Como ser um empreendedor digital e ganhar dinheiro na internet

2 Comentários Publicado:  Assunto: Empreendedorismo

Como ser um empreendedor digital

Como ser um empreendedor digital? Essa é uma pergunta que muitos brasileiros se fazem, em busca de mais qualidade de vida e ganhos sólidos. E, de fato, não dá para fechar os olhos para uma modalidade que só cresce. Se você pretende explorar a internet para fazer negócios, leia o artigo até o final e descubra um novo mundo de possibilidades.DRE Gerencial do ContaAzul: Comece agora

Definição de empreendedor digital

O empreendedorismo digital nasce na web, e é a partir dela que tudo acontece. O meio onde os negócios acontecem é virtual. Ou seja, independentemente de haver entrega de produtos ou prestação de serviços reais, o processo de venda ocorre necessariamente pela internet.

Em comparação com o empreendedorismo físico, os objetivos não se diferem no que diz respeito à busca pelo lucro. Da mesma forma, quase todo tipo de atividade profissional pode ser exercida por meio da internet, mesmo que seja em parte.

As diferenças é que tornam o empreendedorismo digital mais atraente. Se, por um lado, abrir um negócio real pode exigir pesada infraestrutura na forma de instalações, veículos e espaço, pela internet, tudo é mais direto.

Prestadores de serviços, por exemplo, são beneficiados pela menor exigência em custos que montar um negócio pela internet representa. Enquanto na vida real é necessário ter um espaço onde se possa exercer a atividade, dependendo do ramo, tudo pode ser feito remotamente.

É o caso de profissionais de educação, consultoria, coaching e diversos outros que deixam de ter na distância um empecilho para trabalhar. Por outro lado, quem vende produtos percebe outras vantagens, como maior exposição de mercadorias, acesso a públicos mais amplos e menores custos com estoque e logística.

Portanto, não surpreende que tantas pessoas estejam em busca de fazer negócios pela internet. Além do grande volume de pessoas online procurando por produtos e serviços, trabalhar no meio digital amplia capacidades de forma que não seria possível no ambiente real.

As vantagens de se trabalhar pela web

Números sobre o comércio eletrônico deixam claras as vantagens de empreender pela internet. Estudos e levantamentos comprovam que a vida das pessoas, cada vez mais, se transfere para o ambiente online.

De acordo com o portal Ebit, as pessoas passam o triplo de tempo navegando na web, se comparado ao período em que assistem TV.

Além disso, 94% dos consumidores pesquisam na internet antes de comprar algo. Com isso, o Brasil é hoje responsável por quase 60% de todas as operações comerciais online da América Latina.

Em 2016, apenas no primeiro semestre, o e-commerce cresceu 5,2%. Os consumidores tiveram aumento de 31%, chegando ao número de 23,1 milhões de pessoas comprando ativamente pela internet.

Empreender remotamente também possibilita fazer escolhas que não são possíveis quando se toca um negócio físico. Por exemplo, quem tem uma loja física está fadado a trabalhar somente com pessoas que tenham como se deslocar para o local de trabalho.

Pela web, o empreendedor está livre para recrutar e ter como colaboradores os profissionais que se revelarem mais ajustados às funções, não importa onde residam.

Negócios virtuais também permitem explorar um segmento em franca expansão, o mobile. De acordo com a Digitalks, 79% do tráfego web tem origem em dispositivos móveis.

Outro dado chama a atenção: metade dos sites de e-commerce brasileiros não contam com aplicativos exclusivos. Isso abre ainda mais possibilidades para quem investir nesse segmento.

A simplificação de procedimentos também é um aspecto que deve ser considerado para quem está pensando em estruturar um negócio pela internet. Uma empresa física, dependendo do ramo, precisa de alvarás de licenciamento, permissão de órgãos públicos como Corpo de Bombeiros e ainda seguir uma série de posturas municipais previstas em lei.

Na internet, nada disso é necessário. Embora existam, sim, certos procedimentos que devem ser observados para garantir credibilidade (como a obtenção de certificados digitais de segurança para operações comerciais). No geral, porém, tudo é muito mais simples.

E os riscos? Não basta saber como ser um empreendedor digital

Como toda atividade que envolve o relacionamento com clientes e movimentação de valores, o empreendedorismo digital apresenta riscos. Voltando à pesquisa da Digitalks, ela nos diz que, dos aplicativos baixados, 80% são usados apenas uma vez, e 25% jamais são usados.

Sem entrar no mérito de avaliar os motivos dessa baixa utilização, esses números evidenciam que nem sempre a presença na internet garante o sucesso e a visibilidade esperada. É necessário, ao contrário do que possa parecer, muito esforço e dedicação para que uma empresa se destaque e gere o volume de negócios projetado.

Um erro comum ao abrir um negócio na internet é montar um site, páginas em redes sociais e deixar de investir em marketing digital. Por isso, falaremos a seguir sobre o que você pode fazer para minimizar riscos e ter um negócio de sucesso pela web.

Como começar (e manter) um negócio pela internet

Toda empresa rentável, antes de começar suas atividades, elabora um cuidadoso planejamento. Na teoria, muitos empreendimentos têm tudo para dar certo, mas na vida real nem sempre o que é imaginado de fato acontece.

Portanto, antes de montar um site ou um e-commerce, você deverá ter claro o que vai oferecer às pessoas. Lembre-se de que seu empreendimento deve ser útil de alguma forma, e essa utilidade geralmente se traduz em algo que as pessoas estejam precisando em dado momento ou circunstância.

Nem sempre apostar em um ramo aparentemente seguro é garantia de sucesso. Em tempos de inovação disruptiva em alta, o que é novo pode ser mais interessante para quem não tem ainda uma imagem consolidada perante o público.

Sendo assim, o mais indicado é que a ideia do tipo de negócio a se explorar esteja bastante clara. Pensa em vender relógios usando dropshipping? Ótimo! Mas será que sua concorrência já não está à frente, com mais clientes, audiência e recursos para investir? Uma avaliação criteriosa e destemida pode ser reveladora sobre aquele mercado que parece tão promissor.

É por esse e outros motivos que distribuir conteúdo em blogs e redes sociais é a maneira mais segura para quem começa. Primeiro, porque garante ranqueamento na busca orgânica do Google e, não menos importante, reforça sua autoridade sobre o tema, ao mesmo tempo em que gera leads (potenciais consumidores) e fideliza clientes.

Batalhe pelo seu sucesso

Como podemos perceber neste artigo, mais do que aprender como ser um empreendedor digital, o importante é ter visão de negócios e trabalhar continuamente pelo sucesso. As principais dicas e informações você já tem. Agora, é chegado o momento de arregaçar as mangas. Está pronto para encarar o desafio?Como abrir uma empresa? Passo a passo para tirar as ideias do papel  Preparamos um guia para descomplicar o processo de abertura do seu negócio Baixar o guia agora

Gostou das dicas sobre como ser um empreendedor digital? Deixe um comentário e fale sobre a sua experiência.

Vinicius Roveda
Sobre o autor

CEO da ContaAzul. É formado em Ciência da Computação pela UDESC e tem MBA em Business e Product Manager pela Fundação Getúlio Vargas.

MUDANDO UM POUCO DE ASSUNTO

2 Comentários
px
black friday contaazul

Conteúdos Populares

 
Black Friday ContaAzul
 
newsletter

Junte-se a mais de 800 mil donos de negócios:
receba nossas novidades e dicas sobre controle financeiro e gestão!

6 minute read