10 lições sobre empreendedorismo com o reality Pesadelo na Cozinha

Sobre o que estamos falando?

    • A série Pesadelo na Cozinha é estrelada por Erick Jacquin. Durante o programa, o chef visita vários restaurantes que estão perto da falência, com donos e funcionários perdidos e sem saber o que fazer;
    • De freezer desligado a colaboradores chorando no estabelecimento, com muito esforço Jacquin consegue rever algumas situações. A série arranca boas risadas mas também traz lições importantes sobre o empreendedorismo;
    • Você não quer ser a vergonha da profisson, não é mesmo? Então, conheça a Conta Azul e descubra como monitorar todos os setores da empresa na palma da mão. Dê adeus à falta de produtos no estoque, erros na conciliação bancária, dificuldades na emissão das notas fiscais e muito mais!

Experimente grátis a Conta Azul!

 

 

Pesadelo na Cozinha é uma série transmitida pela emissora Band TV e teve a primeira temporada exibida em janeiro de 2017. Estrelada por um dos cozinheiros mais famosos do Brasil e do mundo, o francês Erick Jacquin, o programa visita restaurantes à beira da falência com intuito de recuperá-los. 

Porém, Pesadelo na Cozinha vai além do que uma série culinária e traz lições importantes sobre empreendedorismo que podem ser aplicadas em vários tipos de negócios.

Seja qual for o tipo, tamanho ou ramo de atuação da empresa, com certeza você irá aprender algo com a série, além de conhecer histórias incríveis e dar boas gargalhadas. Não é à toa que os episódios acumulam milhões de visualizações no Youtube.

Confira neste conteúdo as 10 lições de empreendedorismo de Pesadelo na Cozinha e conheça um pouco sobre os episódios mais famosos!
Fonte: Instagram / @pesadelo.na.cozinha 

10 lições de empreendedorismo ao assistir Pesadelo na Cozinha

 

1. Mantenha sempre a organização

Na série, todos os restaurantes visitados por Erick Jacquin sofriam com a desorganização, que levava a outros problemas, como falta de itens no estoque e poucos funcionários em horários de pico.

No episódio da hamburgueria Hooker, por exemplo, muitos clientes chegavam ao restaurante e logo decidiam ir embora, pela demora no atendimento, enquanto na cozinha, os funcionários se desentendiam pela falta de organização.

Independente do tamanho, do nicho de atuação ou dos desafios que a empresa enfrenta, manter a organização é fundamental. Para ter um negócio mais organizado, comece listando os principais problemas e definindo os processos.

2. Aprenda a demandar as tarefas

Em praticamente todos os episódios de Pesadelo na Cozinha, os funcionários acumulavam funções, desde ajudar na cozinha, atender os clientes até fazer a limpeza do ambiente.

Na série, os donos da maioria dos restaurantes não sabiam dividir as tarefas entre os colaboradores e demandar de forma clara. Na hamburgueria Hooker, o funcionário Marcelo era, ao mesmo tempo, garçom e fazia a limpeza do restaurante, além de morar (isso mesmo, morar!) no estabelecimento.

O resultado, além de desorganização, eram situações de estresse vividas diariamente, o que não é saudável para ninguém dentro de um estabelecimento. 

Dividindo bem as atribuições, você evita que os colaboradores fiquem perdidos e cada um saiba exatamente qual é a sua responsabilidade.

3. Saiba trabalhar bem em grupo

Cada pessoa dentro de uma empresa deve ter uma função determinada e é importante lembrar que o trabalho individual impacta no coletivo, onde todos são responsáveis pelo resultado entregue ao cliente. 

Você, como dono do negócio, é quem tem a missão de esclarecer a importância do trabalho em grupo para sua equipe, mesmo que os desafios sejam grandes. Jamais faça como seu Antônio, dono do Ça-Va, fazia antes da chegada do Jacquin: ele era o primeiro a dar algumas voltas nas ruas do bairro diante de um problema no restaurante.

Mais do que isso, você deve dar o exemplo de como a parceria no ambiente de trabalho é fundamental para a qualidade de vida de todos.

