empresa, firma reconhecida, CPF e RG. O horário de atendimento da secretaria é de segunda a sexta, das 8 da manhã até às 5 da tarde.

O prazo máximo de liberação é de 30 dias a partir da data de emissão, após isso, com o seu cadastro regularizado, você poderá acessar o portal da prefeitura para emitir a nota fiscal eletrônica.

2. Sistema SEFAZ


Empresas curitibanas podem também utilizar o sistema que a Secretaria de Estado da Fazenda disponibiliza de maneira completamente gratuita.

Para isso, basta fazer o download do Emissor de NF-e que a SEFAZ disponibiliza e começar a emitir as suas notas fiscais.

No entanto, devemos destacar que o sistema por vezes apresenta falhas, gerando indisponibilidade da plataforma e, consequentemente, prejuízos para o empreendedor.

3. Microempreendedor Individual (MEI)


O Microempreendedor Individual Curitibano que deseja emitir sua Nota Fiscal de Serviço, pode optar pelo sistema eletrônico ISS de Curitiba ou então pela nota convencional, realizada através de bloco.

Vale ressaltar que seja qual for a forma que o MEI optar, a emissão de Notas Fiscais só pode ser feita por prestadores de serviço que tenham Alvará com Inscrição Municipal válido na cidade de Curitiba.

4. ERP Conta Azul


Ao optar por um software de emissão de notas fiscais, o empreendedor e o profissional de contabilidade têm mais auxílio para imprevistos ou dúvidas que possam surgir.

Além disso, um software especializado garante melhores resultados para a empresa, uma vez que a companhia pode contar com uma emissão mais veloz e integrada com os seus diferentes setores. 

A Conta Azul é um ERP de gestão empresarial e financeira que, por meio da Conta Azul Pro, concentra todas as informações do seu negócio. Ou seja, integra todas as questões financeiras, fiscais e vendas em um só lugar, de forma 100% digital. 

Uma das principais funcionalidades da Conta Azul para empresas de Curitiba é o emissor de notas fiscais. Além de ser menos burocrático do que o emissor do governo, tem as seguintes vantagens:

  • Integração de NF com as vendas;
  • Integração de NF com as cobranças;
  • Integração de NF com o faturamento;
  • Certificado digital fácil de importar;
  • Emissão com Certificado A1;
  • Emissão com Certificado A3;
  • Envio de NF e DANFE por e-mail;
  • Entre outras.

Experimente gratuitamente agora e veja como a emissão de notas pela Conta Azul é simples!

Experimente ContaAzul: Sistema de Gestão para pequenas empresas que pensam grande

Emitindo NFS-e em Curitiba: prestações de serviços


De maneira geral, existem duas formas de emitir uma nota fiscal de serviço em Curitiba. Para facilitar a compreensão, fizemos um passo a passo de como fazer a emissão de cada uma delas:

Passo a passo para gerar Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e)

  • Antes de tudo, acesse o  ISS Curitiba;
  • Então, clique no botão de autorização, o “AIDF’s NF”; 
  • Acesse “Solicitar AIDF-e”;
  • Após isso, é só aceitar os termos da declaração;
  • Então confirme os dados cadastrados;
  • A partir do momento que tiver acesso ao Formulário de Requerimento, imprima e assine; 
  • Após isso, envie o formulário junto com uma cópia de algum documento para o e-mail: aidf@curitiba.pr.gov.br.

A análise dos documentos pode demorar até 5 dias úteis, mas assim que for concluída, o empreendedor já poderá emitir suas notas fiscais sem custo algum.

A prefeitura ainda disponibiliza um Manual de Emissão de Nota Fiscal Eletrônica para aqueles que possuem alguma dúvida relacionada à Nota Fiscal Eletrônica.

Passo a passo para Nota convencional (bloco)


Para aqueles que optarem pela nota tradicional, feita em blocos, o passo a passo funciona da seguinte maneira:

  • Primeiro acesse o  ISS Curitiba;
  • Então escolha uma gráfica que seja credenciada pela prefeitura, ou seja, que tenha uma senha eletrônica específica para este fim;
  • Somente a partir daí que você poderá encomendar a impressão dos blocos de nota fiscal;
  • Após a sua solicitação, a gráfica solicitará à Secretaria de Finanças a Autorização de Impressão de Documento Fiscal (AIDF);

Nesse caso, quem tiver dúvidas, também  pode obter atendimento pelo e-mail aidf@curitiba.pr.gov.br.

Emitindo nota fiscal de produto em Curitiba: vendas de mercadorias


Apesar de existirem duas maneiras de emitir notas fiscais relativas às vendas de produtos ou mercadorias em Curitiba, a mais indicada é a eletrônica.

