Descubra como conseguir dinheiro para sua empresa crescer

0 Comentários Publicado:  Assunto: Controle Financeiro, Empreendedorismo

Descubra como conseguir dinheiro para sua empresa crescer

Quando os negócios vão bem depois de um tempo no mercado, chega um momento em que a empresa precisa crescer. É um processo natural pelo qual todo empreendimento bem-sucedido passa. Tudo bem que esse caminho pode ser acelerado, como acontece com as startups, mas ainda assim deve ser feito com muito cuidado. Nesse sentido, muitos costumam ter dúvidas sobre como conseguir dinheiro para sua empresa, garantindo um crescimento seguro e saudável. Afinal, antes de qualquer decisão que envolva o futuro dos negócios, é preciso analisar as opções com cautela e escolher aquela que melhor se encaixa na sua realidade.

O primeiro passo nesse sentido é avaliar se realmente existe a necessidade de captar recursos externos e se esta é a hora certa. Lembre-se de que uma decisão errada pode colocar tudo a perder. E como fazer isso? Bom, existem alguns aspectos que devem ser considerados.

Para quem já está na estrada há algum tempo, um aspecto importante a ser considerado é a tração do negócio, ou seja, se ele conseguiu destaque no mercado, se tem clientes relevantes, ou um volume considerável de clientes, e se tem um bom faturamento, por exemplo. Investidores buscam negócios de grande potencial e que apresentam rápido crescimento. Dessa forma, é importante que você apresente números e resultados expressivos.

Central de Ajuda ContaAzul

Assim, é aconselhável que o empreendedor mantenha atualizado aquele plano de negócios desenvolvido lá no início,  só que agora discriminando os valores necessários para investimento fixo e de capital de giro, bem como a origem e a aplicação dos recursos que vier a capitar. Em outras palavras, você precisa detalhar todas as atividades que devem ser realizadas, quantos profissionais precisam ser contratados, quantos equipamentos devem ser adquiridos e mantidos, que estrutura física (imóveis e móveis) será necessária e o valor aproximado para custear cada um desses itens.

Esse processo é requisito para muitos investidores, pois, assim, eles têm a certeza de que vale a pena financiar sua empresa.

Como conseguir dinheiro para sua empresa

Se você atende aos requisitos explicados até aqui, então está pronto para buscar mais capital. No mercado existem vários tipos de financiamentos e investimentos que ajudam a impulsionar o crescimento das empresas de forma sustentável. Há também o capital externo, que envolve tanto a realização de empréstimos quanto a venda de participação acionária para outras empresas ou investidores profissionais.

Antes de escolher a melhor alternativa para alavancar o seu negócio, é preciso avaliar as vantagens e as desvantagens que cada uma proporciona. Para você entender melhor, vamos explicá-las. Confira!

Empréstimos

Esta é uma das formas mais conhecidas  — e escolhidas — de se conseguir dinheiro no mercado.  O empréstimo corresponde a um contrato firmado com instituições financeiras por meio do qual o cliente recebe um determinado valor e tem o compromisso de devolvê-lo no prazo combinado. Nesse caso, o dinheiro não precisa ser destinado para algo específico e está sujeito aos juros estabelecidos pelos bancos.Essa opção exige um grande controle por parte dos empreendedores, de modo que eles saibam quanto do recurso foi utilizado em cada ação para conseguir recuperar o valor. Uma das vantagens é o fato de se pagar taxas fixas mensais, conforme determinado no contrato, e o lucro excedente pertence apenas aos sócios. Por outro lado, uma dívida aumenta os riscos da empresa no mercado, tornando-a mais vulnerável.

Além de empréstimos junto a bancos, também existe a possibilidade de conseguir o dinheiro com familiares e amigos, que talvez ofereçam até condições melhores. Mas é preciso ter cuidado para não estragar a relação com a pessoa, já que esse tipo de recurso é baseado na confiança. Por isso, mesmo que você recorra a esta opção, faça um contrato estabelecendo regras, valores e tudo o que for combinado. Afinal, vale aquela premissa: “Amigos, amigos; negócio à parte.”.

Linhas de crédito

Este tipo de financiamento é uma forma de empréstimo para uma finalidade já determinada no contrato. Você pode, então, solicitar uma linha de crédito para comprar o maquinário da sua fábrica, para abrir uma nova unidade da sua loja, investir em um e-commerce e assim por diante. A diferença em relação ao empréstimo é que o empreendedor não começa a pagar imediatamente, pois, ao invés de pegar todo o montante de uma vez, o valor fica pré-aprovado e pode ser retirado quando necessário, conforme a demanda da empresa.