4. Valorize sempre a sua equipe

Em quase todos os episódios da série, um aspecto bem comum era o tratamento dado aos funcionários por parte dos donos dos restaurantes. Houve casos, inclusive, de ofensas e colaboradores chorando, como no Pé de Fava, onde uma funcionária saiu aos prantos por ouvir gritos do Fábio, o proprietário.

Ao ser tratado bem e ver a equipe valorizada, o seu funcionário irá fazer o mesmo com você e pelos clientes do estabelecimento. As pessoas são a parte mais importante de um negócio e, menosprezá-las, é por fim a própria empresa.

5. Invista em treinamento e qualificação

Investir em treinamentos, capacitações, workshops, palestras e cursos online para os colaboradores, é automaticamente um investimento no negócio. Afinal, ele é formado por pessoas! 

Sempre que possível, capacite os funcionários e não somente sobre o desempenho da função em si. Além de melhorar os serviços prestados, os colaboradores se sentirão lembrados e motivados. 

Durante o processo de reestruturação dos estabelecimentos na série Pesadelo na Cozinha, todos os colaboradores recebem treinamentos, que vão desde os aspectos técnicos e como preparar um novo cardápio até sobre o atendimento ao cliente. Isso faz total diferença para o resultado final do episódio. 

6. Dê e aceite feedbacks construtivos

Na intenção de ajudar os empreendedores, Jacquin sempre oferece feedbacks a todos nos restaurantes de Pesadelo na Cozinha. Porém, em muitos episódios, o chef enfrentou a resistência de várias pessoas, impedindo o avanço do trabalho no local.

Fábio, dono do Pé de Fava, era um dos participantes mais resistentes. Foram várias conversas até que ele percebesse que precisava mudar. 

Os feedbacks devem ser vistos como algo positivo tanto por você quanto pelos colaboradores. Estimular essa troca melhora o trabalho desempenhado por todos. Para isso, ouça os colaboradores sem resistência e sem justificativas.

7. Preze por uma boa comunicação interna

Vários donos dos restaurantes do programa reclamavam que os funcionários não cumpriam as orientações dadas. O que acontece é que nem sempre o problema está nos colaboradores, mas sim na forma como as informações são colocadas.

Aqui mais outro exemplo do Fábio, proprietário do Pé de Fava. Ele achava que, gritando, suas orientações seriam atendidas pelos colaboradores, quando, na verdade, eles não davam a mínima importância.

Colha feedbacks dos funcionários, faça uma análise do que você precisa melhorar em relação à comunicação, coloque em prática as melhorias e observe a diferença.

8. Reflita o que você pode melhorar como líder

Antes de exigir a mudança dos colaboradores, identifique o que você precisa mudar primeiro. Comunicação, organização, empatia e até mais presença na empresa: todo líder pode melhorar em algum aspecto.

No Hooker, Cézar, o dono, se intitulava dono do melhor hambúrguer de São Paulo, porém não percebia os problemas na operação do negócio. Apenas quando ele avaliou o que precisava mudar, ajustou a sua postura e fez, inclusive, demissões - Marcelo, o funcionário que dormia na hamburgueria, chegou a ser desligado da empresa. 

9. Reduza custos com muito cuidado

Todas as empresas sempre buscam reduzir custos. No entanto, os cortes nos gastos não devem impactar o que é oferecido ao cliente. Do contrário, você tem o resultado inverso, perda de clientes devido à queda na qualidade.

Então, nada de desligar o freezer para economizar energia ou comprar os produtos de qualidade duvidosa, certo?


Fonte: Instagram / @pesadelo.na.cozinha 

10. Acompanhe de perto os níveis de estoque

É muito frustrante para qualquer cliente chegar em um estabelecimento e ouvir que o produto ou serviço não está disponível pela falta no estoque. Em Pesadelo na Cozinha, Jacquin passou diversas vezes por isso. 

