Como ser um jovem empreendedor? + 5 exemplos brasileiros

Sobre o que estamos falando?

  • Empreender no Brasil pode não ser tão fácil, mas não é por isso que você vai abandonar seu sonho. Com um bom planejamento estratégico e a tecnologia certa como aliada, você pode prosperar, mesmo sendo jovem;
  • Entenda como alcançar o sucesso e conheça 5 histórias inspiradoras de quem, desde muito cedo, começou no empreendedorismo e hoje colhe os frutos. Tem até histórias do primeiro milhão aos 14 anos;
  • Cuide da sua empresa com ajuda de quem realmente entende do assunto: conte com a Conta Azul para organizar o seu negócio sem burocracia e sem estresse. Controle o estoque, as vendas e o financeiro, de onde estiver!

Experimente grátis a Conta Azul!

 

 

Se você quer ser um jovem empreendedor de sucesso, que tal começar com o pé direito? No universo das empresas, seja qual for a sua idade, não há nada melhor do que ter uma boa bagagem sobre assuntos importantes, como controle financeiro, as melhores estratégias e, claro, como a tecnologia pode oferecer o suporte necessário para crescer e descomplicar a rotina de quem está abrindo seu primeiro negócio. 

Tudo isso é importante para que sua trajetória seja mais controlada e menos custosa, a fim de contribuir para que você se torne aquilo que sempre sonhou: um jovem que empreende, inova e faz a diferença para seus clientes. 

E a Conta Azul está aqui para te ajudar nessa importante caminhada! 

Reunimos algumas dicas de empreendedorismo bem importantes para os jovens que já começaram seus negócios e também para quem ainda não tirou a ideia do papel, mas não vê a hora de se tornar dono da sua empresa.

A partir de agora, você vai conferir: 

  • Por que se tornar um jovem empreendedor? 
  • Como ser um jovem empreendedor de sucesso? 
  • Principais desafios enfrentados pelo jovem empreendedor no Brasil 
  • 5 exemplos brasileiros de jovens empreendedores para se inspirar 
  • Seja você também um jovem empreendedor e saia na frente!

como-ser-um-jovem-empreendedor-5-exemplos-brasileiros

Por que se tornar um jovem empreendedor? 

Ser um jovem empreendedor é o desejo de muitos brasileiros. Um recente estudo feito pelo Grupo Globo apontou que 60% dos jovens querem empreender, sendo que 24% das pessoas com até 30 anos e que pertencem às classes A, B e C já cuidam do próprio negócio. 

Na verdade, o empreendedor brasileiro já tem um perfil predominantemente jovem. De acordo com uma  pesquisa divulgada pela Confederação Nacional de Jovens Empresários (CONAJE), a faixa etária do empreendedorismo brasileiro fica entre 26 e 35 anos. 

As razões dos jovens empreendedores são bem variadas. Alguns desejam abrir o próprio negócio para ter independência financeira, outros fazem isso por necessidade e há também quem queira abrir sua empresa para inovar no mercado.

E sabe por que tanta gente deseja começar cedo? Porque quanto mais jovens somos, mais energia e vontade de ir além temos. 

A força de vontade, a resiliência e a abertura para aprender dos jovens empreendedores são os ingredientes perfeitos para abrir uma empresa e ter sucesso, mesmo enfrentando desafios como a burocracia e os efeitos da Covid-19.

Mesmo que o país tenha perdido mais de 600 mil empresas no intervalo de dois anos, devido à pandemia, um levantamento do Sebrae apontou que foram abertas mais de 1 milhão de novas empresas só em 2021.

Então, se você quer ser um jovem empreendedor, está no caminho certo: continue a leitura e confira algumas dicas para aproveitar as oportunidades do mercado e montar seu negócio.

Como ser um jovem empreendedor de sucesso? 

Se você é um jovem empreendedor que já tem uma empresa ou pretende abrir o seu próprio negócio, separamos algumas dicas essenciais que podem te ajudar nessa jornada. 

Realize cursos e treinamentos

Mesmo que você já domine o ramo que escolheu, continue fazendo cursos e treinamentos para aperfeiçoar nas atividades, reciclar conhecimentos, conhecer novas tendências e criar uma rede poderosa de contatos com outros donos de negócios. 