As linhas de crédito podem ser solicitadas em instituições financeiras, como Caixa Econômica Federal e o  Banco do Brasil, instituições de fomento, como Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), ou até mesmo no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Investimentos

Optar por este tipo de recurso vai depender tanto do grau de maturidade da sua empresa quanto se é o mais adequado para o momento, pois cada investidor vai contribuir de uma forma específica e, claro, exigir algo diferente. Entenda melhor cada uma deles:

Aceleradora

São fundos que trabalham com startups no momento da identificação da oportunidade de negócio. Elas apoiam os empreendedores com capital inicial e também com gestão, para que o negócio saia do papel. Para conseguir isso, as aceleradoras trabalham muito com programas intensivos, que costumam durar em média 6 meses, ajudando a estruturar, testar e acelerar o crescimento do seu negócio.

Apesar de, em geral, a faixa de investimento ser a mais baixa entre os capitais de risco, as empresas buscam as aceleradoras principalmente pela vantagem de se estar em um ambiente que possibilita a troca de conhecimento por meio do contato com outras empresas que também estão começando. Se a sua empresa está neste estágio, buscar uma aceleradora pode ser uma boa opção.

Investidor Anjo

São indivíduos ou grupos que investem como pessoa física em empresas numa fase inicial de operação. Geralmente, o anjo tem experiência profissional e possui conhecimento sobre determinado mercado, por isso busca apoiar empresas em setores que conhece.

Caso você precise conhecer melhor o seu mercado e busque orientações de alguém que já percorreu o caminho das pedras, busque um investidor anjo. Esse tipo de investidor em geral gosta de estar presente e ter uma participação na gestão negócio, buscando flexibilidade e rapidez na tomada de decisão. Lembre-se de que é algo temporário, durando em média de 3 a 6 anos, por isso aproveite para absorver todo o conhecimento que ele tem a oferecer.

Venture Capital

Os venture capitals (ou VCs) apoiam empresas de pequeno e médio porte já estabelecidas e com potencial de crescimento. Com duração média de 5 a 7 anos, os recursos investidos financiam as primeiras expansões, levando o negócio a novos patamares no mercado.

Há dois tipos de VCs: O VC early stage e VC later stage. O primeiro apoia empresas com até 4 anos de operação e faturamento não superior a R$ 9 milhões. Já o VC later stage entra quando a empresa já atingiu a fase de comercialização plena do produto e a sua rápida expansão requer mais recursos. Além disso, esses dois tipos também trazem, em geral, diferentes valores de capital investido, bem como buscam uma porcentagem de participação média de diferentes faixas, como mostra a tabela no começo do artigo.

Empresas investidas por VCs buscam, principalmente, apoio para ampliar networking e conhecimento nos desafios de crescimento do negócio, como planejamento de expansão (local e internacional), fusões e aquisições etc.

Private Equity

O investidor de private equity entra em cena mais tarde na vida de uma empresa. Geralmente quando ela já está no mercado há mais de 5 anos e consegue alcançar faturamentos anuais na casa das dezenas ou centenas de milhões de reais. Por se tratar de investimentos altos – em média, superior a R$30 milhões – o fundo também costuma tornar-se sócio majoritário do empreendimento e até a indicar alguns diretores.

Há dois tipos de segmentos de private equity: o tradicional e o private equity growth. No primeiro, o capital é destinado a alterações financeiras, operacionais ou estratégicas, visando a um novo posicionamento da empresa no mercado aberto. Já no private equity growth, o investimento é destinado à expansão da planta e/ou rede de distribuição, capital de giro ou ainda para ser investido em comunicação, marketing, etc.

 Agora que você sabe quais são as principais formas de conseguir dinheiro para sua empresa, já pode avaliar qual é o melhor tipo para sua realidade. Mas não se esqueça de que o controle financeiro é essencial nesse processo, garantindo que seu negócio esteja sempre sustentável e saudável. Por isso, utilize todos os recursos disponíveis no ContaAzul e, se surgir alguma dúvida, entre em contato com nossa equipe!

Kit Planejamento Financeiro  Criamos um kit de sobrevivência com materiais sobre planejamento financeiro  para sua empresa. Descubra! Baixar o kit agora

financiar_o_crescimento_540525954.jpg
Você leu

Descubra como conseguir dinheiro para sua empresa crescer

Gostou do artigo? Compartilhe com alguém.

Marcio Roberto Andrade
Sobre o autor

Controller na ContaAzul. Tem formação nas áreas de Computação, Gerenciamento de Projetos e Gestão Financeira, além das certificações PMP pelo PMI, ITIL Foundation pelo EXIN e Microsoft Certified Professional.

MUDANDO UM POUCO DE ASSUNTO

0 Comentários
 
[Vagas Limitadas] Treinamento Online:   ContaAzul na Prática Inscreva-se Grátis  <https://universidade.contaazul.com/convite-webinar-contaazul-para-iniciantes-2017?utm_source=modal&utm_medium=cta&utm_campaign=modal-blog-controle-financeiro>
 
newsletter

Junte-se aos mais de 600 mil empreendedores inteligentes e seja o primeiro a receber as nossas novidades e dicas!