Dropshipping nacional: o que é, quais são os fornecedores e como fazer?

Modelo de receita recorrente para gestão de estoque otimiza o giro de mercadorias e tem outras vantagens. Conheça todas elas.

O dropshipping nacional é a solução para começar seu e-commerce de sucesso sem se preocupar com estoque ou logística.

Já pensou poder focar somente nas vendas e divulgação dos seus produtos, enquanto um fornecedor cuida do armazenamento e das entregas?

Isso é possível com esse modelo chamado dropshipping, que já era popular no mercado de importados e agora está chegando aos fornecedores brasileiros

Para você ter uma ideia, estamos falando de um setor que deve crescer 28,8% movimentar US$ 557,9 bilhões até 2025, segundo projeções da Grand View Research

Lembrando que as vendas online cresceram nada menos que 73,88% no Brasil em 2020, de acordo com dados do governo (índice MCC-ENET) publicados no E-commerce Brasil em 2021. 

Ou seja: não faltam compradores online e oportunidades para abrir sua loja virtual no modelo dropshipping.

Vamos explicar como funciona esse processo neste guia:

  • O que é dropshipping?
  • O que é dropshipping nacional?
  • Dropshipping nacional x internacional: qual é melhor?
  • Vantagens do dropshipping nacional para o e-commerce
  • Como sua empresa pode vender mais com dropshipping nacional?
  • Existe algum distribuidor de dropshipping nacional?
  • Exemplos de fornecedores de dropshipping nacional
  • Invista em dropshipping nacional com a Conta Azul.

Leia com atenção e conheça a forma mais prática de entrar no mercado de e-commerce.

Controle o estoque de sua empresa com o ContaAzul, um sistema de gestão completo

O que é dropshipping?

Dropshipping é um modelo de loja online que terceiriza todo o processo de armazenamento e entrega para um fornecedor especializado.

No caso, o dono do e-commerce fica responsável apenas pela criação da loja e vendas online, enquanto o fornecedor cuida do estoque, logística e fretes com uma estrutura própria.

Dessa forma, o lojista atua apenas como um intermediário entre o fornecedor e o consumidor, sem precisar se envolver no processo de separação e envio do produto. 

Na verdade, o “dropshipper”, como é chamado o empreendedor desse ramo, sequer tem contato com o produto em si. 

Sua função é promover os produtos online, negociar a venda e repassar a demanda para o fornecedor, levando todo o crédito pela operação, já que o cliente só tem contato com a marca da loja em que comprou.

Logo, podemos resumir a divisão de funções no dropshipping da seguinte forma:

  • Lojista dropshipper: fica responsável pela criação e manutenção do e-commerce, publicação dos produtos de acordo com o catálogo do fornecedor, vendas online (incluindo processamento de pagamentos), repasse do dinheiro ao fornecedor, marketing e atendimento ao cliente
  • Fornecedor especializado: fica responsável por produzir ou comprar os produtos para revenda do e-commerce, armazenar em estoque, processar os pedidos e enviar os produtos aos clientes.

Lembrando que o empreendedor online lucra com a diferença entre o custo do produto no fornecedor, que segue o preço de atacado, e o preço de revenda no seu e-commerce, que já tem a margem de lucro e o valor do frete incluídos. 

Mas e o que é dropshipping nacional?

O tipo de dropshipping mais popular no e-commerce é o internacional, pois muitos lojistas encomendam produtos de fornecedores estrangeiros e enviam diretamente para os clientes no Brasil.

Plataformas como Aliexpress, Oberlo e Alibaba estão entre as mais usadas nesse tipo de negócio. 

Nesse caso, ocorre uma importação, e isso tem alguns efeitos negativos como aumento do prazo de entrega, dificuldade com trocas e menor controle sobre o processo, além de questões como câmbio e impostos.

Com o crescimento do mercado de dropshipping, começaram a surgir fornecedores no Brasil para facilitar a vida dos empreendedores digitais.

Assim, o dropshipping nacional já é uma opção para lidar apenas com fornecedores brasileiros, fazer transações em reais - moeda nacional - e agilizar as entregas e trocas.

