Contabilidade

LCDPR: o que é, como fazer e prazos

Equipe Conta Azul Equipe Conta Azul | Atualizado em: 26/06/2023 | 7 mins de leitura

Sobre o que estamos falando?

  • LCDPR é o Livro Caixa Digital do Produtor Rural. Trata-se de um documento obrigatório para produtores rurais pessoa física que faturaram acima de R$ 4,8 milhões no ano anterior;
  • Entender o que é e como fazer é fundamental para aumentar o rol de serviços prestados no escritório de contabilidade;
  • Com a Conta Azul Mais, gerencie todos os processos contábeis, da folha ao Livro Razão. Tudo online, sem papel e com poucos cliques.

Experimente a Conta Azul Mais!

Diversificar o rol de serviços oferecidos é fundamental para aumentar o faturamento dos escritórios contábeis. Conhecer sobre contabilidade rural e fazer o – Livro Caixa Digital do Produtor Rural (LCDPR) é uma das possibilidades de agregar valor ao seu negócio.

Afinal, o agronegócio não para de crescer e conta com números expressivos. Para se ter uma ideia, a quantidade de pessoas trabalhando no agro aumentou 4,6% no segundo semestre de 2022, chegando a 19,09 milhões de produtores, conforme levantamento da Cepea.

Atender este público, portanto, é interessante no sentido de aumentar o faturamento. Continue lendo para entender tudo sobre o LCDPR: quem precisa fazer, prazos e quais informações este documento deve conter. Boa leitura!

Confira os seguintes tópicos:

LCDPR é o Livro Caixa Digital do Produtor Rural. Trata-se de um documento obrigatório para produtores rurais pessoa física que faturaram acima de R$ 4,8 milhões no ano anterior;

O que é LCDPR e quem precisa fazer?

O LCDPR é a sigla para Livro Caixa Digital do Produtor Rural. Trata-se de uma escrituração contábil para produtores rurais pessoa física, que auferiram, no ano-base anterior, mais de R$ 4,8 milhões de renda bruta com as atividades exercidas.

Porém, caso queira, o produtor rural que faturou menos que este valor também pode gerar o LCDPR.

Desde 2020, o LCDPR passou a ser obrigatório, conforme a Instrução Normativa RFB n.º 1.848/2018. Nele, devem constar todas as receitas, investimentos, despesas e demais custos que envolvidos com a produção rural.

Para emiti-lo, basta acessar o Porrtal e-CAC no menu “Meu Imposto de Renda”. Após preenchido, o sistema gera um arquivo, que deve ser armazenado por até 5 anos.

Vale lembrar que, para emissão do LCDPR é necessário possuir um certificado digital. Para facilitar este processo, a Receita elaborou um manual contendo todas as orientações para preenchimento.

Qual o objetivo do Livro Caixa do Produtor Rural?

O principal objetivo do LCDPR é dar visibilidade para a Receita e também para o próprio produtor rural sobre a contabilidade e financeiro.

Dessa forma, a fiscalização fica mais simples e o empreendedor consegue entender a situação financeira, identificar pontos para redução de custos e planejar futuros investimentos.

É aí que entra o contador como profissional consultivo, capaz de orientar o produtor rural nas tomadas de decisões. Além disso, como falamos, o setor agro segue em crescimento, o que pode ser uma excelente oportunidade para conquistar novos clientes no ramo.

Outro dado interessante que reforça essa ideia é a participação do agronegócio no PIB brasileiro, que deve ficar em torno de 26,24% em 2022. O dado é do PIB do Agronegócio Brasileiro, calculado pelo Cepea.

Conheça a Formação de Heróis da Conta Azul e torne-se um contador disputado no mercado!

Informações que o LCDPR precisa conter

São vários os campos a serem preenchidos na hora de enviar a LCDPR. Os principais são:

  • Dados cadastrais do produtor rural, de terceiros que atuam junto na atividade e também dos imóveis rurais;
  • Dados bancários de todos os envolvidos nas atividades junto ao produtor rural ou identificação da origem dos recursos financeiros
  • Datas de entrada e saída de todas os lançamentos financeiros;
  • Documentos que comprovem a atividade, como notas fiscais, recibos ou contratos; número do documento;
  • Descrição da operação e de cada um dos tipos de lançamentos;
  • Saldo final do produtor.

Mais detalhes e regras para envio deste documento você pode conferir no Manual de Preenchimento, elaborado pela Receita.

Quais são os prazos de entrega e multas para quem não declarar?

O LCDPR deve ser entregue todos os anos até a data de envio do IRPF – Imposto de Renda Pessoa Física. Já o prazo limite para retificação do arquivo digital é de até 5 anos após a emissão.

Não entregar o LCDPR ou enviar com informações incorretas implica em várias multas ao produtor rural, divididas da seguinte forma:

  • Atrasos: R$ 100,00 por mês-calendário atrasado;
  • Informações incompletas, omitidas ou erradas: 1,5% sobre as operações financeiras ou transações comerciais.

O produtor também pode ser multado em R$ 500,00 por mês-calendário caso seja intimado pela Receita para esclarecimentos.

E, dependendo da gravidade da infração, o produtor rural pode ter a inscrição suspensa ou cassada. O que o impede de desenvolver as atividades normalmente.

Todas essas penalidades estão previstas no Artigo 57 da Medida Provisória Nº 2.158-35.

O LCDPR deve ser entregue todos os anos até a data de envio do IRPF - Imposto de Renda Pessoa Física. Já o prazo limite para retificação do arquivo digital é de até 5 anos após a emissão. 

Tenha fácil acesso às informações do LCDPR

Para montar o LCDPR é indispensável ter acesso facilitado às informações dos clientes. Assim, é possível agilizar este processo e, o melhor de tudo: atender mais produtores rurais, com a mesma qualidade e quantidade de contadores no seu escritório.

Para isso, conte com a Conta Azul Mais, sistema de automação contábil!

A CA Mais automatiza vários processos nos escritórios de contabilidade, eliminando os papéis, informações desencontradas e os erros manuais.

As principais vantagens são:

  • Acesso ao balancete, geração da DRE contábil e emissão do Livro Razão com poucos cliques e em tempo real;
  • Recurso folha de pagamento para todos os regimes de tributação, independente da quantidade de funcionários;
  • Geração da DAS individual ou em lote;
  • Envio da Nota Fiscal de Serviço direto para o financeiro do cliente;
  • Painel Conta Azul Mais, que dá visibilidade total aos processos do seu cliente;
  • Notificações das pendências dos clientes e datas de pagamento.

Ao se tornar um contador parceiro da Conta Azul, você ganha descontos para oferecer aos seus clientes a Conta Azul Pro, ERP online, completo e fácil de usar. Dessa forma, é possível se conectar diretamente com a empresa atendida e ficar por dentro de todas as movimentações.

Outras vantagens do Programa de Parceria são o acesso à Universidade Conta Azul, com cursos importantes para os profissionais contábeis e posição de destaque na página Encontre um Contador.

Gostou?

Acelere a sua jornada de sucesso na contabilidade com entende do assunto: clique aqui para se tornar um contador parceiro da Conta Azul! 

Leia mais

Leia também