Eleições 2016: oportunidades e cuidados para pequenas empresas

Oportunidades para pequenas empresas nas Eleições 2016

As eleições 2016 ocorrem no dia 2 de outubro, em todos os municípios brasileiros. Apesar do noticiário e da crise política, há muitos negócios dentro da lei nesse período. Por isso, vale ficar atento e aproveitar as oportunidades. Antes disso, a partir do dia 16 de agosto, os partidos estarão autorizados a iniciar oficialmente as campanhas eleitorais de seus candidatos a prefeito e vereador. Mas todos os envolvidos direta ou indiretamente normalmente começam  seu planejamento muito antes.

Um sistema de gestão que conecta as áreas da sua empresa: do financeiro ao comercial

Fique atento às exigências da Justiça Eleitoral em relação às obrigações de fornecedores de campanhas. Apesar de a maior parte das obrigações de prestação de contas recair sobre os candidatos, sua empresa tem responsabilidade de realizar contratos e vendas com honestidade e transparência. Ao final, se todas as empresas fizerem sua parte para manter uma postura profissional e íntegra, haverá menos espaço para práticas ilegais, certo?

Oportunidades nas eleições 2016

Uma das particularidades das eleições é que elas tomam conta do noticiário e das conversas entre conhecidos e desconhecidos nos meses que antecedem e sucedem a votação. É sempre o assunto mais falado.

Assim, é natural que o mercado que mais se aquece nessa época seja o da comunicação – publicidade, jornalismo e relações públicas. Portanto, as melhores oportunidades podem estar na prestação de serviços para os partidos e candidatos e também na cobertura das notícias sobre as eleições.

Se você está pensando em aproveitar as eleições 2016 para empreender ou fechar bons negócios, precisa entender, em primeiro lugar, que entrará em um mercado extremamente dinâmico, que exigirá intensa dedicação nos meses que envolvem o pleito. Prefere uma rotina de trabalho tranquila e estável? Então fique longe da política.

Siga a leitura e confira alguns ideias sobre áreas que apresentam boas oportunidades para durante o período das eleições 2016.

Consultoria em marketing político

O investimento dos partidos em marketing político é maciço nas eleições. Afinal, é necessário construir a imagem dos candidatos perante o seu público. Diferentemente do marketing tradicional, a intenção não é vender, e sim conseguir votos, ou seja, a confiança do eleitor. Pode parecer uma diferença pequena, mas é fundamental.

Portanto, se você tem uma empresa que presta consultoria ou outros serviços em determinada área do marketing, prepare-se para encarar uma experiência diferente de todas que você já teve.

Além das facetas mais conhecidas do planejamento da campanha, que são a propaganda na televisão e o jingle, há muito trabalho nos bastidores. Uma boa estratégia de relações públicas é fundamental, assim como um trabalho de treinamento em mídia.

Serviços de marketing digital

Agitar bandeira e distribuir santinhos ainda são práticas muito comuns nas campanhas eleitorais, mas estão perdendo cada vez mais espaço para os meios digitais. Hoje, uma campanha que não investir pesado em marketing digital está perdendo a chance de se comunicar com uma parcela importantíssima dos eleitores.

Integrando blogs, YouTube e redes sociais, é possível criar campanhas criativas que chamarão a atenção justamente por serem diferentes das autocentradas e ultrapassadas promessas exageradas, que os eleitores aprenderam a rejeitar.

Um dos cases de maior sucesso, que inspira a comunicação política ainda hoje, é a campanha online de Barack Obama em 2008. Foi a primeira grande campanha a usar amplamente o meio virtual para dialogar com uma base de votos de jovens adultos. Se a empresa souber propor um modelo de marketing digital que busque esse engajamento dos eleitores através das diferentes mídias digitais, terá a chance de fazer um ótimo negócio e enriquecer o seu portfólio.

Além disso, as redes sociais são um ambiente riquíssimo para colher informações estratégicas para a campanha. O monitoramento dessas mídias é ótimo para sentir a tendência de opinião dos eleitores e identificar problemas no município, gerando insights poderosos.

Também é possível, monitorando as redes sociais, perceber precocemente uma possível crise na imagem do candidato e trabalhar para retocá-la.