Dropshipping nacional x internacional: qual é melhor?

A escolha entre dropshipping nacional e internacional envolve vários fatores, e cabe ao lojista ou empreendedor decidir o que vale mais a pena.

Veja uma comparação entre os dois modelos:

Fator 

Dropshipping nacional

Dropshipping internacional

Logística

A logística se torna mais simples e barata com as distâncias mais curtas, já que tudo ocorre dentro do território nacional

A logística pode ser mais cara e complexa, dependendo do país de origem dos produtos (geralmente, a China)

Impostos

Não é preciso recolher impostos de importação, somente aqueles atrelados à venda de produtos dentro do país (Ex.: ICMS e PIS/Cofins)

Envolve impostos de importação (Ex: Imposto sobre a Importação de Produtos Estrangeiros [II], com alíquotas entre 2% e 35% )

Formalização da empresa

Embora não exista um código CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) específico para empresas de dropshipping no Brasil, você pode abrir uma microempresa voltada à promoção de vendas, em vez de intermediação de negócios

A empresa deve ser, obrigatoriamente, registrada com o CNAE 5250-8/01, referente à intermediação de importações

Câmbio

A empresa opera somente em reais e não precisa se preocupar com o câmbio

A empresa deve estar atenta à cotação do dólar e outras moedas estrangeiras, pois terá a influência do câmbio na hora de comprar os produtos para revenda

Prazo de entrega

Os prazos de entrega tendem a ser mais curtos e há mais opções de frete

Os prazos de entrega são mais longos devido ao frete internacional

Meios de pagamento

Você pode utilizar diversos meios de pagamento para comprar os produtos para revenda

Muitas vezes, é preciso ter cartão de crédito internacional ou uma carteira digital habilitada para comprar os produtos para revenda

Processo de troca/devolução

Fica mais fácil trocar e devolver produtos em território nacional

A troca e devolução internacional pode levar muito tempo e o processo se torna burocrático

Atendimento ao consumidor

Com a proximidade do fornecedor, fica mais fácil se atualizar sobre o produto e oferecer um atendimento de qualidade aos clientes

O atendimento pode ficar mais complicado se o contato com o fornecedor não for constante, pois é preciso ter controle sobre o status dos pedidos

Negociação com o fornecedor

Você pode ter um relacionamento mais próximo com o fornecedor, o que facilita as negociações

Barreiras de distância e idioma podem dificultar o relacionamento com os fornecedores e as negociações 

Confiabilidade dos produtos e fornecedor

Há a possibilidade de conhecer de perto os produtos e o próprio fornecedor para atestar sua qualidade

É mais difícil avaliar se os produtos realmente são de qualidade e se o fornecedor é confiável 

Variedade de produtos

Há menor variedade de produtos no mercado nacional

O mercado internacional oferece uma ampla gama de produtos e várias opções diferenciadas

Variedade de fornecedores

Ainda há poucos fornecedores especializados em dropshipping nacional

O dropshipping internacional abre um grande leque de opções de fornecedores 

Estrutura para dropshipping

A estrutura do dropshipping nacional ainda não é muito desenvolvida do ponto de vista de mercado, sistemas e integrações.

Os fornecedores internacionais possuem sistemas adaptados para dropshipping e lojas pré-configuradas para a função, pois o mercado é mais avançado.

Vantagens do dropshipping nacional para o e-commerce

O dropshipping nacional é uma ótima escolha para quem está começando no universo do empreendedorismo digital.

Confira as vantagens desse modelo.

Baixo investimento inicial

Um dos maiores atrativos do dropshipping nacional é o baixo investimento necessário para iniciar um negócio. 

Afinal, um dos maiores custos do e-commerce é justamente a gestão do estoque próprio e da logística de entrega dos produtos. 

Para começar a vender online no modelo dropshipping, você só precisa ter um site no ar com os produtos, capacidade de processar pagamentos e um atendimento ao cliente disponível.

