Descobrir se a empresa atingiu a maturidade é mais simples do que parece

Descobrir se a empresa atingiu a maturidade é mais simples do que parece

Quem monta um negócio sabe que os primeiros anos são os mais difíceis. Até mesmo as estatísticas mostram que o começo não é nada fácil – segundo pesquisa divulgada pelo IBGE em 2016, a taxa de mortalidade de empresas com até 2 anos foi de 23,4% para negócios criados até 2014. Pois bem.

Um sistema de gestão que conecta as áreas da sua empresa: do financeiro ao comercial

Você passou desse período, enfrentou a adaptação ao mercado, as turbulências, está levando o projeto e, depois de tudo isso, fica a pergunta: como saber se a empresa atingiu a maturidade e está pronta para continuar seguindo em frente? Existem alguns sinais que ajudam o empreendedor a identificar esse momento. E é sobre isso que falaremos neste texto.

 

Vamos começar com o planejamento. Lá no começo, quando você vai colocar sua ideia de negócio em prática e montar a empresa, algumas metas de curto, médio e longo prazo são traçadas, não é verdade? Elas precisam ser constantemente avaliadas e, se os resultados mínimos estão aparecendo, é um bom indicativo de que a empresa entrou no trilho certo e as coisas estão andando como o esperado.

Vamos imaginar que você abriu uma loja de roupas femininas e, no planejamento, colocou como objetivo ter pelo menos duas filiais em um período de três anos e estabeleceu algumas estratégias para alcançar essa meta. Se nada disso aconteceu dentro desse prazo, pode ser um sinal de alerta. Ao mesmo tempo, ter uma dessas filiais, mas com um bom faturamento, significa que há meio caminho andado e essa pode ser a hora de rever o planejamento.

Por outro lado, mesmo que tudo esteja indo muito bem, não significa que ajustes não devem ser feitos no negócio. Sempre há algo que pode ser mudado e aperfeiçoado. Na prática, é preciso adotar uma ideia de melhoria contínua em todos os processos. Cair no comodismo quando resultados positivos aparecem é uma péssima ideia, que pode, inclusive, levar o empreendimento para o caminho contrário.

Os clientes também ajudam a saber se a empresa atingiu a maturidade

A formação da clientela é outro ponto que pode ser encarado como um indicativo para saber se a empresa atingiu a maturidade. Isso porque formar um público fiel é algo difícil e vital para o negócio, pois é daí que sai o faturamento e, por consequência, o lucro desejado.

Outro indicativo de que a maturidade foi alcançada ou de que a empresa está muito próxima dela é quando os clientes passam a indicar seu produto ou serviço para outras pessoas. Isso significa ser referência em determinado mercado.

O mesmo vale para o reconhecimento que vem do concorrente. Deixá-lo preocupado é outro bom indicativo, mostra que também há respeito em relação à sua marca. Se os outros empreendedores do setor estão olhando seus movimentos com atenção quer dizer que você conquistou um espaço. E isso não é sinônimo de inveja ou disputa desleal, mas, principalmente, respeito mútuo.

Aí, voltamos ao planejamento e ao exemplo da loja de roupas. Digamos que, além de definir que queria ter duas filiais em três anos, a empresa tenha estabelecido a meta de tornar-se referência nos lugares onde atua, conquistando uma clientela cativa e bastante fiel ao negócio. Então é esse o horizonte que deve ser visualizado no momento de avaliar a situação da empresa.

O lucro como sinal

Como mencionamos anteriormente, o lucro é um dos principais indicadores de sucesso de uma empresa. No momento em que o empresário consegue equilibrar as contas e o resultado positivo aparece, temos aí mais um sinal de sucesso. Uma das consequências disso é compensar ou “pagar” o investimento inicial, seja o que partiu do bolso do empresário, seja do investidor.

A outra é o aumento da capacidade de investimentos do negócio. Com os lucros aparecendo, é possível comprar maquinário, fazer reformas, ampliações e todo tipo de melhoria no empreendimento, visando ou não algum retorno financeiro.

Olhando para o nosso exemplo, a capacidade de investimento seria traduzida na construção das duas novas filiais da empresa e no crescimento do negócio de acordo com o que foi previsto no planejamento inicial.

Satisfação dos funcionários

A baixa rotatividade e a satisfação dos funcionários também deve ser encarada como um sinal de que está tudo indo no caminho certo. Ser um bom lugar para trabalhar faz toda a diferença para o negócio. Se as pessoas estiverem felizes, apresentarão melhores resultados.

Além desses indicadores que citamos aqui, o empresário também pode medir o sucesso do negócio pelo desempenho de cada uma das áreas, como o serviço de entregas e a área de vendas. Se tudo estiver funcionando de forma entrosada, quer dizer que a engrenagem está acertada e os ajustes a serem feitos são mínimos, embora sejam necessários.

Depois de absorver essas informações, que tal começar a avaliar a sua empresa? Pegue cada um desses indicadores e analise com calma e de forma rigorosa. Tentar maquiar alguma coisa só vai piorar as coisas. No mais, a ContaAzul está aqui para auxiliar você a deixar as contas em dia – o que já é um grande passo, não é mesmo? Conte sempre com a gente!

Planejamento estratégico:  Você sabe como ter um plano de sucesso?  Preparamos um guia para auxiliar você a organizar um plano estratégico para  sua empresa Baixar o guia agora

 

Quer ter acesso a
materiais gratuitos?