Afinal de contas, como vivemos em um mundo em que o digital já é uma realidade para a população, utilizar a Nota Fiscal eletrônica gera mais benefícios tanto para o empreendedor, quanto para os consumidores.

Isso porque, através dela há mais agilidade no processo de emissão e maior segurança para ambas as partes.

Além disso, o empreendedor que optar pela versão digital, pode economizar dinheiro e esforços com a impressão dessa nota e, também, não é preciso ter um determinado espaço para guardá-las.

Outro aspecto para se atentar é no que diz respeito à autenticação do certificado digital. Sem ele, a empresa não consegue emitir notas.

É muito importante que o empreendedor sempre se mantenha atualizado às novidades relacionadas à emissão de nota fiscal. Assim, é possível ter mais agilidade no seu dia a dia.

Com a plataforma da Conta Azul, você pode escolher a melhor forma de certificado digital para o seu negócio e ainda emitir notas fiscais sem nenhum problema, mesmo se o sistema da prefeitura de Curitiba, ou da Secretaria da Fazenda do Paraná estiverem instáveis.

Isso tudo, de maneira integrada com todos os setores da sua empresa e ainda em contato direto com o seu setor de contabilidade.

Como calcular o ISS ao emitir nota fiscal em Curitiba?


Antes de entender como calcular, você precisa saber que o ISS nada mais é do que o Imposto Sobre Serviços. Um tributo que quem presta serviços, seja profissionais autônomos ou então empresas, precisa emitir.

Conhecido também como ISSQN, ou seja, o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza demanda que quase todas prestações de serviços devam pagá-lo.

Os únicos casos em que não há a necessidade de pagamento desse imposto ocorrem quando presta-se o serviço fora do Brasil sem nenhuma incidência no território nacional.

A regulamentação do ISS é feita pela Lei Complementar 116/2003, que traz uma grande lista de atividades em que é preciso pagar o imposto.

Elas vão desde serviços de comunicação, programação, terapia, advocacia, veterinária e até no caso de franquias.

Vale lembrar que, a alíquota válida é aquela do prestador do serviço, em outras palavras, aquela cidade em que ele se cadastrou. A única forma de pagar a alíquota em outra cidade, é se ela exigir retenção de ISS.

Nesses casos, ao invés do prestador pagar a cobrança, o recolhimento do imposto é de responsabilidade de quem está recebendo o serviço, ou seja, do cliente.

Como é feito o cálculo do ISS:


É muito simples realizar o cálculo do que você deve pagar de ISS. No entanto, você deve verificar a alíquota aplicada à natureza e a atividade da sua empresa para que você pague corretamente esse tributo.

Uma boa alternativa para isso, é contar com um contador de confiança. Assim, você tem a certeza de que não está fazendo o cálculo da maneira incorreta.

A fórmula do cálculo do ISS é, basicamente, a seguinte:

Alíquota praticada x Preço do serviço = Valor do ISS do serviço

Para facilitar a compreensão, vamos apresentar aqui um exemplo:

Digamos que você cobra R$ 200 pelo serviço prestado e sobre ele, é incidido uma alíquota de 5% (só para constar que segundo a lei, a porcentagem cobrada pode ser entre 2 e 5%).

Dessa forma, o cálculo seria feita da seguinte maneira:

R$ 200 X 5% = R$ 10

Nesse caso, os R$10 são recolhidos pelo município através do Imposto Sobre Serviço.

Outro ponto importante para ficar atento, é que no casos de empresas que pagam a DAS, os impostos são pagos em uma única guia.

Sempre priorize contar com um profissional qualificado para tirar suas dúvidas sobre alíquotas e para saber se todos os impostos estão sendo pagos corretamente.

Crie relatórios empresariais em poucos cliques  DRE, relatórios de vendas ou serviços e fluxo de caixa. Tudo na Conta Azul Pro. Experimente grátis  Não precisa de cartão, nem de cadastros complexos

A Nota Fiscal Eletrônica trouxe mudanças para o ISS?


De maneira simplificada, sim. Com a Nota Fiscal Eletrônica, o cálculo de imposto está cada vez mais prático e eficaz.

Afinal de contas, o próprio sistema de emissão digital da nota fiscal eletrônica já calcula automaticamente o valor do imposto que deve ser pago. O que facilita muito o pagamento de o recolhimento do tributo.

Mas vale destacar que isso acontece somente nos municípios que adotaram a NFS-e, como é o caso da cidade de Curitiba.

E se eu não recolher o ISS?


