Big data no varejo: como tirar vantagem

Big data reúne informações digitais

Que o histórico do cliente oferece informações poderosas para uma estratégia de fidelização, você já sabe. Mas já parou para pensar em como o big data pode ser uma fonte qualificada para esses dados? Quem atua no varejo e ainda não tira proveito da tecnologia pode estar perdendo bons negócios.Indique seu Contador  Conecte-se a seu contador via ContaAzul: economize tempo e dinheiro na gestão Quero indicar meu contador

Os dados do seu cliente no big data

Pense rápido e responda: como obtém informações sobre aqueles que compram de você?

  • a) Só sabe o pouco que falam quando visitam seu estabelecimento
  • b) Tem alguns clientes como amigos em suas redes sociais
  • c) Possui uma ficha de cadastro individual para cada cliente
  • d) Nada sabe sobre eles
  • e) Nenhuma das anteriores

Embora a opção C pareça a mais correta (e entre as ações relacionadas realmente é), a sua escolha pode ser pela alternativa E.

Entenda essa pergunta com cara de concurso público como uma provocação. A partir dela, queremos que reflita se a ação que adota para cultivar um relacionamento com seus clientes é o melhor que tem a fazer, a escolha ideal considerando tudo que está ao seu alcance.

Ousamos dizer que não e, por isso, nenhuma das opções apresentadas é a ideal. Ao descobrir o que é big data e como ele se aplica na sua empresa, você vai entender melhor essa afirmação.

O termo se refere à análise de tudo que é público, em grande volume, velocidade e variedade - o que resulta nos 3 Vs que marcam o big data. Na prática, todas as informações que podem ser úteis e relevantes à sua empresa sobre determinado cliente, e que estão disponíveis online, são agrupadas por esse tipo de solução.

É o que há de mais completo atualmente para reunir dados de clientes, permitindo minimizar erros estratégicos em campanhas de marketing, por exemplo. Também por isso, as informações que revela são valiosas para qualificar a relação com aqueles que compram de você.

Sabe aqueles dados que você tem sobre o histórico de compras do cliente na sua loja? Eles são apenas parte do que o big data pode revelar. Como ele se comporta na rede, quais sites visita, onde realiza compras online, pelo que procura, o que posta em blogs, que conteúdos publica em redes sociais.

Nada escapa do radar, não importa o volume nem a variedade de informações. E tudo isso é capturado em grande velocidade. Dá para ter uma boa ideia sobre o potencial da ferramenta, não é mesmo?

O uso do big data no varejo

Sabe quando você acessa a internet, visita diferentes sites e percebe que os anúncios são os mesmos? E quando você pesquisa um produto no e-commerce e, após isso, recebe uma chuva de ofertas sobre ele a cada nova página aberta? E o seu aplicativo para ver filmes e séries, que sugere títulos recomendados para você?

Tudo isso é possível graças ao big data, que entre outras ações, identifica as suas preferências. É semelhante ao que pode favorecer a sua empresa, ainda que seja um negócio de pequeno porte.

Um exemplo está no marketing. Esse é um setor que por vezes enfrenta resistência para investimentos. Como o dinheiro em uma pequena empresa costuma ser curto, não raro o empreendedor o enxerga como um gasto que pode ser adiado.

É compreensível, pois sem informações detalhadas sobre o público-alvo da ação, a sua eficácia parece depender mais de um golpe de sorte do que de planejamento.

Mas o big data mostra que não precisa ser assim. Seja através de plataformas que oferecem o serviço ou por outros métodos de coleta e organização de dados sobre clientes, o empreendedor pode definir uma estratégia de marketing com maior propriedade e segurança.

A partir daí, pode ter alguns objetivos definidos. Entre eles, atrair ou fidelizar clientes. Nos dois casos, as informações coletadas permitem identificar hábitos de compra, produtos desejados, estilos de moda, lojas que seguem nas redes, celebridades nas quais se inspiram, meios de pagamento preferidos e tudo aquilo que se revela útil para conquistar um consumidor ou para mantê-lo comprando de você.

Então, vale a pena investir no big data?

A resposta a essa pergunta é: talvez. Em primeiro lugar, não é por que uma tecnologia existe que você deve automaticamente passar a investir nela. Para muitas empresas, mesmo pequenas, o big data pode agregar bastante. Mas essa análise é particular e cabe ao empreendedor também considerar a viabilidade do investimento conforme o seu momento e projeção financeira.