Além disso, é importante ter uma verba de marketing digital, pois o sucesso da loja dependerá do seu alcance na internet e atração dos leads (potenciais clientes) certos.

Hoje, é possível abrir uma loja online com o apoio de plataformas e marketplaces que já têm todos os recursos necessários para iniciar as vendas, sem que você precise desenvolver um site próprio do zero.

Assim, começar a vender pela internet nesse modelo se torna ainda mais econômico.

Redução de custos

Além do baixo capital inicial, você também terá uma redução de custos permanente no negócio de dropshipping nacional.

Na prática, os custos para manter um estoque e um processo logístico são altos, incluindo espaço de armazenamento, contratação de profissionais, pagamento de fretes, aquisição de tecnologias e equipamentos, etc. 

Nesse modelo, todos esses gastos são de responsabilidade do fornecedor, que embute os custos no seu preço de atacado. 

Facilidade de gestão

Quando o estoque e logística ficam com o fornecedor, a loja online se torna muito mais fácil de gerenciar.

Você não terá que se preocupar com produção, inventário, equilíbrio entre compras e vendas, gestão de transportadoras, controle de fretes e uma série de tarefas que consomem tempo e dinheiro nas empresas.

Sua parte será apenas gerenciar o comercial, atendimento e marketing, de modo que os clientes sejam bem atendidos e tenham facilidade de comprar no seu e-commerce.

Controle sua empresa de ponta a ponta  Gestão financeira, notas fiscais, boletos e relatórios. Tudo isso na Conta Azul Pro. Experimente grátis  Não precisa de cartão, nem de cadastros complexos

Redução de riscos

Outra vantagem do dropshipping nacional é a redução dos riscos associados ao e-commerce.

Para começar, o risco de prejuízo com produtos parados no estoque é inexistente, pois você não precisa comprar os itens para revendê-los.

Além disso, você pode testar quais produtos têm maior saída sem precisar se comprometer com a compra dos itens, mantendo as finanças sempre em equilíbrio. 

No limite, você não perderá muito dinheiro investido caso as vendas não saiam como o esperado e você tenha que mudar de estratégia. 

Digitalização do trabalho

O modelo dropshipping permite que você faça a gestão do negócio de forma 100% online, sem precisar fixar sua localização ou utilizar um espaço físico.

Hoje, você conta com várias plataformas de e-commerce e sistemas de gestão financeira e comercial para comandar seu e-commerce de qualquer lugar do mundo.

Assim, você pode até mesmo se tornar um nômade digital se quiser, sem a preocupação de ter um endereço fixo.

Existem regras no dropshipping nacional? Quais são?

As regras do dropshipping nacional são praticamente as mesmas do dropshipping internacional, no que se refere à parceria entre fornecedor e lojista.

Veja as principais:

  • Tanto o lojista quanto o fornecedor devem operar somente em território nacional
  • Todas as transações devem ser feitas em reais
  • O lojista e o fornecedor devem estar alinhados em relação ao catálogo de produtos e sua disponibilidade 
  • Uma vez realizada a compra, o fornecedor é totalmente responsável pelo armazenamento, separação e envio de produtos ao cliente
  • O cliente só tem contato com a marca do lojista, pois o fornecedor não pode aparecer na transação
  • O lojista é responsável pelo pagamento do fornecedor a cada pedido (repasse do dinheiro do cliente), e seu lucro vem da diferença entre o preço de custo cobrado e o preço de venda do e-commerce (já contando com frete, impostos e eventuais taxas)
  • O lojista é responsável por atender o cliente durante todo o processo, processar o pagamento e divulgar os produtos online. 

Fora isso, existem as normas contábeis e fiscais para a formalização de empresas que atuam com dropshipping.

Se tiver dúvidas sobre isso, é importante conversar com seu contador

Como sua empresa pode vender mais com dropshipping nacional?

O dropshipping nacional pode ser um caminho promissor para aumentar as vendas no e-commerce e escalar seu negócio.

Como vimos, a principal vantagem desse modelo é que você consegue reduzir custos com o estoque e envio terceirizados, focando todos os investimentos nas vendas e marketing. 