Serviços de Jornalismo

As oportunidades para jornalistas durante as eleições não estão somente na assessoria de imprensa e treinamento em mídia para candidatos. É possível apostar no outro lado, o da cobertura jornalística.

Empreender na área é propício apenas para aqueles que estão ligados nas novas mídias e têm uma mente criativa. Com o declínio dos meios tradicionais de comunicação, novos canais e novos tipos de narrativas estão surgindo a cada dia. E as eleições 2016 são a chance de se destacar fazendo algo diferente, cobrindo o pleito de uma maneira inovadora.

Outra oportunidade é oferecer conteúdo para veículos estrangeiros, que têm interesse crescente em notícias relacionadas ao Brasil. Mas essa é uma opção mais promissora em eleições para governo estadual, federal e congresso.

Serviços gerais: transporte, som e alimentação

Durante uma campanha eleitoral, existem demandas de serviços variados. Além de panfletos e materiais de divulgação, é comum ver candidatos organizando caminhadas, carreatas ou comícios.

Equipes de campanha podem precisar de alimentação ou de transporte em um evento assim. Levar material como bandeiras e panfletos também é um serviço que precisa ser realizado. Em comícios ou carreatas, muitos candidatos recorrem a carros de som, por exemplo. Nesses casos, há regras específicas para delimitar o que é permitido ou não.

Serviços de informática e Tecnologia da Informação

Como há uma grande demanda de trabalho para as campanhas e a divulgação de informações referentes à eleição, serão necessárias boas equipes de tecnologia da informação (TI) para sustentar todos os projetos especiais. Podem ser sites, aplicativos e intranet para partidos, candidatos e veículos de comunicação.

Muitas agências de publicidade que criam campanhas para políticos, por exemplo, fazem internamente apenas a parte criativa, e não possuem, dentro da empresa, profissionais com capacidade técnica para desenvolver e programar as soluções de TI.

É uma boa oportunidade, portanto, para empresas que prestam esse tipo de serviço. Mas é bom saber de antemão que os prazos não serão nada generosos – será necessário trabalhar muito e rapidamente.

Impressões e serviços gráficos

Por enquanto, focamos principalmente nos meios digitais, porque muitas possibilidades que eles oferecem são recentes e, portanto, apresentam boas possibilidades para se destacar com um bom case. O outro motivo é que a cada nova eleição surgem mais restrições quanto à publicidade impressa dos candidatos.

Apesar disso, o mercado da impressão gráfica ainda é muito aquecido em época de eleições. Mas é fundamental a legislação eleitoral. Itens como camisetas, chaveiros, bonés, canetas e outros brindes, por exemplo, são vedados.

Já bandeiras, santinhos e adesivos não são proibidos. Mas há diretrizes quanto ao tamanho máximo de vários desses materiais, então é essencial sempre consultar a lei antes de sair imprimindo.

Lidando com a paixão: do preço à cobrança

Se você pretende fazer qualquer tipo de serviço relacionado às eleições, precisa ter em mente que será uma experiência diferente de todas as outras que já teve. Afinal, uma boa parte do eleitorado trata o assunto com muita passionalidade, na defesa de suas preferências políticas e na crítica aos adversários.

Quem tomar um dos lados deve estar preparado para lidar com esse tipo de situação. A dica é deixar a paixão de lado na hora de trabalhar, e prestar o serviço racionalmente. Isso vale desde a hora de precificar o serviço ou produto, buscando um preço justo, à negociação, em termos honestos e transparentes. Há cuidados importantes relacionados à prestação de contas de campanha: você não vai querer estar em um noticiário por irregularidade ou erro no faturamento, né?

Falando em faturamento, na hora de emitir nota fiscal e de cobrar os valores devidos, também é importante manter o profissionalismo, até para evitar prejuízos. Evite prazos longos demais para receber e busque referências da campanha, quanto ao histórico de pagamentos.

Como abrir uma empresa? Passo a passo para tirar as ideias do papel  Preparamos um guia para descomplicar o processo de abertura do seu negócio Baixar o guia agora

Gostou das dicas sobre oportunidades de negócio nas eleições 2016? Compartilhe.

Quer ter acesso a
materiais gratuitos?