Conheça 4 mulheres empreendedoras que são mães

Sobre o que estamos falando?

  • As mães empreendedoras enfrentam vários desafios durante a carreira profissional, desde ter muitas tarefas para administrar ao mesmo tempo ou até sentir culpa por não estar tão presente na vida dos filhos;
  • Mesmo com tantos desafios, não são poucas as mulheres empreendedoras e mães que conseguiram fazer história no mercado nacional e internacional. Cristina Junqueira, Rachel Maia e Ana Hickmann são algumas delas;
  • A Conta Azul possui tudo o que as mães empreendedoras precisam para uma gestão eficiente e profissional do negócio. Vendas, estoque, financeiro e contabilidade são integrados em uma única plataforma online e fácil de usar.

Experimente grátis a Conta Azul!

 

 

As mulheres empreendedoras que são mães sabem muito bem o quanto é desafiador cuidar dos filhos e ainda tocar uma empresa, por mais que exista uma boa rede de apoio. Quando as crianças são menores então, esse desafio pode ser ainda maior. 

Não foi fácil para Cristina Junqueira, da Nubank, ter a primeira filha bem na época do lançamento da empresa digital. Nem para Rachel Maia, ao ser surpreendida pela gravidez quando estava responsável pelo processo de expansão da Pandora no Brasil. 

Aqui, vamos contar a história de 4 mulheres empreendedoras e mães, que superaram várias dificuldades e hoje são referência quando o assunto é empreendedorismo. Desejamos uma leitura inspiradora!

Mulheres empreendedoras: desafios da carreira e maternidade

Você sabia que cerca de 68% das mães empreendedoras decidiram abrir uma empresa depois que tiveram filhos, segundo a Rede Mulher Empreendedora?

Outro dado interessante é que a taxa de sobrevivência das empresas criadas por mães é de 47,5%, bem acima da média nacional, conforme dados do Sebrae.

Contudo, no mundo corporativo, a maternidade ainda é vista por algumas empresas como um aspecto que atrapalha a carreira da mulher. Para você ter uma ideia, de acordo com dados de pesquisas, a participação das mulheres entre 25 e 49 anos no mercado de trabalho cai de 67,2% para 54,6% quando elas possuem filhos com menos de 3 anos.

Além de precisar se dividir entre cuidar dos filhos e da empresa, a mãe empreendedora ainda pode enfrentar outros desafios, como:

  • Comentários negativos sobre sua maternidade; 

  • Falta de apoio por parte da própria família ao decidir tocar um negócio;

  • Culpa por pensar que não se dedica tempo suficiente aos cuidados dos filhos;

  • Julgamentos e questionamentos por vezes constrangedores sobre o porquê de ter se tornado mãe, mesmo tendo uma empresa.

Mesmo com tantos desafios, algumas mães como você aí, que está lendo este conteúdo, montaram negócios de sucesso. Conheça algumas delas!

Otimize tarefas manuais e ganhe tempo com a Conta Azul Pro!

4 Mães empreendedoras que chegaram no topo

 

1. Cristina Junqueira — NuBank

“Para a imensa maioria das pessoas, se não para todas, é um grande desafio. Não é fácil (ser mãe).”

Cristina Junqueira é engenheira e cofundadora de uma das fintechs mais famosas do Brasil — a Nubank. Mães de duas filhas pequenas, para ela também não foi fácil conciliar a maternidade com a vida de empreendedora. 

Ao descobrir que seria mãe pela primeira vez, Cristina relata ter ficado muito assustada e desesperada. Ela sentiu medo de não conseguir dar conta de tantas demandas, mas conseguiu superar inúmeros desafios e conciliar bem os dois papéis.

Mesmo tendo condições financeiras, optou por não ter uma babá. Ela conta que, diariamente, se esforça para sair mais cedo do trabalho para buscar a filha mais velha na escola. O motivo, segundo Cristina, é que o fato de ter alguém para ajudar iria lhe permitir trabalhar além do necessário. 

Conheça tendências, desafios e histórias para se inspirar sobre empreendedorismo feminino.


Fonte: Exame

2. Rachel Maia — Joalheria Pandora

“Você me contratou para fazer o crescimento da empresa, mas o negócio deu positivo”, disse Rachel Maia, primeira CEO negra do país, ao presidente da Pandora, Daniel Bensadon.

Rachel Maia tem 47 anos e cresceu na zona sul de São Paulo capital. A mais nova de 7 irmãos, era acostumada a dividir um único frango com toda família aos domingos. 

Embora seu sonho fosse ser comissária de bordo, Rachel se formou em Ciências Contábeis e conseguiu um emprego na 7-Eleven. Após passar 7 anos na empresa, usou o dinheiro da rescisão para estudar inglês em Vancouver, no Canadá. 

Depois de dois anos retornou ao Brasil e começou a trabalhar na Novartis. Ficou 4 anos até começar a trabalhar na Tiffany, onde ficou por 7 anos até ser convidada para ocupar o cargo de CEO da Pandora no Brasil.

Nessa época, ela descobriu que estava grávida do primeiro filho. 

Para ela, o segredo não é tentar equilibrar a maternidade com o trabalho e sim, se dedicar o quanto puder ao assumir um ou outro papel. “Quando sou mãe, sou mãe de forma plena”, afirmou em uma entrevista. 

Vendas e estoque na palma da mão é com o App Conta Azul de Bolso!