Dessa forma, se você conseguir montar uma boa estratégia, tem grandes chances de lucrar alto com as vendas online sem precisar se preocupar com a compra de produtos e logística de entrega. 

Para isso, é importante selecionar produtos com alto potencial de geração de valor para o seu público-alvo e pensar toda a loja online para ser mais atrativa do que a da concorrência.

Se você não tiver contrato de exclusividade com um fornecedor, ainda pode combinar vários fornecedores para oferecer um portfólio mais diversificado no seu site.

Como as operações de compra e entrega são padronizadas, sobra tempo e recursos para investir no seu e-commerce e aumentar seu market share.

Além disso, essa eficiência operacional do dropshipping nacional favorece a escalabilidade do seu negócio, ou seja, você tem mais chances de crescer exponencialmente nas vendas online. 

Se você ainda tem dúvidas se esse modelo de negócio vale a pena, também pode fazer uma simulação e calcular o payback do investimento.

Para isso, basta calcular quanto você vai precisar investir para começar um negócio de dropshipping nacional - basicamente, os custos de criação do site, formalização, gestão e marketing - e fazer uma projeção de fluxo de caixa de acordo com os produtos que pretende vender.

Assim, você consegue analisar a viabilidade desse investimento de acordo com o prazo de retorno. 

Hoje, já existem até lojas online que combinam o modelo de estoque próprio com o dropshipping nacional, diversificando ainda mais sua atuação online e abraçando novas oportunidades.

Existe algum distribuidor de dropshipping nacional?

Sim, já existem distribuidores especializados em dropshipping que atendem em todo o território nacional. 

Como o mercado ainda está começando a se desenvolver por aqui, eles não são tão diversificados ou conhecidos como os grandes players que atuam com o dropshipping internacional.

Isso acontece porque ainda há poucos fabricantes e distribuidores que conhecem esse modelo de negócio e estão dispostos a investir na entrega de produtos sem utilizar sua marca.

No entanto, os pioneiros do dropshipping nacional tendem a crescer cada vez mais e popularizar esse segmento. 

Vamos conhecer alguns deles a seguir. 

Exemplos de fornecedores de dropshipping nacional

Se você procura fornecedores de dropshipping nacional para começar seu e-commerce, preparamos uma lista para ajudar nessa missão.

Confira os exemplos. 

Grupo LTM

O Grupo LTM (antigo Xtreme Atacado) é um centro de distribuição especializado em dropshipping de produtos eletrônicos e suplementos para musculação.

Ao se cadastrar no site, o lojista pode revender produtos diretamente do estoque da empresa, utilizando seus serviços de estocagem, embalagem e envio. 

Para isso, é preciso pagar uma mensalidade e fazer o repasse do pagamento dos produtos após cada pedido faturado. 

Os produtos são postados em até 48 horas após a confirmação do pagamento e a empresa oferece facilidades como estorno em caso de cancelamento do pedido.

Dropify

A Dropify não é bem um fornecedor, mas sim um marketplace de fornecedores de dropshipping nacional com logística própria. 

Trata-se de uma empresa de tecnologia que conecta lojistas dropshippers a fornecedores, facilitando o acesso à distribuição de produtos no atacado.

Além disso, a Dropify conta com uma sede logística na cidade de Serra (ES), onde possui mais de 3 mil m² de área e capacidade de expedição de até 10 mil pedidos ao dia. 

Assim, além de reunir fornecedores de todo o Brasil (e do mundo também, para quem quiser fazer dropshipping internacional) em seu catálogo, a empresa ainda intermedia todo o processo de compra e distribuição. 

Musical express

A Musical Express é um fornecedor especializado em acessórios para instrumentos musicais 100% nacional que trabalha com dropshipping. 

A empresa importa com exclusividade produtos de marcas como Evans, Promark, D’Addario Strings, D’Addario Woodwinds, PureSound e UNO by Evans, além de acessórios Yamaha, Gibraltar e Onstage.