Primeiramente, você precisa ter noção de que esse é um imposto de pagamento obrigatório. Portanto, se você não pagar o ISS, poderá ficar em situação irregular com o município de Curitiba.

Assim, a sua empresa não ficará apta a retirar certidões negativas e nem participar de licitações governamentais.

Além disso, você pode receber uma autuação e então a cobrança de impostos terá juros e multa. O que significa mais gastos para o orçamento do seu negócio.

Portanto, para evitar problemas futuros e possíveis incômodos, vale a pena pagar tudo conforme manda a lei.

Alíquotas ao emitir nota fiscal em Curitiba

 

Existem algumas alíquotas - ou seja, valores tributários a serem pagos pelas empresas - atribuídas ao emitir documentos fiscais em Curitiba e variam de acordo com o tipo de empresa.

Saiba como elas devem ser pagas para MEI, Autônomo, Simples Nacional ou demais empresas: 

ISS para MEI – Microempreendedor Individual


Para o Microempreendedor Individual, o ISS deve ser pago através da guia DAS cobrado mensalmente.

Para fazer isso, o empreendedor precisa entrar no Portal do empreendedor e então acessar a guia de recolhimento. Após isso, imprime-se os boletos para então pagar todos os impostos.

ISS para Profissional Autônomo


No caso dos profissionais autônomos, o ISS é cobrado em cada serviço prestado. Assim, o tributo é recolhido assim que ele emite a nota fiscal do seu trabalho.

ISS para empresas do Simples Nacional


No caso das empresas que são enquadradas no Simples Nacional, o pagamento da alíquota também é feito através do DAS. Assim, o pagamento dos impostos como ISS, CSLL, IRPJ  e COFINS já estão todos incluídos nesta guia mensal.

Para acessá-la, o empreendedor deve acessar o portal da Receita Federal e utilizar o Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional - Declaratório, o PGDAS-D.

Assim, o valor de todos os tributos serão calculados e o boleto será gerado para que o empreendedor possa pagá-los.

ISS para demais empresas


Para companhias que se enquadram no sistema de Lucro Real ou Lucro Presumido, o ISS também é recolhido mensalmente. Aqui é preciso ficar atento às legislações vigentes em cada município.

Como acessar o ISS ao emitir nota fiscal em Curitiba?


Para acessar o ISS da sua nota fiscal, você precisa ter um alvará de funcionamento. Tendo isso em mãos, entre no site isscuritiba.curitiba.pr.gov.br e cadastre-se clicando no botão “novo usuário”.

Já com o alvará e com o cadastro feito, clique no campo “Inscrição Municipal”. Após isso, insira os últimos 7 dígitos ou então o número do CNPJ.

Aguarde o sistema localizar o seu cadastro e fique atento a uma mensagem que aparecerá em vermelho na tela. Basta que você confirme com “Sim”.

Após ler tudo com muita atenção, cadastrar e preencher todas as informações solicitadas, guarde o usuário e senha que criou.

Cancelamento de nota fiscal em Curitiba


Se após emitir uma nota fiscal em Curitiba você tenha notado algum problema que resulte na necessidade do seu cancelamento, saiba que, no geral, pode-se resolver esse imprevisto de maneira simples.

Caso você deseje cancelar antes do pagamento do imposto sobre a nota, o cancelamento é feito através do próprio sistema que você emitiu.

Mas se deseja cancelar após já ter pago o imposto, é preciso entrar em contato diretamente com a prefeitura de Curitiba e então solicitar o cancelamento.

Se ainda surgir alguma dúvida sobre o processo de emissão ou cancelamento de nota fiscal em Curitiba, basta entrar em contato através do e-mail isscuritiba@smf.curitiba.pr.gov.br e então resolver qualquer problema.

Como consultar nota fiscal em Curitiba?


Dê adeus à complicação e burocracia na hora de emitir e consultar uma nota fiscal. Com o sistema da Conta Azul, você consegue emitir facilmente suas notas e ainda verificar qual imposto deve pagar e como será feito esse pagamento.

Tudo isso através de uma plataforma que integra todas as áreas do seu negócio e garante mais acessibilidade para que o empreendedor tenha acesso às notas fiscais.

Além disso, como somos também uma empresa que visa organizar o controle financeiro do seu negócio, qualquer nota que você fizer, já estará integrada ao seu balanço. 