Estudar sobre administração de empresas, gestão financeira e de pessoas e marketing também são excelentes opções para ampliar sua bagagem. 

Não é preciso fazer graduação para se aprofundar nessas áreas, existem boas opções de cursos, mentorias e workshops que oferecem excelentes conteúdos para você.

Levante todas as obrigações legais

Abrir uma empresa não se resume apenas em ter um CNPJ: existem várias obrigações legais de natureza fiscal e tributária que precisam ser cumpridas. 

Se sua empresa não estiver em dia com elas, as autoridades podem aplicar multas, fazer apreensão de mercadorias e até mesmo suspender o alvará de funcionamento. Não esqueça também de verificar as regras específicas da sua área de atuação.

Na dúvida, procure a orientação de um contador. A Conta Azul te ajuda a encontrar este profissional. Clique para fazer uma busca no Brasil inteiro!

Trabalhe em uma área do seu interesse

Nunca abra mão de trabalhar em uma área que você realmente gosta, seja ela qual for. Fazendo isso, as chances de ter sucesso e fazer um bom trabalho são maiores, além de impactar positivamente para sua qualidade de vida.

Conheça o mercado no qual quer entrar

Se você tem afinidade com um setor de atuação e está pensando abrir um negócio, estude profundamente o mercado que deseja entrar. Isso inclui entender os desafios da rotina, mapear os concorrentes, conhecer o público e também os principais fornecedores. 

Pense fora da caixa e invista em diferenciais

Para se destacar da concorrência, você precisa fazer diferente. Invista em um atendimento diferenciado, em redes sociais mais humanizadas, em novidades e ações criativas. 

Lembre-se: não é porque a sua empresa ainda é pequena que o seu serviço ou produto não precisa se destacar. Uma dica é buscar inspirações nas grandes marcas da área. Mas, tenha cuidado para sempre manter a sua originalidade. 

Faça um planejamento estratégico

Não se abre uma empresa do dia para noite ou de qualquer jeito: é preciso montar um bom planejamento estratégico para curto, médio e longo prazo. 

Assim você consegue fazer estimativas de gastos, prever possíveis situações e se preparar para imprevistos. No seu planejamento estratégico, é importante definir atividades, responsabilidades, metas e prazos

Temos um conteúdo completo no nosso blog que fala sobre o planejamento estratégico em detalhes. Clique aqui para conferir!

Aprenda com seus erros 

Como jovem empreendedor, você vai errar e isso é absolutamente normal! É com os erros que aprendemos. Ao deixar de arriscar ou de tentar algo novo na sua área pelo medo de errar, você poderá perder uma grande oportunidade de se destacar no mercado.

Só não deixe de calcular os riscos e de planejar antes de tomar qualquer decisão. A ideia é aprender com o erro, mas se este erro parece bem evidente, não tem porque insistir nele!

Conte com o apoio da tecnologia

A tecnologia facilita bastante o seu dia a dia na empresa, não é mesmo? Então, por que começar um negócio fazendo todos os processos manualmente? 

Um negócio que tem como base a tecnologia tem mais chances de crescer de forma organizada. Comece usando ferramentas que organizam e simplificam a sua rotina, como um sistema de gestão no lugar das planilhas, que exigem muita atenção na hora de preencher os dados e acabam tomando boa parte do seu tempo. 

Também fique atento às tendências da sua área. Fique de olho nas tecnologias e ferramentas usadas pela concorrência para não ficar para trás. 

como-ser-um-jovem-empreendedor-5-exemplos-brasileiros1

Principais desafios enfrentados pelo jovem empreendedor no Brasil 

Ser um jovem empreendedor no Brasil é seu desejo? Então saiba que existem alguns desafios que você não será capaz de fugir. Veja uma pequena lista abaixo com os principais deles:

1. Burocracia

A burocracia para abrir uma empresa é algo que precisa ser levado em conta. É preciso registrar o CNPJ, ir à junta comercial da cidade, conseguir alvarás e muito mais. Cada segmento tem suas exigências e particularidades, portanto, informe-se sobre elas e reserve um tempo para fazer todos os processos exigidos.