Um exemplo foi a chegada de Erick no restaurante Pé de Fava: Fábio, o proprietário, foi em cima da hora no supermercado comprar produtos para fazer um prato que estava no cardápio - a feijoada.

Falta de estoque é perda de vendas, o que pode ser evitado com o gerenciamento dos insumos, por um bom sistema de gestão.

Quais são os episódios mais famosos do reality?

 

Hooker

Cézar, proprietário da hamburgueria Hooker, localizada na Rua Augusta, em São Paulo, se intitulava o criador do melhor hambúrguer do Estado. O que ele não esperava era que Jacquin, além de pedir comprovações desse título, de longe concordaria com ele.

Marcelo era um funcionário icônico da hamburgueria. Para começar, ele dormia no local e, segundo Cézar, chegava a beber a cerveja dos clientes e sentar nas mesas com eles. Isso sem contar com as várias vezes em que Marcelo abandonava o trabalho, no meio do expediente, diante de qualquer problema. 

O episódio já teve mais de 13 milhões de visualizações e está disponível no Youtube. Prepare-se para dar algumas gargalhadas e tirar algumas lições importantes, principalmente sobre gestão de pessoas.

Pesadelo na Cozinha: Hooker

Pé de Fava

Um casal de alagoanos e um sonho: montar um restaurante de sucesso em São Paulo, na cidade de Guarulhos. Porém, não foi bem isso que Jacquin encontrou ao visitar o “Restaurante e Cachaçaria Pé de Fava”, fundado por Fábio Lima em 2016.

Proprietário irritado, cozinha suja, comida ruim e funcionárias desmotivadas resumiam o cenário do local. O auge desse episódio, um dos mais famosos da série, foi quando Jacquin encontra um freezer completamente sujo, com carnes estragadas e que, segundo um funcionário, era desligado por Fábio todas as noites para economizar energia.

“Cala a boca! Você é a vergonha da profisson!” gritou Jacquin com sotaque francês ao descer do segundo andar do Pé de Fava, logo após abrir o freezer.

A notícia boa é que o Pé de Fava passou por uma enorme transformação, que só não foi maior que as mudanças comportamentais do dono. Vale a pena conferir esse episódio, para aprender mais sobre gestão e sorrir um pouco.

Pesadelo na Cozinha: Pé de Fava

Ça-Va

Cozinha que chegava aos 50°, funcionários estressados e um proprietário que costumava passear mesmo com restaurante pegando fogo. Este era o Ça-Va, localizado na Rua Augusta, centro de São Paulo.

Reclamações dos clientes, equipamentos quebrados e velhos também faziam parte da rotina. Jacquin conseguiu reverter toda essa situação e ainda manteve a personalidade do restaurante.

Antes do programa ir ao ar, o seu Antônio faleceu. Seus filhos procuraram Erick Jacquin, que comprou o restaurante e manteve o nome original, em memória do seu primeiro dono. 

Confira o episódio completo no YouTube e conheça de perto os desafios enfrentados nesse restaurante: 

Pesadelo na Cozinha: Ça-Va

Não seja uma "vergonha da profisson", tenha uma gestão eficiente!

Vários problemas nos restaurantes visitados por Jacquin poderiam ter sido evitados com uma gestão moderna, sem caderninhos ou planilhas de excel, como a falta de produtos no estoque. 

Com a Conta Azul, você não será a vergonha da profisson e terá o controle do seu negócio na palma da mão!

A Conta Azul Pro é um sistema de gestão que centraliza todos os setores da empresa em um único local: estoque, financeiro, vendas, fluxo de caixa e contabilidade são integrados na mesma plataforma.

Na prática, com o ERP Conta Azul, assim que uma venda é feita, a baixa é dada automaticamente e essa informação é registrada no fluxo de caixa, enviada à contabilidade. Você ainda conta com o App Conta Azul de Bolso para acessar todas essas informações pelo celular, de onde estiver. 

Nada de surpresas ou informações desencontradas. Clique aqui para experimentar todas essas facilidades da Conta Azul sem pagar nada!

Newsletter

Faça agora a gestão financeira do
seu negócio em um único lugar