Como estamos falando de um processo bastante técnico, a não ser que você tenha conhecimentos no mínimo intermediários em Tecnologia da Informação (TI), é indicado que busque profissionais especializados para assessorá-lo. Isso inclui desde o planejamento, passando pela escolha da solução mais indicada até a sua aplicação no negócio.

Mas o principal recado que o big data deixa é a necessidade de conhecer o seu cliente (o antigo, o atual e o futuro). Nenhuma empresa sobrevive sem clientes e essa máxima é ainda mais válida entre os varejistas, que precisam de uma carteira composta por compradores de qualidade e em quantidade.

Se você tem uma ficha de cadastro de clientes, já deu o primeiro passo. Caso perceba que ela cumpre apenas parcialmente as suas necessidades, pode automatizar o processo a partir de um software de gestão que ofereça CRM (Customer Relationship Management), ou Gerenciamento de Relacionamento com Clientes, em português.

Esse tipo de facilidade pode organizar totalmente a sua atenção ao cliente, da prospecção ao pós-venda, na negociação e na concretização da venda.

Ao conhecer o big data, avaliar a sua necessidade e reunir tudo o que precisa para adotá-lo, você estará pronto para dar o próximo passo. Se for chegada essa hora, mesmo que à frente de uma pequena empresa, saiba que os resultados esperados tendem a se concretizar.

Conheça o seu cliente

Seja um cadastro em planilha eletrônica, software de CRM ou big data, aprendemos neste artigo que é dever do empreendedor conhecer detalhes sobre os seus clientes e o público-alvo que pretende alçar a essa condição.

Entenda que o sucesso de suas ações estratégicas passa necessariamente por esse cuidado. Ter informações sobre aqueles que compram ou podem comprar de você é o que melhor pode ser feito para sua loja crescer.Planilha de Funil de Vendas  Preparamos uma planilha para você organizar dados de conversão de seu funil de  vendas Baixar a planilha agora

E você, como tem buscado e organizado as informações sobre os seus clientes? Comente!

Quer acesso a materiais gratuitos?

Junte-se a mais de 800 mil donos de negócio e receba gratuitamente novidades e dicas sobre financeiro, nota fiscal e gestão selecionadas pela ContaAzul.

 
<https://cta-service-cms2.hubspot.com/ctas/v2/public/cs/c/?cta_guid=50ebdc92-329a-40a1-9caf-fa81543a8adc&placement_guid=2fe57723-5fb5-47c5-b9eb-e06d10883d31&portal_id=652034&redirect_url=APefjpH-sJodulB40LkLn3KOdjabGsRQrvD-UzG_-mxgFGYOQY7Pax91wMczwqC9tjy6OjwX00HU_Bo7PUPMr5BIKOv40gMMcHS86PIGVrS7qRooJBOJ-7oexC4LmqeY82ilgISiw_vgWj_M6UrXXz1MrtJWPp1fCkV3L8k9Z1TtKD_8zvHbHbmBJ-eUK8zfoV_QfTmHP_eg4dFVeSu30yynTNlUDR2aWCt8pi1edP5oHylON5s64GfVFnCwR305nirbsqyzLULbK7y2JSzUtMlN7fQ4XNMBWGbmU8axTsYxArQmFT5Bef95SSu6-RPgLNW5AplENu_zmV3QuRJ6K_Gd5RpBPj09UQ&hsutk=69c6ede4c71301f633be694182efeb4b&canon=https%3A%2F%2Fblog.contaazul.com%2Fo-que-e-pro-labore-ab&click=2a99f1b9-eb95-4503-bbbb-7be3d73be873&pageId=5442744710&__hstc=99675841.69c6ede4c71301f633be694182efeb4b.1512590389679.1512590389679.1512647250062.2&__hssc=99675841.7.1512647250062&__hsfp=1187972499>  <https://contaazul.com/funcionalidades/controle-financeiro/>   ContaAzul é o sistema de gestão online   para você organizar sua empresa   <https://contaazul.com/funcionalidades/controle-financeiro/>  Quero Saber Mais  <https://contaazul.com/funcionalidades/controle-financeiro/>  Experimente Grátis <https://contaazul.com/cadastro/>