2. Legislação

A burocracia tem tudo a ver com as leis que regem a abertura de empresas no Brasil. Alguns segmentos têm leis mais rígidas enquanto outros apresentam menos desafios. 

Um bom exemplo é comparar o setor alimentício com o comércio de roupas. Enquanto uma loja de moda precisa de uma documentação mais básica, quem trabalha com alimentação precisa de alvarás da vigilância sanitária e cumprir algumas regras rígidas.

Para evitar problemas com a fiscalização, leia com atenção quais são as leis que regulamentam a atividade da sua empresa e quais são os documentos exigidos.

3. Dificuldade de crédito

Nem sempre é fácil captar dinheiro para abrir um negócio, ainda mais quando você é um jovem empreendedor que está iniciando sua trajetória profissional. Alguns bancos e empresas credoras até oferecem linhas de crédito, mas cobram altos juros como forma de garantir retorno financeiro.

Somado a isso, a taxa SELIC, a taxa básica de juros, está bem alta, o que dificulta a vida de quem precisa de empréstimo. O jeito para quem precisa de dinheiro para começar é selecionar a dedo as ofertas dos bancos e escolher aquela que cabe no bolso sem comprometer tanto a saúde financeira do negócio. 

4. Carga tributária

Existem diversos impostos que incidem sobre as empresas e suas atividades e, assim como a burocracia, essa carga tributária varia muito de segmento para segmento e até de acordo com o local onde a empresa está localizada.

Se informe sobre os impostos, converse com um contador de sua confiança e deixe tudo certinho. Não pagar esses tributos pode trazer muita dor de cabeça para você. Evite problemas logo no início da sua trajetória! Fique de olho nos impostos e mantenha-os em dia. 

5 exemplos brasileiros de jovens empreendedores para se inspirar 

 

Anna Luísa Beserra Santos e o acesso à água potável

Anna tem apenas 22 anos e criou uma tecnologia que faz nada menos que tratar a água de uma cisterna através da luz solar. 

Primeira brasileira a ser premiada pela Organização das Nações Unidas - ONU, Anna estudava o acesso à água potável desde os 15 anos. 

Hoje, ela também é CEO da Safe Drinking Water For All – SDW, empresa que desenvolve soluções de saneamento e acesso à água para melhorar a qualidade de vida das populações de baixa renda. 

Pela iniciativa, ela também recebeu os prêmios “Mude o Mundo como uma Menina 2019” e o “Prêmio Hugo Werneck de Sustentabilidade”.

Davi Braga e o aplicativo List It

Um menino alagoano de 13 anos que via sua mãe, dona de uma loja de material escolar, se perder nos pedidos: daí surgiu o aplicativo List It. Por meio dele, os clientes selecionam o que desejam e enviam o pedido à loja, que separa tudo e entrega em casa. 

Aos 14 anos, Davi já havia faturado R$ 600 mil e, hoje, aos 19, ele é CEO da Jovens Protagonistas, que ajuda outros jovens a se tornarem empreendedores. Davi continua à frente do List It e conta com mais 3 parceiros.

Eduardo Lyra e o Instituto Gerando Falcões

Eduardo Lyra tem 32 anos e é empreendedor social

Em 2013, ele abriu as portas do Instituto Gerando Falcões, que viabiliza o acesso ao mercado de trabalho e promove ações esportivas em várias favelas do país. Hoje, vários empresários investem na iniciativa de Eduardo, como Carlos Wizard, Flávio Augusto da Silva e Jorge Paulo Lemann. 

A ideia de criar um instituto que ajudasse jovens carentes veio da sua própria história de vida. Quando tinha apenas 3 anos, viu sua casa ser destruída pela tempestade e, ainda criança, viu seu pai ser preso. 

Eduardo queria ter uma vida diferente e chegou a começar a cursar jornalismo, mas o seu sonho era mesmo oferecer boas condições para quem precisava se desenvolver. 

Isabela Matte e seu primeiro milhão aos 14 anos

"Se você quer um negócio próprio, aja de acordo. O sonho vale a pena, mas você tem que trabalhar", foi o que disse a jovem empreendedora Isabela Matte, de 22 anos, em uma entrevista para a revista Forbes.