Atualmente, a Musical Express fornece para mais de 3 mil lojas no Brasil, tanto no formato dropshipping quanto cross docking (enviado pelo centro de distribuição). 

Atacado Barato

O Atacado Barato é um dos fornecedores de dropshipping do setor de moda e vestuário mais antigos do país. 

O sistema funciona de forma muito simples: basta se tornar um revendedor e fazer a compra diretamente no site, inserindo os dados do cliente.

O diferencial do Atacado Barato é contar com um grande estoque próprio com produtos para pronta entrega, reduzindo os prazos de envio consideravelmente. 

Os produtos disponibilizados são importados e também fabricados no Brasil, e a empresa garante sua qualidade.

Atacadão das Sacoleiras

Para quem pretende vender roupas online, o Atacadão das Sacoleiras é mais uma opção interessante.

A empresa trabalha com a venda por atacado tradicional e também com dropshipping, atendendo a uma demanda crescente da área.

O catálogo oferece bonés, calças jeans, moletons, peças íntimas, camisetas e até perfumes. 

Manu Fisch Home

No segmento de decoração, o fornecedor Manu Fisch Home do Rio Grande do Sul é especializado em produtos para hotéis e restaurantes com design sofisticado.

Para vender no esquema dropshipping, basta fazer o cadastro como revendedor no site e aguardar a aprovação.

Entre os produtos do catálogo estão bandejas, castiçais, espelhos, caminhos de mesa, cestas, relógios, saboneteiras, vasos e toalhas. 

Ped Cell

A Ped Cell é uma distribuidora e atacadista especializada em peças e acessórios para celulares.

A empresa vende exclusivamente para lojistas e assistências, e uma das opções de parceria é o dropshipping.

O site mostra todo o catálogo de produtos e os descontos à vista, além de ter sempre promoções e ofertas especiais.

Imagem Folheados

No ramo de bijuterias, folheados e semijoias, a Imagem Folheados é um dos principais fornecedores de dropshipping Nacional.

A empresa exibe os preços dos produtos no atacado e no varejo para facilitar o cálculo dos lojistas.

Hayamax

A Hayamax é um distribuidor de produtos eletrônicos, instrumentos e itens de informática 100% adaptado ao dropshipping.

O sistema da empresa é pré-pago, ou seja, você faz o pagamento antecipado e tem créditos para fazer os pedidos e enviar diretamente para os clientes da sua loja.

Para isso, é preciso aderir ao plano dropshipping e pagar a mensalidade. 

Invista em dropshipping nacional com a Conta Azul

Agora que você sabe como começar um negócio online com o dropshipping nacional, só falta ter um sistema de gestão adequado para comandar sua loja.

Com o ERP 100% online da Conta Azul, você consegue centralizar a gestão do seu e-commerce em um único lugar e cuidar das áreas de finanças e vendas com facilidade.

O sistema permite que você:

  • Emita notas fiscais facilmente, de forma automatizada e integrada às vendas
  • Faça o controle de vendas completo, acompanhando a situação dos pedidos e histórico de clientes online
  • Trabalhe com vendas recorrentes e gestão de contratos
  • Emita boletos de cobrança automaticamente após o fechamento do pedido
  • Gere relatórios gerenciais para acompanhar o desempenho do negócio, incluindo fluxo de caixa, DRE (Demonstração de Resultado do Exercício), análise de pagamentos e recebimentos, faturamento por cliente, produtos mais vendidos, etc.
  • Fique sempre conectado com a contabilidade para manter seu negócio regularizado.

E se em algum momento você quiser ter seu estoque próprio, a Conta Azul possui uma ferramenta inteligente para controle de estoque e relatórios completos de giro de estoque, para que você sempre saiba a hora certa de comprar e vender

E então, está mais confiante para investir no dropshipping nacional?

Experimente ContaAzul: Sistema de Gestão para pequenas empresas que pensam grande

Deixe seu comentário contando em qual segmento pretende atuar com sua loja online.

Newsletter

Quer ter acesso a
materiais gratuitos?