BH Gráfica: Uma impressão de sucesso

bhgrafica.jpg

Provavelmente, quando o CEO Alysson Martins Araújo olhou o mercado gráfico de Belo Horizonte (MG) e viu que faltava um atendimento exclusivo para empresas, ele não se lembrou de William Shakespeare. No início do Século 17, entre comédias e tragédias, o escritor inglês vivia repetindo: “aprendi que as oportunidades nunca são perdidas; alguém vai aproveitar as que você perdeu”. Foi exatamente isto que Alysson e o sócio, Junior Araújo, fizeram.

Um sistema de gestão que conecta as áreas da sua empresa: do financeiro ao comercial

Aproveitando um nicho de mercado que as outras gráficas não tinham se dado conta, os sócios fundaram a BH Gráfica, há cerca de 10 anos. O objetivo estava claro: atender empresas de qualquer setor ou segmento. Alysson e Junior idealizaram o novo negócio, sempre pensando em crescimento e estabilidade.

Hoje, a gráfica conta com sede própria, um prédio de dois andares, no Bairro Nova Suíça, em Belo Horizonte, e com cerca de 20 colaboradores. E os negócios vão bem, estão consolidados, segundo Alysson, pois, além da capital mineira, a gráfica atende empresas de grande e médio porte em todo o Brasil e no exterior.

Começo com problemas burocráticos

No início, a complicação fiscal foi um dos principais problemas da BH Gráfica, em especial quando o assunto era a nota fiscal, pois estados e municípios possuem sistemas diferentes de emissão, além de muitos ainda não terem a NF-e (nota fiscal eletrônica). Ao longo dos anos, os sócios chegaram a desenvolver o próprio software para tentar resolver a questão.

Para eles, era essencial o funcionamento adequado da NF-e, pois em pouco tempo já vendiam para outras cidades de Minas Gerais e outros estados. Hoje, atendem até empresas no exterior. Com a necessidade de algo profissional, que acompanhasse o desenvolvimento e crescimento da BH Gráfica, Alysson, que sempre esteve de olho nas novas tecnologias, começou a procurar um sistema que se adequasse ao seu negócio.

Em busca de soluções práticas e acessíveis

Em pouco tempo, Alysson abandonou o software próprio e começou a testar os vários programas que apareciam no mercado. Eles já tinham conseguido implantar um sistema que dava a possibilidade dos clientes acompanharem todo o processo de produção – desenvolvimento, pré-impressão, impressão e acabamento – através da internet. Mas, agora, era preciso resolver o problema da nota fiscal e, ainda, tentar reduzir os custos. Mas como?

Foi neste momento que a curiosidade de Alysson na busca por novas tecnologias ajudou. Assim que a ContaAzul lançou a NF-e para serviço em Belo Horizonte, ele fez o teste e aprovou o que estava vendo. Conseguiu resolver o problema da integração com outros modelos de emissão de nota, além de baixar os custos da operação. A BH Gráfica emite, sem problemas, uma média de 50 notas fiscais por mês.

Parceria de futuro

A BH Gráfica é cliente do ContaAzul há cerca de cinco meses e o Alysson, que hoje é CEO da empresa, garante que foi a melhor decisão, uma escolha consciente voltada para o mundo dos negócios:

“Hoje, para um empreendedor sobreviver é preciso trabalhar de forma correta, estar atento à tecnologia e a inovação. É preciso estar aberto ao mercado, que está sempre mudando, ter uma visão bem à frente. Foi isso que o ContaAzul trouxe pra gente, pois conseguimos reduzir os custos, resolver o problema com a emissão da nota fiscal, que está toda integrada ao nosso sistema, e ainda operar um software que funciona na nuvem, que podemos acessar a qualquer hora ou lugar. Está tudo de acordo com o que queremos para o futuro”, apontou Alysson.

E você, tem alguma experiência interessante para compartilhar com a gente? Conte nos comentários, quem sabe a sua história não pode ajudar alguém!

O ContaAzul ajuda diversos segmentos de empresas por todo Brasil. Veja aqui como o sistema pode ajudar a sua empresa também!

Como abrir uma empresa? Passo a passo para tirar as ideias do papel  Preparamos um guia para descomplicar o processo de abertura do seu negócio Baixar o guia agora

 

Quer ter acesso a
materiais gratuitos?