Com o nosso emissor de nota fiscal eletrônica, que funciona 100% online, você pode: 

  • Acabar com a necessidade de enviar malotes, visto que terá a contabilidade integrada com a nossa plataforma, facilitando o envio e recebimento de documentos ou qualquer outra informação que a sua empresa ou seu contador precisar compartilhar;
  • Eliminar o retrabalho de digitar as notas fiscais. Com a nossa plataforma, essas notas são salvas e vinculadas automaticamente em suas vendas e ordens de serviço;
  • Tornar o seu controle fiscal mais eficiente, visto que o contador terá acesso às suas notas fiscais;
  • Organizar e agilizar o gerenciamento e armazenamento das suas notas fiscais eletrônicas, podendo consultá-las a qualquer momento;
  • Armazenar de forma mais segura seus documentos fiscais em nuvem.

Ganhe agilidade e eficiência com a

Conta Azul, emissora de notas fiscais eletrônicas


Com a nossa plataforma, a cada venda que você fizer, o sistema dará baixa automaticamente em seu estoque, alimentando o fluxo de caixa e o financeiro com a data prevista de recebimento.

Portanto, você terá acesso à uma plataforma exclusiva para te auxiliar no seu dia a dia, integrada às partes importantes do seu negócio.

O mesmo acontece com suas Notas Fiscais, capital a receber e fluxo de caixa, sendo atualizados no momento em que você fechar algum negócio.

Assim você ganha mais agilidade e eficiência no seu trabalho e evita possíveis erros relacionados à contabilidade. Além de tornar sua gestão financeira mais inteligente.

Vale destacar também, que na Conta Azul você consegue:

  • Configurar os impostos uma única vez;
  • Cadastrar informações sobre produtos, serviços e clientes para automatizar o trabalho;
  • Emitir nota fiscal eletrônica em poucos cliques;
  • Integrar vendas, financeiro e cobrança. Todos os dados cadastrados para a emissão serão simples;
  • Garantir disponibilidade de tudo o que o contador precisa;
  • Ter sugestão de imposto correto (baseado em Inteligência Artificial e com o auxílio e segurança do Contador).

A nossa plataforma também oferece a emissão de diferentes tipos de notas fiscais em uma única plataforma. São elas:

  • Nota Fiscal de Serviço (NFS-e); 
  • Nota Fiscal de Produto (NF-e);
  • Nota Fiscal do Consumidor (NFC-e). 

Nosso emissor de Notas Fiscais é homologado e funciona em mais de 500 cidades. Assim, você nunca mais vai precisar informar dados de uma venda duas vezes.

Além disso, com a Conta Azul, você consegue emitir notas fiscais para venda, compra, remessa, retorno etc. e enviar o XML e a Danfe automaticamente para o e-mail do fornecedor, empresa parceira ou até do cliente.

Por fim, também vale ressaltar que você pode emitir as notas fiscais de consumidor em uma versão descomplicada de um sistema para Ponto de Venda (PDV).

Conecte o seu Certificado Digital e emita notas com segurança

Sendo uma ferramenta utilizada para assinatura de notas fiscais, as empresas têm obrigatoriedade do uso do Certificado Digital para que a Secretaria da Fazenda possa ter o controle necessário. Em suma, esse tipo de certificado tem como objetivo a comunicação e a fiscalização do que foi emitido, entre empresa, prefeitura e os órgãos fiscalizadores.

Através da nossa plataforma, oferecemos dois tipos de certificados:

  • Certificado A1: Completamente digital, pode ser armazenado em algum dispositivo da empresa, sendo um arquivo de extensão PFX, com validade de um ano.
  • Certificado A3. Disponibilizado fisicamente através de um token (um pen drive) ou cartão, porém, possui algumas restrições na hora de instalar.

Seja qual for o certificado que você escolher para o seu negócio, com a plataforma da Conta Azul, você está apto para assinar e administrar suas finanças de um modo simplificado e eficiente.

Rapidez no envio de Nota Fiscal Eletrônica para seu cliente


A Conta Azul faz o envio de nota eletrônica por e-mail automaticamente.

  • Danfe Automática;
  • Envie de Nota Fiscal e Boleto junto com a venda;
  • Envio, gestão e guarda de documentos;
  • Configure pagamentos recorrentes;
  • Controle de documentos enviados em tempo real;

Se você ficou interessado em como emitir nota fiscal para Curitiba e ainda calcular o Imposto Sobre Serviço de maneira simplificada e integrada com todos os setores da sua empresa, acesse o nosso site e saiba o que nossa plataforma pode fazer para o seu negócio!

Emita notas fiscais em poucos cliques  Na Conta Azul Pro, você emite NFe, NFSe e NFCe conectado ao seu financeiro. Experimente grátis  Não precisa de cartão, nem de cadastros complexos

Newsletter

Quer ter acesso a
materiais gratuitos?