Ela, que aos 14 anos atingiu o seu primeiro milhão, decidiu ter a própria empresa aos 12. Segundo Isabela, na época, era difícil encontrar roupas que a agradassem, já que o seu corpo, assim como o de toda adolescente, estava em transformação. 

A jovem empreendedora decidiu então desenhar os modelos e pediu a uma costureira para fazer as peças. Não deu outra: as roupas de Isabela começaram a fazer sucesso entre as amigas.

Sua mãe comprou a ideia e mandou confeccionar poucas unidades de duas coleções que a filha havia desenhado. Nascia a  Isabela Matte Store, que hoje vende para todo Brasil.

Nina Valentini e o Movimento Arredondar

Desde os 14 anos, Nina Valentini (que hoje tem 29) tinha interesse pelo empreendedorismo social. Na adolescência, ela participou de vários projetos e até da Aliança Empreendedora, iniciativa que visa capacitar microempreendedores em situações de vulnerabilidade social.

Nina é a fundadora do Movimento Arredondar, que converte o troco de vários estabelecimentos sociais em doações a projetos sociais. A sua ideia fez com que se tornasse finalista do Prêmio Empreendedor Social de Futuro, da Folha de São Paulo.

como-ser-um-jovem-empreendedor-5-exemplos-brasileiros2

Seja você também um jovem empreendedor e saia na frente!

Para ser um jovem empreendedor de sucesso, nada melhor que sair na frente dos seus concorrentes e atender às necessidades do mercado de um jeito único. Para isso, é indispensável contar com boas ferramentas de gestão e com a tecnologia, a melhor aliada de um dono de negócio. 

Por isso, não se arrisque e cuide da sua empresa com quem entende do assunto. A Conta Azul oferece para você tudo para gerenciar seu negócio de forma completa, ágil, sem estresse e sem burocracia!

O ERP Conta Azul é o sistema de gestão online feito para pequenas empresas e negócios que estão começando sua trajetória. De forma bem simplificada, nosso sistema  integra todos os setores do seu negócio, como estoque, financeiro, vendas e contabilidade em um único local. 

Assim, em vez de ir de setor em setor e falar com várias pessoas, basta você acessar o sistema para monitorar o andamento de todos os processos. 

Conheça as principais funções do ERP Conta Azul:

  • Acompanhamento das vendas e do estoque em tempo real;
  • Emissão de notas fiscais sem dor de cabeça, já que todas as informações dos clientes e dos fornecedores ficam salvas no sistema;
  • Lembretes automáticos dos vencimento das suas contas a pagar;
  • Notificações quando os itens do estoque atingem as quantidades mínimas;
  • Emissão de notas fiscais sem dor de cabeça, já que todas as informações dos clientes e dos fornecedores ficam salvas no sistema;
  • Geração de relatórios sobre todos os setores com poucos cliques.

Com o App Conta Azul de Bolso, de onde estiver, você monitora as vendas, o estoque e até envia orçamentos e propostas personalizadas. 

Não deixe também de conhecer o Receba Fácil, solução da Conta Azul que simplifica e agiliza os seus recebimentos. Com ela, é possível:

  • Vender online apenas pelas redes sociais (WhatsApp, Facebook e Instagram) através do link de pagamento;
  • Oferecer parcelamentos em até 12 vezes sem precisar de maquininha de cartão de crédito. Detalhe: você recebe todas as parcelas antecipadamente e de uma vez só;
  • Enviar cobranças via Pix, com descontos, multas e até data de vencimento;
  • Gerar boletos e pagar somente após a compensação.

Mas você pode estar pensando: "tudo isso deve ser tão caro…". Não!

A Conta Azul sabe que o caixa de uma empresa que ainda está começando é bem apertado. Pensando nisso, desenvolvemos 4 planos que cabem no seu orçamento para você escolher o que melhor se encaixa na sua realidade. 

Comece com a sua empresa com pé direito. Clique aqui para experimentar todas essas facilidades da Conta Azul sem pagar nada!

Newsletter

Faça agora a gestão financeira do
seu negócio em um único lugar