Fonte: Época Negócios

3. Ana Hickmann —  Instituto Ana Hickmann

“Entender que todos somos capazes de tornar nossos sonhos realidade foi o que me motivou a continuar empreendendo sempre”.

Ana cresceu no interior do Rio Grande do Sul e viveu lá até os 15 anos. Muito jovem, seguiu para São Paulo em busca do sonho de ser modelo. Fez muito sucesso pela Europa e morou em Nova York por 7 anos. Em 2012, foi contratada pela Record para atuar como apresentadora e dois anos depois nascia o seu primeiro filho. 

Além da TV, Ana Hickmann é dona da franquia Instituto Ana Hickmann, uma rede de escolas em vários segmentos da área da beleza, como barbearia, salão, manicure e maquiagem. Ela também possui o maior número de produtos licenciados: ao todo, mais de 12 linhas carregam o seu nome. 

Para Ana Hickmann, conciliar o empreendedorismo com a maternidade começa com os sonhos e motivações. Trabalhar com o que se gosta, segundo ela, é importante para tornar a rotina mais leve. 

A apresentadora também fala que a família está em primeiro lugar e que é por eles que ela levanta todos os dias, às vezes até muito cansada, para tocar a empresa. Outra dica da empreendedora é sempre trabalhar com a priorização de atividades e metas claras para atingir os objetivos. 

Conheça 5 podcasts sobre empreendedorismo feminino.


Fonte: Jovem Pan

4. Luiza Helena Trajano — Magazine Luiza

“Primeiro faça o necessário, depois faça o possível e, de repente, você vai perceber que pode fazer o impossível”.

Luiza Trajano, acionista e atual presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, é um dos grandes nomes quando o assunto é empreendedorismo feminino. Ela também participou, em 2021, do evento para contadores desenvolvido pela Conta Azul — a Conta Azul CON. 

Tudo começou quando ela passou a trabalhar na loja da sua tia, que também se chamava Luiza. Depois de passar por vários setores, ela assumiu o comando da empresa, em 1991. 

Daí em diante, a Magalu cresceu bastante, principalmente devido à visão empreendedora e inovadora da Luiza. Entre 2000 e 2008 a empresa lançou o e-commerce, comprou e inaugurou mais de 48 lojas pelo país inteiro. 

O que pouca gente sabe é que, além de empresária, Luiza Trajano também é mãe. O seu filho, inclusive, trabalha focado no desenvolvimento digital da empresa. 

Sobre a maternidade e o trabalho, Luiza disse em uma entrevista que nunca teve a expectativa de ser uma mãe perfeita. Para ela, o mais importante é dar o melhor de si.

Para ajudar outras mães a superarem o desafio da maternidade enquanto trabalham, ela instituiu o benefício chamado Cheque Mãe, voltado para mulheres com filhos de até 11 anos e onze meses. 

O valor, segundo ela, é para ajudar no pagamento das pessoas que cuidam dos filhos das colaboradoras do Magazine Luiza, enquanto elas trabalham. 

Descubra 27 histórias de mães que inspiraram o espírito empreendedor dos filhos.

Fonte: InfoMoney

Faça como inúmeras mães empreendedoras: tenha a Conta Azul ao seu lado

Você não precisa ser perfeita e sim, de vez em quando o seu único desejo vai ser apenas dormir mais algumas horas. Paciência então, nem sempre vai ser o seu ponto forte… 

Apesar de tantos desafios, a boa notícia é que todas as mulheres empreendedoras que falamos nesse conteúdo, você pode ter a tecnologia como melhor aliada na gestão do seu negócio. 

Sabe quem pode te ajudar? O ERP da Conta Azul, plataforma de gestão online, completa e fácil de usar, desenvolvido para empreendedoras como você, que precisam ganhar tempo para focar na estratégia!

Afinal, com tantas atividades para fazer ao mesmo tempo, não faz o menor sentido passar horas conferindo o caixa, o estoque ou emitindo manualmente notas fiscais, concorda?

Com a Conta Azul Pro, as suas vendas são integradas ao estoque, financeiro e enviadas à contabilidade, tudo de forma automática. Vendeu e pronto: tudo é registrado em um único local. 

Outras vantagens dessa plataforma são:

  • Monitoramento em tempo real das vendas e do estoque. Você pode até programar lembretes para ser alertado quando os itens atingirem as quantidades mínimas;

  • Notificações das suas contas a pagar e a receber;

  • Emissão descomplicada de notas fiscais, sem precisar digitar ou conferir mil vezes as mesmas informações; 

  • Geração de relatórios importantes e fáceis de entender.

Além de tudo isso, você ainda pode contar com o Receba Fácil, solução da Conta Azul para recebimentos inteligentes, sejam via:

  • Pix Cobrança, onde você envia o código QR Code ou Copia e Cola para os clientes;

  • Boleto, com pagamento de uma pequena taxa somente após a compensação;

  • Cartão de Crédito, que permite o parcelamento das vendas em até 12 vezes. O melhor de tudo é que você recebe todas as prestações de uma única vez. 

Que tal experimentar todas essas facilidades sem pagar nada? Clique aqui para testar a Conta Azul Pro agora mesmo! 

Ah, não esqueça: você é uma mulher incrível!

Leia mais 

Newsletter

Quer ter acesso a
materiais gratuitos?