O que significam os ativos e passivos no plano de contas da sua empresa

ativo-passivo-plano-de-contas-iStock_74504335-750x400.jpg

Trabalhar para ver os resultados e colher frutos positivos de todo esse esforço. Mas como avaliar se tudo está ocorrendo conforme o esperado? Como mensurar os resultados e saber se as estratégias e decisões foram as mais acertadas? Essa avaliação só será possível ao visualizar o plano de contas e, nele, entender tudo o que a sua empresa tem de passivos e de ativos.

Complicou? Fique tranquilo que a gente vai explicar tudo certinho e até o fim do texto você vai entender exatamente como a observação desses elementos pode fazer a diferença na gestão do seu negócio. Para começar, algumas definições.

Controle o financeiro com um sistema integrado para sua empresa

O plano de contas é uma lista de tudo o que diz respeito às movimentações econômicas de uma empresa. É uma relação das atividades, operações, custos, ganhos e transações. Ele também é conhecido como modelo de contas, estrutura de contas ou elenco de contas. Esses nomes já dizem bastante coisa, certo? Então, entre os itens elencados nesta ferramenta de gestão estão os passivos e ativos.

Ativo é tudo aquilo que a sua empresa tem, que faz parte dela. Os imóveis, terrenos, mobiliário, frota de carros, equipamentos, maquinário, investimentos, saldo bancário, créditos, estoques (tanto de produtos acabados quanto de matéria-prima), duplicatas a receber, direitos que compõem o patrimônio da empresa. O passivo são os deveres, as obrigações que ela tem. Ao saldá-las, diminui-se dos ativos. Fornecedores, empréstimos, financiamentos, obrigações fiscais e sociais são alguns exemplos.

Ou seja, tanto os ativos quanto os passivos são itens que impactam o patrimônio do negócio. A diferença desses dois itens é que vai determinar o valor que a sua empresa tem no mercado, porque é com base nesses dois elementos que são realizados os balanços patrimoniais.

Patrimônio: ativos e passivos não trabalham sozinhos

Como dissemos, o plano de contas é uma relação de situações já existentes, que formam o patrimônio de uma empresa. Mas antes de tudo isso formar uma lista, eles precisam existir.

Vamos entender melhor: logo que nasce, qualquer empresa já possui algum ativo, mesmo que seja alguém sozinho trabalhando numa garagem em casa. Se for um bom empreendedor, terá uma conta bancária no nome da empresa com uma quantia para capital de giro e equipamentos específicos para as atividades do negócio. É apenas um exemplo para ilustrar que tudo se começa de baixo, talvez com poucas coisas. É certo, porém, que o objetivo é ir acumulando e, assim, aumentar a capacidade de produção. Como consequência, alguns ativos vão sendo incorporados e, naturalmente, passivos também são adquiridos, uma vez que nesse processo de expansão é possível que ocorra um empréstimo ou financiamento. Neste ponto, já há elementos suficientes para elaborar aquela lista.

Agora, precisamos considerar que o dia a dia da empresa é composto por outros dois personagens que vão ajudar na construção do ativo e do passivo, e também vão integrar o plano de contas: as receitas e as despesas.

Receitas são aqueles montantes que a sua empresa tem a receber dos clientes pelos serviços e produtos que oferece. Também se enquadram aqui os juros acumulados dos investimentos realizados e os recursos com possíveis vendas de ativos não mais utilizados. As despesas correspondem aos desembolsos com compra de matéria-prima, equipamentos, pagamentos dos funcionários, fornecedores, terceiros e melhorias realizadas.

Agora é que todos esses personagens se encontram na história: quando você faz investimentos, eles saem das receitas, porque fazem parte do dinheiro que a empresa tem para fazer o negócio acontecer. Mas logo que este investimento é concretizado, ele passa a ser um ativo. Então é a receita contribuindo para o aumento dos ativos do seu empreendimento. Em outro caso, ao vender um equipamento que não é mais necessário para a produção, você se desfaz de um ativo, mas registra o valor da operação em suas receitas.

