Como conduzir uma entrevista de emprego

0 Comentários Publicado:  Assunto: RH

Uma entrevista de emprego

Montar uma equipe produtiva e engajada passa necessariamente por saber fazer uma entrevista de emprego. Da preparação das perguntas à condução do processo, que atenção a sua empresa tem dado ao recrutamento?Experimente ContaAzul: Sistema de Gestão para pequenas empresas que pensam grande

A importância da entrevista de emprego

Contratar a pessoa certa para fazer parte do seu time cumpre etapas diversas, desde a abertura da vaga à efetivação da contratação, passando pela análise curricular e a realização da entrevista de emprego.

Esse é um processo técnico, prioritariamente conduzido por profissional da área de Recursos Humanos, que possui o conhecimento e experiência necessários para identificar o candidato que demonstra a maior capacidade de agregar à empresa.

Mas nem sempre pequenos negócios contam com um departamento, área ou mesmo um responsável pelo RH. E aí, muitas vezes, a responsabilidade recai sobre o próprio empreendedor, que tem outras habilidades e ainda prioridades a resolver ao mesmo tempo em que precisa reforçar o seu “elenco”.

O excesso de tarefas e a inexperiência na gestão de pessoas conspiram para o desleixo no recrutamento, tanto ao se limitar a critérios duvidosos de seleção quanto ao pular etapas essenciais para o acerto na contratação.

Se você recebe o pedido de um amigo para dar uma chance ao filho e topa após uma rápida análise curricular, pode até dar certo, mas não está indo pelo melhor caminho.

A entrevista de emprego, em qualquer que seja o processo, é fundamental para confirmar as expectativas depositadas no candidato. Lembre-se de que o papel aceita tudo e, no currículo, todos parecem mais capazes do que realmente são.

“Entrevistas presenciais permitem que entrevistadores observem atitudes e reações reveladas por meio de expressões faciais, contato visual, gestos e postura”, afirmam os autores Charles Stewart e William Cash Jr. no livro Técnicas de Entrevista: Estruturação e Dinâmica para Entrevistados e Entrevistadores (Ed. Bookman).

É por razões como essa, somada à possibilidade de contatos mais longo para aprofundar temas importantes, que saber conduzir uma entrevista de emprego deve ser um compromisso para gestores de todas as áreas.

Mas como ter sucesso nesse desafio?

Como fazer entrevista de emprego

Vamos relacionar agora algumas das principais dicas para quem deseja aprender como fazer entrevista de emprego. Essas são recomendações básicas e longe de serem definitivas. Se você não pode contratar um profissional de RH, busque ampliar seu conhecimento na área, leia mais e se mantenha atualizado sobre técnicas de recrutamento.

1. Prepare-se

Não é apenas o candidato que deve se preocupar com o momento da entrevista. É fundamental que aquele que esteja no papel de recrutador tenha domínio do assunto, conheça o perfil desejado para o cargo e tenha se informado adequadamente sobre a formação, experiências e habilidades do postulante à vaga.

Seria extremamente desagradável o entrevistado perceber que você pouco ou nada sabe sobre ele, tanto que sequer seu nome decorou. Aliás, sobre o tratamento pessoal, tenha o mesmo cuidado que você gostaria que o candidato tivesse.

2. Torne o momento mais leve

Há claramente um ambiente de tensão em torno de uma entrevista de emprego, mas não precisa ser assim. Cabe ao recrutador deixar o candidato à vontade, ser informal, mas não deselegante e demonstrar interesse por aquilo que ele fala.

Ao identificar um ambiente mais acolhedor, o postulante espanta seus fantasmas, tende a sair da postura defensiva e agir mais naturalmente, revelando suas reais características e opiniões.

3. Faça questionamentos objetivos

Sabe quando o apresentador quer falar mais que o entrevistado em um programa na televisão? Chega a ser constrangedor, não é mesmo? Tenha essa lição em mente para não repetir o comportamento desagradável durante a entrevista. Você está em um diálogo e, portanto, a conversa deve transcorrer normalmente.

Se alguém pode falar um pouco mais, esse alguém é o candidato. Então, não o interrompa ou faça comentários desnecessários.

Ainda assim, é válido saber conduzir a conversa para a próxima pergunta, considerando que há profissionais que, quando ansiosos, não conseguem parar de falar.

4. Cuide da aparência, mas não seja preconceituoso

A aparência do candidato deve estar de acordo com a oportunidade oferecida. Mais do que o gosto pessoal do recrutador quanto às roupas que o entrevistado escolheu para aquele momento, é importante saber que ele se preocupou com a sua apresentação.

Também é fundamental que o foco esteja nas habilidades do candidato e em como ele pode agregar à sua equipe. Isso significa dizer que qualquer forma de preconceito, além de imoral, pode fazê-lo perder um excelente profissional.

5. Faça um teste final

Ao concluir a entrevista, vale fazer uma última pergunta que, ao mesmo tempo que marca o fim do processo, coloca o candidato diante do desafio de mostrar que esteve conectado à conversa.

Questionar se há dúvida sobre o cargo ou a empresa é uma possibilidade, mas experimente também pedir para ele indicar qual ponto da entrevista gostou mais. Além de ser útil para testar o entrevistado, também serve de avaliação sobre os seus próprios métodos, permitindo crescer como recrutador.

13 perguntas para fazer na entrevista

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) dá uma importante ajuda para o empreendedor que está planejando um processo seletivo e não sabe bem como conduzir a entrevista de emprego. Veja quais são as perguntas imprescindíveis para esse momento, nas sugestões de Maikon Richardson, analista do Sebrae no Amapá:

  1. O que você mais gosta de fazer em seu tempo livre?
  2. Por que você quer trabalhar aqui?
  3. Quais são seus planos profissionais para os próximos 10 anos?
  4. Quais foram seus três piores erros profissionais?
  5. Quais foram seus três maiores sucessos profissionais?
  6. Qual o motivo da sua saída do emprego anterior?
  7. Se eu conversasse com o seu ex-chefe, quais pontos positivos e negativos ele destacaria sobre você?
  8. Por que você quer trabalhar aqui?
  9. Quais são seus três pontos mais fortes?
  10. Quais são seus três pontos mais fracos?
  11. O que a empresa ganharia contratando você?
  12. Que valor você pode trazer para a empresa?
  13. Por que devo escolher você?

Dedique-se ao recrutamento

Havendo um profissional de RH na sua empresa ou não, um empreendedor consciente deve se fazer presente em processos de contratação. Se o gestor deseja contar com um time que reúna as características que mais combinam com o negócio, muito poderá ajudar na seleção, pois ninguém conhece mais sobre a empresa do que ele.

Pense a respeito, amplie seus conhecimentos e esteja melhor preparado para quando surgir a necessidade de realizar uma entrevista de emprego ou qualquer outra das etapas de seleção.Planilha Custo de Funcionário  Com esta planilha, o empreendedor pode controlar os custos de cada colaborador Baixar a planilha agora

E na sua empresa, como e por quem as entrevistas de emprego são realizadas? Comente!

 
Anselmo Massad
Sobre o autor

Content Manager da ContaAzul, é jornalista

MUDANDO UM POUCO DE ASSUNTO

0 Comentários
 
ContaAzul é um sistema de gestão online   para empresas como a sua Quero conhecer  <https://contaazul.com/funcionalidades/controle-financeiro/?utm_source=modal&utm_medium=cta&utm_campaign=modal-blog-controle-financeiro>
 
newsletter

Junte-se aos mais de 600 mil empreendedores inteligentes e seja o primeiro a receber as nossas novidades e dicas!