Então essa movimentação diária que, de forma dinâmica, atua para deixar a empresa cheia de energia e caminhando para frente é o que forma os ativos, cria passivos e, no fim das contas, faz a empresa ser o que ela é e acumular tudo o que ela tem.

E o plano de contas nessa história?

Vamos juntar as pecinhas de tudo o que falamos até aqui: no plano de contas você vai elencar os passivos e ativos. Esses dois elementos são formados pelas receitas e despesas, dois itens que também vão fazer parte dessa lista.

Ao fazer essa relação, é possível ter duas visões da sua empresa. Uma é a contábil. Esse ponto de vista, ainda que seja parte do trabalho do contador da sua confiança — e ele fará com muita dedicação, na posição de parceiro estratégico do seu negócio —, é capaz de detalhar a situação patrimonial. É aqui que entra o balanço patrimonial que já citamos: algo extremamente importante, já que só com esse balanço é possível ter noção dos parâmetros quantitativos (o quanto ela tem) e qualitativos (a qualidade de tudo o que possui) do seu empreendimento em determinado período.

Além disso, o plano de contas pode ser usado para fins gerenciais. Com base nos valores apresentados, o gestor tem as informações necessárias para ajudar na tomada de decisões e planejar os rumos financeiros da empresa, a partir de uma visão completa dos planos econômicos, financeiros e patrimoniais.

Assim, o passivo e o ativo são elementos importantes que integram o plano de contas e são capazes de mostrar o resultado dos esforços para fazer a sua iniciativa crescer. Por outro lado, também podem representar um alerta visando corrigir os rumos e acertar o passo no caso de alguma inconsistência que esteja acarretando em resultados insatisfatórios.

Entender todos esses elementos é muito mais que uma questão técnica. É saber como tudo está ficando. Como um artista que para o andamento do seu trabalho a certa altura para avaliar se todo o esforço está permitindo a ele alcançar o seu objetivo. Com uma empresa não é diferente. Mas para ter essa visão panorâmica são necessários itens que repassem informações capazes de esclarecer a situação. Aqui a gente explicou quais são eles. Agora é com você!

 

Planilha Fluxo de Caixa Mensal  Com esta planilha você faz o controle mensal do caixa da sua empresa Baixar a planilha agora

Quer ter acesso a
materiais gratuitos?

 
<https://cta-service-cms2.hubspot.com/ctas/v2/public/cs/c/?cta_guid=50ebdc92-329a-40a1-9caf-fa81543a8adc&placement_guid=2fe57723-5fb5-47c5-b9eb-e06d10883d31&portal_id=652034&redirect_url=APefjpH-sJodulB40LkLn3KOdjabGsRQrvD-UzG_-mxgFGYOQY7Pax91wMczwqC9tjy6OjwX00HU_Bo7PUPMr5BIKOv40gMMcHS86PIGVrS7qRooJBOJ-7oexC4LmqeY82ilgISiw_vgWj_M6UrXXz1MrtJWPp1fCkV3L8k9Z1TtKD_8zvHbHbmBJ-eUK8zfoV_QfTmHP_eg4dFVeSu30yynTNlUDR2aWCt8pi1edP5oHylON5s64GfVFnCwR305nirbsqyzLULbK7y2JSzUtMlN7fQ4XNMBWGbmU8axTsYxArQmFT5Bef95SSu6-RPgLNW5AplENu_zmV3QuRJ6K_Gd5RpBPj09UQ&hsutk=69c6ede4c71301f633be694182efeb4b&canon=https%3A%2F%2Fblog.contaazul.com%2Fo-que-e-pro-labore-ab&click=2a99f1b9-eb95-4503-bbbb-7be3d73be873&pageId=5442744710&__hstc=99675841.69c6ede4c71301f633be694182efeb4b.1512590389679.1512590389679.1512647250062.2&__hssc=99675841.7.1512647250062&__hsfp=1187972499>  <https://experimente.contaazul.com/controle-financeiro/>   ContaAzul é o sistema de gestão online  para você organizar sua empresa   <https://experimente.contaazul.com/controle-financeiro/>  Quero Saber Mais  <https://experimente.contaazul.com/controle-financeiro/>   Experimente Grátis <https://contaazul.com/cadastro/>